Topo

Os tipos de bacalhau disponíveis no mercado e as principais diferenças entre eles

Comente

A Páscoa se aproxima e a correria pelo bacalhau perfeito se intensificou, especialmente nessas últimas semanas. Isso ocorre porque muitas famílias costumam seguir a tradição de preparar receitas que incluem o peixe.

Apesar disso, além de saber exatamente o tipo de prato pretendido para a ocasião, é importante notar que existem diferentes tipos de bacalhau, cada um com suas próprias características. Sabendo disso então, vamos apresentar a seguir uma lista que mostra algumas das diferenças mais substanciais e algumas dicas para quem quer acertar na escolha do alimento. Veja!

Tipos de bacalhau e dicas para o consumo de cada um

tipos-de-bacalhau-disponiveis

Detalhes sobre a compra do bacalhau

Esse primeiro passo pode não ser algo fácil para iniciantes na cozinha, por isso o melhor a fazer é comprar o peixe em um local confiável em vez de em lugares com grandes promoções, afinal, o objetivo é conhecer melhor o produto, certo?

Caso você encontre o peixe empacotado, procure prestar atenção, pois é possível que junto das partes bonitas venham peças indesejáveis, como rabo e barbatana. Além disso, procure analisar o aroma e a textura, o peixe deve estar seco sem nenhuma umidade.

Tipos de bacalhau

Como já adiantamos, nem todo bacalhau é igual. Agora vamos a algumas diferenças substanciais entre os tipos disponíveis por aí.

  • Cod Gadus Morhua: esse tipo possui a carne branca e macia, e se desmancha com facilidade. O preparo de assados fica excelente com o filé do mesmo, que aliás, também pode ser preparado como postas. Vale dizer ainda que as aparas laterais podem ser usadas para o preparo de molhos de massas ou mesmo para incrementar saladas e tortas.
  • Ling: aqui temos um exemplar não tão alto quanto o cod. O assado costuma ser a melhor opção de preparo para ele. O tipo possui a carne macia e um valor mais baixo. Também pode ser ótima opção para receitas que usam lascas.
  • Saithe: esse possui uma carne menos clara que os outros da lista e é também o mais barato entre os supracitados. Ele pode ser usado na confecção de bolinhos e saladas.
  • Zarbo: esse tipo é bom para o preparo de receitas de bolinhos ou para um refogado, sendo o mais simples das espécies listadas.
  • Gadus Macrocephallus: esse tipo possui a carne mais rígida e, portanto, mais propícia ao preparo como lascas. Esse possui o sabor distinto do bacalhau verdadeiro e é indicado para uso em receitas de tortas, ensopados e até de bolinhos.

Corte

Para aqueles que conhecem bem o tipo de peixe que deseja, a dica é adquirir uma peça inteira para usá-la em preparos distintos. Nessas condições o dinheiro é melhor aproveitado.

Agora, é claro que no preparo é bom saber as partes do bacalhau que a receita demanda. Para fazer um Bacalhau à Braz e bolinhos, por exemplo, é melhor usar as aparas baixas do peixe, como a barriga e a ponta do rabo, que pode ser usado em qualquer prato que depende do peixe desfiado.

Leia também:

A dessalga

Na hora de dessalgar o bacalhau, os mais leigos podem se deparar com algumas dúvidas. O fato, porém, é que uma forma simples e rápida para o processo é usar dois terços de água para cada terço de bacalhau.

Para dessalgar as partes mais altas do bacalhau à dica é deixar de molho na água durante quatro dias, mas o líquido deve ser trocado duas vezes a cada 24 horas. Outra dica é acrescentar gelo à água e conservar na geladeira.

Agora, para dessalgar as partes mais baixas à dica é deixar de molho na água durante dois dias, seguindo a mesma orientação de troca de água e conservação. E uma dica para antes de iniciar a receita, é deixar o bacalhau de molho no leite por duas horas ou marinando em azeite e ervas pela mesma quantidade de tempo.

O preparo

Depois de dessalgar o peixe, a preparação básica com as partes mais baixar deve começar com pré-cozimento. Em seguida é só partir para o preparo do refogado a gosto, onde é permitido até o uso de azeite, presunto, cebola e azeitonas pretas.

No caso das partes mais altas, o peixe depois de dessalgado pode ser preparado tanto grelhado como dourado no azeite, ou ainda levado ao forno.

Conservação

Jamais deixe o bacalhau em temperatura ambiente. Se ele ainda não foi dessalgado poderá ser armazenado na geladeira por até 90 dias. Se for depois da dessalga, a dica é secar com papel, pincelar o alimento com azeite e armazenar no freezer.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: