Topo

Luz Azul: Confira os perigos e saiba como evitar.

Comente

Com o aumento da presença das telas na nossa vida, que estão o tempo todo diante dos nossos olhos, seja no smartphone, ou na televisão, ou ainda em outros dispositivos, uma preocupação que acabou se tornando frequente em quem cuida da saúde dos olhos é a chamada luz azul. Ela geralmente é emitida por estes aparelhos e se subdivide em dois tipos: a luz visível azul turquesa e luz visível azul violeta.

Os médicos afirmam que esse tipo de luz pode estar diretamente relacionada com doenças da retina (estrutura ocular fundamental para a visão), tais como a degeneração macular relacionada com a idade, uma das principais causas de cegueira após os 50 anos. 

Mas também existe um outro lado da mesma história. Os pesquisadores também afirmam que essa luz, em pequenas quantidades, pode acabar sendo benéfico, especialmente em pacientes que possuem miopia. Inclusive essa luz não está presente apenas nos dispositivos eletrônicos, sendo emitida até mesmo pelo sol. 

Veja também:

Um outro problema apontado pelos médicos do excesso de luz azul emitido pelos dispositivos eletrônicos acaba tendo um impacto diretamente no sono das pessoas. Por isso que as pessoas que ficam expostas ao celular antes de dormir, por exemplo, podem acabar tendo mais dificuldade de pegar no sono. 

Luz Azul: Confira os perigos e saiba como evitar.

Confira algumas dicas para tentar se proteger do excesso de emissão de luz azul dos dispositivos eletrônicos:

- Mantenha o brilho dos seus dispositivos no menor nível que seja aceito pelos seus olhos. Alguns dispositivos também contam com returnos como Modo No turno ou Night Shift que ajustam essas quantidades de luzes, reduzindo especialmente durante a noite;

- Existe uma regra chamada 20/20/20 que ajuda a reduzir os problemas causados nos olhos em função das telas. Funciona da seguinte maneira: a cada 20 minutos que você passar olhando para o smartphone, você precisa parar e olhar para algum objeto a, pelo menos, 20 pés de distância (que dá uns 6 metros mais ou menos) por 20 segundos.

- Mantenha o celular em uma distância considerada segura do rosto. O ideal, de acordo com os especialistas, é de que a distância seja de, no mínimo, 45 centímetros. 

- Mantenha os olhos sempre úmidos. Para isso, lembre-se sempre de piscar bastante quando estiver diante das telas e utilize colírios. 




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: