Topo

Parece mas não é! Veja alimentos que estão longe de ser saudáveis como as pessoas pensam

5.00 / 5 - 1
Comente

Provavelmente nunca se falou tanto em alimentação e vida saudável quanto tem se falado nos últimos anos. E embora isso seja algo extremamente positivo, infelizmente existem ainda hoje alguns mitos que precisam ser esclarecidos sobre determinados alimentos ditos saudáveis. A seguir, por exemplo, apresentamos alguns dos casos.

Veja os alimentos que podem não ser tão saudáveis quanto você imagina

Açaí

Açaí

O açaí não é um alimento que chega a fazer mal por si só. O problema é quando ele é consumido nas grandes cidades, pois nesses casos eles geralmente não são puros, mas sim misturados com xarope de glicose e guaraná, este rico em açúcar. O ideal seria consumir o açaí puro ou batê-lo com banana e sem adição de açúcar.

Leia também:

Peito de peru

Quem acha que o peito de peru é saudável não está de todo errado. Dentre os embutidos, o alimento é de fato o que poderia ser chamado de “menos ruim”.

Apesar disso, não se pode esquecer que trata-se de uma carne processada rica em sódio, o que representa um risco maior para desenvolvimento de doenças cardíacas.

Suco de caixinha

Esse é um caso que gera certa controvérsia. Para alguns, o fato de a embalagem do suco de caixinha ser composta de alumínio e plástico, significa que ela pode contaminar o alimento com eventuais substâncias impuras ou até mesmo levar o alimento à perda de alguns de seus nutrientes.

Apesar de o assunto ainda dividir opiniões, no entanto, um contato feito conosco pela assessoria de comunicação da Tetra Pak Brasil no dia 26 de junho (de 2015), prestou alguns esclarecimentos técnicos sobre o assunto.

Segundo as informações enviadas pela empresa, há um equívoco em afirmar que as propriedades do alimento podem ser alteradas em contato com a embalagem, e isso sem contar que já existem sucos integrais e 100% fruta sendo comercializados no mercado.

No mercado brasileiro já existe diversas opções de “sucos de caixinha” integrais e 100% fruta. Isso por que as embalagens cartonadas da Tetra Pak são formadas por seis camadas que criam uma barreira protetora impedindo a entrada de luz, água, ar e micro-organismos. Esta embalagem preserva o sabor, o aroma e as características nutricionais dos alimentos. Somando essa proteção ao tratamento térmico, os produtos ganham longa-vida e podem ser transportados sem adição de conservantes ou refrigeração aos locais mais remotos, com total segurança“, informou a assessoria em um dos trechos.

Na sequência, o contato ainda se prestou a esclarecer alguns pontos quanto ao processo utilizado na composição das embalagens existentes na atualidade. “Em relação ao alumínio, esse material não entra em contato com o alimento. Assim como as demais embalagens que utilizam alumínio, existe uma camada protetora interna de polietileno – no caso das embalagens da Tetra Pak, são duas camadas. Vale destacar, ainda, que a embalagem que é composta de seis camadas de diferente material – plástico (polietileno), papel e alumínio – cada qual com uma função importante na proteção do alimento. O papel mantém a embalagem rígida, o plástico permite a integridade do fechamento da embalagem e o alumínio bloqueia a luz e o oxigênio“, disse.

Resumindo, a tecnologia da Tetra Pak, ofertada às indústrias de bebidas e alimentos para o processamento e o envase dos produtos, permite que as bebidas sejam ofertadas ao consumidor livre de qualquer tipo de aditivos, apenas a fruta e/ou vegetais, com toda a segurança“, complementou.

PS: Esse tópico em específico foi alterado no dia 29/06/2015 com as informações enviadas pela assessoria de comunicação da Tetra Pak.

Barrinha de cereais

Apesar de muitas barras de cereais possuírem aveia, que é rica em fibras e excelente para a saúde, a maioria desses alimentos possui mesmo é muito carboidrato e receais refinadas, que são prejudiciais ao organismo. Dito isso, a famosa barrinha deve ser consumida preferencialmente por quem faz exercícios físicos barra de cereal, uma vez que pode ajudar a repor as energias.

Temperos prontos

A maioria dos temperos prontos possuem uma dose alta de sódio e substâncias químicas. Entre essas substâncias, por exemplo, está o glutamato monissódio, que é um realçador de sabor capaz de alterar as papilas gustativas, criando assim um tipo de vício.

Como o gosto desse tempero é intenso, quando não usado fica a aparência de que o alimento está sem sabor. A dica, no entanto, é trocar o tempero pronto por ervas frescas para atribuir um sabor especial ao prato.

Frutas em calda

Não se engane ao comer frutas em calda pensando que está ingerindo algo saudável. O problema começa pela calda que é rica em açúcar, além do que, a fruta processada perde todos seus nutrientes e fibras.

Azeitonas

As azeitonas são usadas como tempero ou complemento de muitos pratos ao redor do mundo, e pudera, o fato de sua gordura ser insaturada ajuda na redução do colesterol ruim. Apesar disso, a azeitona que consumimos é conservada em água com sal e por essa razão seu consumo deve ser moderado. Procure consumir de três a quatro unidades em dias alternados.

Sopa em pó

Da mesma forma que os temperos prontos possuem muito sódio e glutamato monossódico, as sopas prontas também possuem. No preparo as sopas ainda levam farinha refinada que é o elemento usado para dar consistência ao preparo. Dito isso, o ideal talvez seja consumir sopas caseiras e legumes, certo?

As informações publicadas nesse artigo levam em consideração as informações disponíveis em junho de 2015, estando elas, portanto, sujeitas a divergências.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: