Topo

Como deixar a casa mais fresca durante o verão?

Comente

Com a proximidade do verão no Brasil, muitas pessoas já começam a pensar no que elas vão fazer para conseguir enfrentar este período complicado de calor extremo. Mesmo em locais onde o calor acaba sendo o clima predominante em boa parte do ano, é no verão que a temperatura costuma ficar mais elevada, fazendo inclusive com que algumas pessoas não se sintam muito bem. 

Um dos efeitos mais comuns que as pessoas costumam sentir quando estão enfrentando uma temperatura alta muito elevada é uma sensação de moleza e indisposição no corpo como um todo. E uma das principais causas deste tipo de problema no verão é a falta de hidratação. O calor faz com que a água seja consumida mais rapidamente. Caso não exista uma reposição constante, as pessoas tendem a sentir uma indisposição. 

Além disso, existe um problema de saúde bastante comum nas pessoas que costuma ser chamado de Estresse Térmico pelos especialistas.

Veja também:

Basicamente é quando as pessoas se tornam mais sensíveis quando existem mudanças muito bruscas na temperatura, especialmente em relação ao calor. 

Isso acontece porque o nosso corpo conta com um centro regulatório que é basicamente responsável por manter a temperatura adequada do organismo. Para isso, ele conta com diversos recursos que mexem com todo o nosso organismo, como o suor e também a vasodilatação. Tudo isso entra em sintonia com o objetivo de dissipar o calor. 

No entanto, quando entramos em contato com temperaturas exageradamente quentes, o corpo perde a capacidade de adaptação para aumentar seu nível normal de temperatura, o que faz com que as pessoas passem pelo chamado estresse térmico. Quando os mecanismos do organismo se tornam insuficientes para controlar a temperatura, aparecem os sintomas desagradáveis. A vasodilatação exacerbada abaixa a pressão arterial, o que leva a hipotensão, sensação de tontura e cansaço. O excesso de suor também pode levar a sintomas de desidratação, como dores de cabeça, boca e pele secas, tonturas ao levantar ou sentar rápido demais e até desmaios. 

Por isso, é importante que as pessoas fiquem atentas nas sensações do corpo e façam o possível para fazer com que o organismo fique mais próximo de uma temperatura ideal.

Confira algumas dicas para refrescar a casa durante o verão sem utilizar o ar-condicionado.

Mais plantas para reduzir o calor

Como deixar a casa mais fresca durante o verão?

Uma dica essencial para as pessoas que desejam tornar o interior da sua casa com uma sensação um pouco mais fresca é apostar nas plantas. Mas para que elas consigam ter um impacto no interior é fundamental que elas fiquem dentro de casa, não apenas no pátio. Mas, em qualquer lugar que elas estejam as plantas vão conseguir deixar o ambiente um pouco menos quente. 

Porém, cuidado! Não utilize plantas muito grandes em lugares pequenos, isso tornará o lugar mais abafado. Mas, se forem de um tamanho adequado, ter plantas dentro de casa mantêm o ambiente úmido e ajuda a diminuir a temperatura interna. Alguns elementos que também podem ser utilizados junto com as plantas são as fontes de feng-shui, já que elas ajudam a deixar o ambiente um pouco mais úmido. 

Invista em cortinas e tecidos mais finos e claros

As cortinas são elementos fundamentais dentro de qualquer ambiente, especialmente de casa. Elas atuam especialmente no bloqueio da iluminação externa para dentro de casa. Sendo assim, as pessoas que estão no interior podem aproveitar o escuro. Além disso, elas também são importantes para garantir a privacidade, evitando que pessoas de fora consigam enxergar para dentro da casa pela janela. 

Mas as cortinas também acabam tendo um impacto importante no calor dentro de um determinado ambiente. Quando são utilizados tecidos muito peludos ou muito escuros e pesados, a tendência é de que o local acabe ficando mais quente. Portanto, o ideal para deixar a casa um pouco mais fresca no verão é apostar nas cortinas com tecidos mais finos. Além disso, também é importante optar por cores mais claras e tonalidades pastéis. 

Troque as lâmpadas por cores frias

Nos dias de hoje, grande parte da iluminação interna dos ambientes acaba sendo feita com lâmpadas que se utilizam da tecnologia LED. Este tipo de lâmpada foi adotada praticamente como padrão, já que elas consomem muito menos energia dos que as lâmpadas incandescentes, além de gerarem menos calor e oferecerem a mesma taxa de iluminação. 

Mas, mesmo algumas lâmpadas de led podem acabar deixando o ambiente um pouco mais quente. Isso acontece quando as pessoas optam pelas cores mais quentes. Por isso, é mais recomendado no verão utilizar as lâmpadas mais frias. Além disso, pode ser interessante tentar utilizar menos luz durante este período, mantendo apenas as lâmpadas ligadas mais focais, como as luminárias. 

Altere a disposição dos móveis

Até mesmo a disposição dos móveis que estão dentro de um determinado ambiente pode acabar fazendo com que aquele local fique muito mais quente. Por isso, pode ser interessante fazer algumas mudanças na forma como os móveis estão distribuídos. A ideia é não manter um excesso de móveis dentro de um mesmo espaço, para que o local não fique abafado. 

Além disso, também se torna desnecessário manter itens como tapetes e carpetes muito grossos nos ambientes durante o verão, pois eles também ajudam a reter o calor durante o dia e manter a casa quente na noite. 


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: