Topo

Veja situações em que não é comum sentir dores nos seios

Comente

No período pré-menstrual ou mesmo em determinadas ocasiões em que ocorrem alterações hormonais, as mulheres podem sentir os seios doloridos e inchados, sendo esse tipo de sintoma algo consideravelmente comum dadas as circunstâncias.

Em todo caso, porém, isso não tira da mulher a obrigação de prestar atenção no sintoma e até procurar um especialista caso seja observado algo fora do normal.

Diante disso, vale ressaltar que em muitas situações as dores nos seios podem estar relacionadas a problemas mais sérios e que demandam um cuidado maior. E é com isso em mente, portanto, que apresentamos a seguir algumas informações úteis nesse sentido.

Entenda quando não é comum sentir dores nos seios

Exame de mamas

A dor normal (mastalgia cíclica)

Conhecida cientificamente como mastalgia, a dor nos seios quando classificada como cíclica (mastalgia cíclica) é considerada normal, sendo esta a que geralmente ocorre periodicamente e na maioria das vezes antes da menstruação.

Trata-se de uma sensação resultante da ação hormonal nas glândulas mamarias que ficam mais sensíveis e inchadas. Essa sensibilidade e o eventual desconforto normalmente m após o período menstrual.

Leia também:

A dor que demanda mais atenção (mastalgia não-cíclica)

Aqui temos a dor na mama que não possui nenhuma relação com a menstruação, sendo essa mais rara e também digna de uma atenção maior por parte da mulher.

Uma consulta médica nesse caso é sempre imprescindível para que a razão da dor seja diagnosticada. Ela pode ocorrer em uma única mama ou mesmo nas duas.

Eis algumas das possíveis causas para esse tipo de dor nas mamas

Lesão muscular

Esse tipo de dor ocorre devido à musculação ou outro exercício físico que exigiu mais do peitora, gerando assim uma pequena lesão muscular, responsável, por fazer o músculo crescer. A dor deve passar em poucos dias, mas se estiver muito forte ou persistente o médico deve ser consultado.

Remédios que causam dor na mama

De acordo com a National Breast Cancer Foundation, dos Estados Unidos, remédios digitálicos indicados para tratamento de insuficiência cardíaca e alguns hipertensivos, como a espironolactona e a metildopa, podem ocasionar dores nos seios.

A lista ainda inclui alguns diuréticos, o anabolizante anadrol e a clorpromazina, um antipsicótico.

Pílula anticoncepcional e reposição hormonal

Essas duas terapias utilizam hormônios sexuais que estimulam as glândulas mamarias podendo gerar uma sensibilidade nas mamas. Nesses casos a dica é conversar com o médico para entender as possibilidade e alternativas para mudar o medicamento.

Mastite

A mastite é um tipo de inflamação das mamas que é muito comum em mulheres que estão amamentando, no entanto, ela pode acontecer com qualquer mulher.

Seios fibrocísticos

Algumas mulheres possuem o tecido mamário encaroçado, de modo que a região acaba ficando ainda mais dolorida que o normal no período pré-menstrual. Nesse caso, o caroço possui água e não indicia por si só um câncer de mama. Em todo caso, o médico sempre deve ser consultado.

 Ectasia ductal

Essa dor geralmente ocorre quando os ductos mamários, que são responsáveis pelo transporte do leite, ficam dilatados de forma anormal. Isso pode gerar inflamação e por consequência a dor.

Câncer de mama causa dor no seio?

Tumores de qualquer tipo normalmente não causam dor diretamente, entretanto, determinados câncer de mama podem causar lesões e feridas que acabam sendo dolorosas.

Lembre-se sempre que sempre ao mínimo sinal de anormalidade em relação à saúde, o médico deve ser consultado.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: