Topo

Pirata Barba Negra: 6 fatos sobre este lendário personagem

Comente

No dia 22 de novembro de 1718 chegou ao fim a vida do pirata que ficou conhecido como Barba Negra. Mas, a sua história e sua fama estaria muito longe de chegar ao fim. O personagem se tornou famoso e conseguiu trazer suas histórias de frieza e crueldade para os dias de hoje.

Seu nome, na verdade, era Edward Teach, cuja data de nascimento nunca foi, de fato, descoberta pelos pesquisadores e historiadores que já tentaram entender melhor as origens deste personagem. O pirata inglês ficou famoso ao navegar pelas águas do Caribe e também na costa leste das colônias da América. 

Os pesquisadores acreditam que Barba Negra teria originalmente nascido em Bristol, na Inglaterra, mas muito pouco se sabe sobre o seu período como criança. Tudo indica que ele acabou sendo um marinheiro em navios corsários durante a Guerra da Rainha Ana. Depois, ele se estabeleceu na ilha caribenha de Nova Providência, onde conseguiu reunir uma tripulação. 

Veja também:

Junto com Benjamin Hornigold, Barba Negra começou a se envolver em diversos atos de pirataria, que acabaram ganhando força e sendo impulsionados com a adição de mais dois navios para sua frota, um dos quais era comandado por Stede Bonnet, mas até o final de 1717 Hornigold desistiu da pirataria possuindo dois navios. Quando tomou posse de um navio Francês, o pirata batizou a embarcação de Queen Anne’s Revenge. Este navio se tornou bastante conhecido e seu nome entrou para a história ao lado do pirata. 

Mesmo com toda a sua fama e as histórias que afirmavam que Barba Negra era um terrível pirata, capaz de fazer coisas inimagináveis com seus inimigos e oponentes, muitos historiadores afirmam que era justamente nesta fama que muitas das suas ações eram apoiadas. O pirata costumava utilizar a estratégia e sua imagem temível para conseguir o que queria. 

Confira alguns fatos curiosos sobre a vida do Pirata Barba Negra:

Pirata Oficial

Pirata Barba Negra: 6 fatos sobre este lendário personagem

Hoje em dia o nome pirata acaba sendo uma referência direta a um fora da lei que atua nas águas, sempre com o objetivo de roubar outras frotas e nunca trabalhando para outras pessoas, apenas para a sua própria frota. Mas, na época em que Barba Negra viveu, o controle sobre as águas era fundamental, por isso existiam as figurais dos Corsários.

Basicamente os corsários eram pessoas que também acabavam fazendo coisas terríveis no mar, matando pessoas e destruindo as frotas. Mas, a grande diferença, era de que os corsários geralmente trabalhavam para alguém, quase sempre um determinado reino ou país. Já os piratas eram livras para fazer o que bem entendiam. Muitos historiadores acreditam que Barba Negra foi, durante muito tempo, um corsário, que era contratado para cometer roubos e crimes específicos e direcionados. 

Pouco tempo

Pode parecer estranho, mas, hoje em dia, a fama de Barba Negra leva a crer que ele foi um pirara que atuou durante muitos anos. Mas os especialistas e historiadores concordam com uma coisa: o seu tempo como pirata realmente foi muito curto, e ele conseguiu a incrível façanha de criar uma fama em um curtíssimo espaço de tempo. Ele teria comandado as embarcações criminosas por um pouco mais de dois anos, entre 1716 e 1718.

Por que as pessoas tinham medo de Barba Negra?

O apelido foi dado por integrantes da sua própria troca, inspirado na sua barba, que era bastante volumosa e escura, se diferenciando até mesmo de outras barbas que costumavam ser encontradas nos homens daquela época. Além disso, dizem alguns relatos que ele costumava utilizar determinados acessórios na sua barba, como tranças presas em fitas coloridas. 

Barba Negra soube como ninguém utilizar essa imagem ameaçadora para fazer com que seus inimigos tivessem medo. De fato, na maioria dos casos as pessoas tinham medo apenas pela sua aparência, sem que ele realmente tivesse que cometer algum ato mais violento. Contribuía também o fato dele ser um homem alto e ter um olhar ameaçador. 

O que Barba Negra saqueava durante suas operações?

Como um pirata, logicamente Barba Negra e sua frota estava sempre de olho naqueles itens considerados como mais valiosos para a época e que costumavam ser transportados através dos navios.  A preferência sempre era por obter itens metálicos das colônias que iam em direção a Europa, como ouro, prata e bronze. Mas ele também precisava se outros tipos de itens, até mesmo para garantir a sobrevivência da sua tropa. Por exemplo, no ano de 1717, houve um relato que ele roubou uma carga de 120 quilos de farinha. 

O roubo do vinho

Outro relato de saque que acabou sendo registrado oficialmente na época foi um ataque da tropa de Barba Negra a um navio que tinha saído de Portugal e que estava indo em direção aos Estados Unidos. A embarcação estaria levando uma quantidade considerável de ouro para a América, dentre outras preciosidades, quando foi abordada pela frota de Barba Negra. Mas, ao invés de roubar o ouro, os piratas preferiram dar atenção a outro item que também estava presente em abundância: o vinho. Acabaram levando toda a bebida e deixando o ouro para trás. 

Bandeira famosa

Hoje em dia, nas reproduções artísticas e midiáticas dos piratas, a bandeira com a caveira se tornou praticamente um símbolo. Ela ficou famosa juntamente com Barba Negra, que escolheu uma Jolly Roger (nome das bandeiras dos piratas) que colocasse medo nas suas vítimas. O desenho era de uma caveira com chifres, simbolizando o próprio demônio, que ainda segurava um arpão que mirava em um coração. 
 




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: