Topo

Este cachorro nasceu com um raro problema de saúde e você pode ajudá-lo - veja

Comente

Um fato curioso sobre os animais é que muitos nascem com problemas de saúde que acabam comprometendo a qualidade de vida em determinadas circunstâncias, mas engana-se quem pensa que isso se aplica apenas aos bichos considerados selvagens.

Até mesmo os animais de estimação por vezes já nascem com certas síndromes e até deficiências físicas, o que naturalmente acaba exigindo dos donos um cuidado mais específico a fim de garantir uma qualidade de vida digna para os pobres bichinhos.

Leia também:

Um dos mais recentes casos que se encaixa nesse contexto, por exemplo, é o de um cãozinho chamado Bonsai, que apesar de ser extremamente lindo e dono de um olhar pra lá de meigo, depende muito da ajuda dos humanos para conseguir sobreviver ao problema com o qual nasceu.

A seguir você confere detalhes sobre a condição do animal e como fazer para ajudá-lo.

Cachorro com sindrome cão nadador

Veja tudo sobre o Bonsai, o cãozinho que nasceu com a “síndrome do cão nadador”

Se você se interessou pela história do Bonsai, a primeira coisa que deve saber é que ele nasceu com problema de formação, pelo que, suas patinhas traseiras são atrofiadas e ele possui uma pélvis disfuncional, além de ter uma série de outras doenças.

Devido a esse quadro as patinhas traseiras do animal terão que ser amputadas, mas não é só isso. Ele possui a “síndrome do cão nadador”, que também resultou em uma deformação nas patinhas dianteiras, o que impossibilita o cão de se apoiar completamente nessas patinhas, devido a enorme pressão exercida nos órgãos internos.

Felizmente, o alegre cãozinho Bonsai tem sido bem cuidado até agora graças principalmente à ONG Friends of Emma, que está ajudando os donos do bichinho com as despesas relacionadas ao tratamento do mesmo. Apesar disso, a própria organização pede ajuda à população para que o pobre buldogue consiga ter a vida prolongada e com qualidade.

A ONG que decidiu ajudar o animal é sediada no Texas, Estados Unidos, e também é responsável pelos cuidados de outros cães que nasceram com problemas de formação. No caso de Bonsai, acredita-se que a causa da má formação tenha sido um saco de fluído interno, no entanto, os veterinários acreditam que ele ainda possa ter uma vida normal.

Para quem pretende contribuir com a causa específica do bulgogue (Bonsai), existe uma maneira simples de fazer isso utilizando a própria internet. Através deste link você pode contribuir com praticamente qualquer valor a partir de US$ 1. O prazo para as doações se estenderá por mais dez dias e até o momento já foram arrecadados US$ 18.682.

A alegria de viver que possui o bichinho talvez possa de alguma maneira tocar seu coração, e isso pode ser visto perfeitamente em um vídeo do pequeno cãozinho que tem circulado pelas redes sociais.

As imagens mostram o animal durante uma de suas sessões de fisioterapia antes da amputação de suas patas traseiras. A seguir você confere o vídeo.

Confira o vídeo do cãozinho Bonsai em uma de suas sessões de fisioterapia

A seguir você também pode conferir um outro vídeo do cachorro, este também disponível na página que arrecada doações para o mesmo. Veja!

Vídeo do buldogue que precisa de ajuda para o seu tratamento




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: