Topo

6 dicas para uma carne mais magra, macia e nutritiva

Comente

A carne vermelha é uma das favoritas dos brasileiros, e por isso está presente na mesa da maioria da população, seja em um simples almoço com bife acebolado ou em um churrasco entre amigos, sempre o atrativo principal.

O fato, porém, é que de acordo com especialista, a carne vermelha só deve ser consumida duas vezes por semana, pois isso ajuda a impedir o aumento nos níveis de colesterol e gordura no sangue.

Uma boa alimentação deve conter outras fontes de proteínas, como frango, peixe e ovos. E além disso, quando for escolher ou preparar a carne vermelha é importante ficar atento a alguns detalhes de acordo com a peça, tudo para que ela possa ficar menos gordurosa e mais nutritiva. A seguir você confere algumas dicas.

Carne magra, nutritiva e macia? Confira as dicas

Cortes magros x cortes gordos da carne vermelha

Cortes magros x cortes gordos da carne vermelha

De acordo com nutricionistas, entre os cortes de carne que possuem uma maior quantidade de gordura estão a costela, com 28 g de gordura a cada 100 g de carne, a fraldinha, com 26 g de gordura a cada 100 g de carne e a picanha, com 20 g de gordura a cada 100 g de carne.

Já entre os cortes mais magros da carne vermelha estão o patinho, a maminha e o músculo, que possuem algo em torno de 7g de gordura a cada 100g de carne. E vale lembrar que um bife de tamanho médio possui 100 g.

Agora, tenha em mente que é possível diminuir a quantidade de caloria da peça cortando a gordura aparente. Prova disso é que um pedaço de 100 g picanha pode perder até 80 calorias quando a gordura aparente é tirada. A mesma quantidade de contra filé pode resultar em uma perda de até 121 calorias se retirada a gordura.

Textura e a maciez

Textura e a maciez

O que determina a maciez de uma carne não é só o tipo de corte, mas também a criação e a idade do animal, além da quantidade de gordura, dentre outras coisas. Na maioria das vezes, os músculos são cortes mais rígidos, enquanto as partes macias são aquelas que o animal menos exercita, como por exemplo, o filé mignon, a alcatra e a picanha.

Outros exemplos de carnes mais duras incluem o peito e o acém. Uma dica para deixar o corte de carne mais macio, é deixar ele descansando com tempero por até quatro horas. Outra dica para amaciar a carne é adicionar abacaxi e mamão nessa parte do descanso antes de levá-la à panela.

As frutas vão ajudar a quebrar as proteínas, pois elas possuem enzimas bromelinas e papaínas, respectivamente, que deixam a carne mais macia de forma natural.

Leia também:

Nervos

carne-nervos

Cortes de carne como fraldinha, coxão mole e músculo, são peças que possuem mais nervos, mas, de acordo com nutricionistas, essa característica só pode ser notada quando a carne é cortada.

Diante disso, é importante ficar atento na hora de cortar a peça para que seja cortada no sentido das fibras, assim podem ficar mais macias. A dica é deslizar a faca na transversal, no mesmo sentido das fibras.

Carne fresca

Carne fresca

Quando for comprar carne, é importante ir a um local confiável e limpo, ficando sempre atento ao estado da carne pra ver se ela é mantida sob refrigeração – com exceção das carnes secas e outros embutidos. Outra dica é verificar a data de validade do produto, e se perceber excesso de sangue nas bandejas isso pode ser sinal de refrigeração inadequada.

Outra forma de detectar se a carne ainda está fresca é olhar se apresenta gordura branca ou amarelada, com coloração vermelho vivo com brilho e sem manchas escuras e elasticidade. Quando pressionar o dedo sobre a peça, o correto é que a carne ofereça uma certa resistência, mas depois de afundar ela logo voltará à posição original.

Nutrientes

Nutrientes

Carnes vermelhas são ricas em proteínas, ferro, zinco e vitamina B12. Um pedaço de 100 g de contra-filé grelhado sem gordura pode conter 47% da quantidade proteína recomendada para o consumo de um dia, 20% de ferro e 109% de zinco. Pessoas que buscam o aumenta na ingestão de ferro, devem investir no consumo de fígado.

Melhor forma de consumir carne vermelhas

Melhor forma de consumir carne vermelhas

A forma ideal de consumir carnes vermelhas é cozinhando em molho. Isto porque, quando a carne é tostada acaba produzindo substância tóxica para o corpo. Diferente de quando é preparada com molho, que termina seu cozimento dentro do líquido sem produzir substâncias agressivas para o corpo.

Uma dica é preparar em molho de tomate, já que possui menos calorias e é rico em licopeno, substância com forte ação antioxidante que ajuda na prevenção do câncer de próstata. Outra dica é consumir a carne acompanhada de legumes e verduras.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: