Topo

Economize energia elétrica em casa e na empresa com essas dicas incríveis

Comente

Neste ano de 2020, os brasileiros viverão o 2º ano consecutivo sem o famoso horário de verão, que era uma grande polêmica no país inteiro. Muitas pessoas adoravam, enquanto outras pessoas simplesmente odiavam o adiantar de uma hora nos relógios, o que, teoricamente, fazia com que o dia se tornasse um pouco mais longo, pelo menos o tempo de sol. 

E o horário de verão acabou sendo criado justamente para isso: fazer com que as pessoas que chegavam em casa do seu trabalho ou das suas atividades cotidianas tivessem um pouco mais de tempo com luz solar, fazendo com que se utilizasse menos lâmpadas e outros recursos que gastavam energia elétrica. A economia também acontecia nas ruas das cidades, com menos tempo de iluminação pública ativa. 

Mas, com o passar dos anos, o resultado da economia de energia elétrica foi sendo reduzido. Ainda existem discussões sobre se realmente o horário de verão ainda tinha algum tipo de eficiência. Mas alguns estudos feitos pelo Ministério de Minas e Energia foram o suficiente para que o presidente Jair Bolsonaro revogasse a lei do horário de verão. 

Veja também:

De qualquer forma, as pessoas seguem consumindo muita energia elétrica, e o consumo vem aumentando muito no país ao longo dos anos. Segundo o relatório anual estatístico de Energia Elétrica, feito pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o número de energia gerada foi de 482.226 GWh em todo 2019, número que vem aumentando a cada ano. Só os setores industrial e de comércio, juntos, utilizaram 54% desta energia elétrica.

O verão também costuma ser o período no qual as pessoas utilizam com mais frequência um equipamento que se tornou um vilão quando o assunto é consumo de energia elétrica, mas também um grande aliado para enfrentar o calor: o ar-condicionado. O equipamento possui um consumo muito elevado, especialmente quando as pessoas deixam eles ligados o dia inteiro. 

Confira algumas dicas para economizar energia elétrica, mesmo sem o horário de verão:

Mantenha o ambiente iluminado naturalmente

É fundamental que as pessoas aproveitem a iluminação natural dos dias mais longos tanto dentro de casa quanto dentro das empresas também. Por isso, é fundamental manter as cortinas sempre abertas. Caso seja preciso utilizar algum tipo de cortina, é importante que as pessoas utilizem também aqueles tecidos um pouco mais claros e finos, para que a necessidade de iluminação artificial seja reduzida. 

Escolha as lâmpadas mais econômicas

Em um primeiro momento, fazer a compra de uma grande quantidade de lâmpadas de LED mais econômicas, que costumam ser um pouco mais caras, pode parecer um gasto desnecessário. Mas este é um gasto que deve ser encarado como um investimento, e o retorno começa a vir imediatamente, a partir das próximas contas de luz. A economia costuma ser bastante significativa, especialmente para os locais nos quais as luzes ficam ligadas muitas horas por dia. 

Pinte a casa com cores mais claras

Além das cores utilizadas nos tecidos das cortinas, é importante ficar atento também nas cores das paredes internas. O ideal é que as pessoas utilizem as cores mais claras, especialmente nos locais onde o calor costuma ser mais intenso. O branco costuma ser a cor mais interessante, pois ela retém muito menos calor do que os tons um pouco mais escuros, fazendo com que a utilização do ar-condicionado seja reduzida. Além disso, o branco também ajuda a espalhar a luz natural de uma forma mais efetiva, tornando o ambiente mais claro e reduzindo a quantidade de lâmpadas ligadas durante o dia. 

Desligue aqueles aparelhos que não estão sendo utilizados

Muitas pessoas podem acreditar que o modo standby de equipamentos como a televisão pode não fazer muita diferença quando o assunto é consumo de energia, mas dependendo da quantidade de itens dentro de casa ou da empresa, a economia realmente pode ser muito significativa. Tirar todos os equipamentos da tomada enquanto eles não estão sendo utilizados, especialmente durante a noite, vai fazer com que alguns reais desapareçam da sua conta final de energia elétrica. 

Utilize o ar-condicionado da forma correta

Como o equipamento se torna o principal consumidor de energia elétrica dentro de uma casa ou dentro de uma empresa, especialmente no verão, ele necessita de alguns cuidados adicionais. Primeiramente, no momento da compra do aparelho é fundamental se certificar que ele possui o Selo Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica), que são colocados nos equipamentos que consomem menos energia. 

Além disso, cuidado na hora de definir a temperatura do ar-condicionado. Muitas pessoas costumam ligar ele na temperatura mínima, na esperança de que ele gele o ambiente mais rápido. Mas, o que acontece na maioria dos casos, é que ele apenas vai ficar mais tempo ligado e consumindo mais energia. 

A temperatura ideal e recomendada para o interior de um ambiente, na maioria dos casos, é de 23º C. Portanto, o ideal é selecionar essa temperatura no aparelho, que vai desligar e manter quando a temperatura do interior do ambiente chegar neste nível. Além disso, é importante também que o ambiente esteja sempre bem fechado. 


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: