Topo

Tipos de farinha e dicas para aproveitar melhor cada uma em suas receitas

Comente

A farinha de trigo está longe de ser a única opção disponível para quem quer preparar boas receitas na cozinha. Embora seja a mais conhecida, a verdade é que ela pode ser facilmente substituída por outras, algumas inclusive, extremamente saudáveis e recomendadas para o preparo de determinados pratos.

E para te ajudar a aumentar o leque de alternativas, apresentamos na sequência alguns tipos de farinha e dicas de como usá-las em cada preparo. Confira!

Tipos de farinha e particularidades de cada uma

Tipos de farinha e particularidades de cada uma

Farinha de banana-verde

A banana-verde já faz parte da dieta de muita gente ao redor do país, sendo usada em diversas receitas. Mas você já usou alguma vez a farinha de banana-verde? Pois saiba que ela ajuda a estimular a flora intestinal e pode reduzir a sensação de inchaço do dia a dia. O alimento pode ser usado no preparo de iogurtes, vitaminas e bolos.

Farinha de amêndoa

A farinha amêndoa possui cerca de 35% da recomendação diária de vitamina E, agindo no organismo como uma espécie de antirradical livre importante para o corpo, sem contar que ela ainda possui proteínas e gorduras saudáveis, comuns da castanha.

A farinha de amêndoas pode ser usada para empanar frango e peixe, fazer almôndegas e bolos, e até para substituir a farinha branca, panquecas e biscoitos, em 1/4 da quantidade. Não se esqueça que esse tipo de farinha deve ser refrigerada ou congelada após aberta, já que pode oxidar.

Farinha de arroz

A farinha de arroz é muito usada na culinária por pessoas que possuem intolerância ao glúten, sendo uma excelente substituta para a farinha branca e seus derivados.

Vale dizer que também existe uma versão integral da farinha de arroz, e ela é tão boa quanto à branca, já que ambas possuem o índice glicêmico baixo. Ao ser misturada com a farinha de coco, é possível preparar deliciosas sobremesas.

Leia também:

Farinha de aveia

Se você é do tipo de pessoa que conhece o grão de aveia, provavelmente já sabe que ele oferece diversos benefícios para o corpo humano, certo? E pois bem, a verdade é que a farinha de aveia pode trazer benefícios similares ao dos grãos.

Ela é rica em fibras solúveis e também em beta-glucana, substância que ajuda na diminuição do colesterol no sangue. Essa farinha pode ser usada em receitas de panquecas, bolos, tortas e até biscoitos.

Farinha de berinjela

A farinha de berinjela também oferece uma série de benefícios ao organismo, assim como o legume in natura. Ela contem uma boa quantidade de fibras que, aliadas ao consumo diário de água, produz uma sensação de saciedade para o corpo ajudando evitar a vontade de comer doce.

Vale dizer que, a farinha de berinjela pode ser combinada com a de trigo, ou outra farinha que tenha boa fermentação.

Farinha de centeio

Esse tipo de farinha proporciona vantagens para a digestão e para a conversão do açúcar em gordura. Muito usada em receitas integrais, o centeio deve ser usado com parcimônia pelos celíacos, uma vez que pode conter traços de glúten.

Farinha de cevada

A farinha de cevada é rica em fibras e nutrientes importantes para o bom funcionamento do intestino. Os grãos inteiros podem ser usados no preparo de pratos salgados, doces e até mesmo de pães, enquanto o alimento transformado em farinha se mostra uma excelente matéria-prima para o preparo de biscoitos e panquecas.

Para pessoas que possuem intolerância ao glúten, não é recomendável o consumo, pois ela é da mesma família que o trigo.

Farinha de chia

As sementes de chia já são famosas por trazer inúmeros benefícios ao corpo, sendo rica em nutrientes de ação antioxidante, proteínas e uma boa quantidade de fibras.

O alimento pode ser usado no preparo de pães, bolos e tortas, podendo também se fazer presente em saladas, iogurtes e vitaminas, o que garante uma boa dose de energia para o dia a dia.

Farinha de coco

Por possuir uma mistura de fibras com gordura da própria fruta, a farinha de coco se torna um ingrediente interessante para diversos preparos, o que inclui receitas de bolos. Essa farinha não contém glúten e conta com mais fibras do que a versão em óleo, o que pode deixar a granola caseira ainda mais saudável.

O alimento normalmente é acompanhado de farinha de arroz, que dá a consistência da massa, podendo ser usada tanto para a sobremesa quanto para o café da manhã.

Farinha de feijão-branco

O feijão-carioca e o preto são os mais consumidos pelo brasileiro, mas o feijão-branco também é saboroso e saudável. O que pouca gente sabe é que o feijão-branco é rico em faseolamina, uma proteína que reduz a absorção de carboidratos.

Agora, vale lembrar que no caso da farinha, ela não deve ser levada ao fogo na hora do preparo, pois perde as propriedades da substância. A ideia seria polvilhá-la em frutas, saladas, sucos e iogurtes ou adicionar às receitas de bolos, tortas e panquecas.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: