Topo

Coletor menstrual: Fatos que você precisa conhecer sobre o famoso "Copinho"

5.00 / 5 - 1
Comente

NUm produto que vem causando curiosidade em muitas mulheres ultimamente é o chamado coletor menstrual, ou simplesmente “copinho”, como muitas tem chamado o item. Trata-se de um recipiente feito geralmente em silicone e que serve para fazer a coleta da menstruação através de sua inserção na vagina.

Embora na teoria pareça se tratar de algo simples, quem ouve falar ou mesmo dá uma rápida olhada sobre o objeto, acaba ficando com algumas dúvidas sobre o seu funcionamento, incluindo modo de usar, eventuais incômodos, etc.

Sabendo disso, portanto, decidimos trazer a seguir algumas curiosidades e explicações dadas por ginecologistas em relação a esse item que tende a revolucionar a vida da mulher moderna ao passo que vai se popularizando. Veja!

Coletor menstrual: Fatos que você precisa conhecer sobre o famoso “Copinho”

copo-coletor-menstrual

Como funciona

Quando usado da forma correta, o coletor se torna praticamente imperceptível até mesmo pra quem usa. Para usar o coletor a mulher deve dobrá-lo e inseri-lo na vagina, devendo também esvaziá-lo de duas a quatro vezes ao dia dependendo do volume do fluxo mesntrual. Na hora de retirar o coletor é necessário apertá-lo um pouco para retirar o vácuo.

Após cada ciclo, os ginecologistas recomendam lavar bem e ferver o coletor, guardando-o em um recipiente arejado e fechado. Vale lembrar que é normal que ele escureça um pouco conforme o uso.

Leia também:

Tem um tamanho certo para o seu corpo

Os coletores existem em diferentes cores, tamanhos e modelos, e dessa forma a mulher pode escolher o melhor para ela. Se escolher o coletor no tamanho errado pode ocorrer vazamento, desconforto e grande risco de infecção urinária.

Vale mencionar que mulheres virgens até podem usar o coletor menstrual, porem, esse caso demanda maior cuidado, já que há risco do rompimento do hímen.

Do que é feito

O material de que é feito o coletor menstrual pode variar conforme a marca do produto, mas eles normalmente são de silicone ou de TPE, um material semelhante à borracha. Os ginecologistas aconselham a usar um que tenha material maleável e de qualidade. Vale ressaltar, porém, que ele pode causar alergia, uma vez que é feito de material sintético.

É econômico

O valor do coletor menstrual pode variar entre R$ 60 e R$ 80 reais, no entanto, sua vida útil é longa, e pode durar ente 10 e 15 anos se usado de maneira adequada. Se comparado ao valor do absorvente comprado a cada vez, ele sem dúvida vale o investimento.

É ecológico

O coletor menstrual substitui o uso do absorvente interno e externo, o que lhe deu a fama de ecologicamente correto.

É higiênico

O coletor menstrual não possui odor, e normalmente é a menstruação que possui um odor desagradável. Isso, porém, só ocorre devido ao contato do sangue com o ar, e quem usa o coletor não tem esse problema, pois o descarte do sangue pode ser feito no sanitário, ralo ou pia.

Também tem restrições

Como todo produto direcionado à área íntima, o coletor também possui algumas restrições. Um exemplo é que mulheres não podem usá-lo no pós-parto, além do que, ele também não deve ser usado durante a relação sexual.

Vale ressaltar ainda que as mulheres que usam DIU também devem ficar atentas, pois o coletor pode descolar o DIU em contato com o fio. Felizmente ele pode ser usado durante o sono e práticas esportivas.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: