Topo

7 mitos sobre dinheiro que podem te afastar do sucesso financeiro

Comente

Não existe uma fórmula mágica para o sucesso – ou se existe, está guardada a sete chaves – e quanto a isso, ninguém discute.

O fato, porém, é que de acordo com especialistas, uma grande parte das pessoas que defrutam de uma boa vida financeira, carrega consigo um conjunto de crenças e pensamentos que de certa forma facilitam a trajetória do sucesso.

Da mesma forma, estima-se que, ao cultivar alguns mitos relacionados ao dinheiro, muitas pessoas acabem, de algum modo, se fechando para a ideia de que ter uma vida financeira abastada é algo bom, o que no fim das contas pode até sabotar o próprio futuro.

Para ilustrar isso, vamos mostrar a seguir alguns dos mitos comuns que podem impedir uma pessoa de atingir todo o seu potencial no que diz respeito às finanças. Confira!

Mitos mais comuns sobre dinheiro

Dinheiro não traz felicidade

Dinheiro não traz felicidade

Esse é clássico. Entre as famosas “frases feitas” sobre dinheiro, essa talvez seja a mais popular e também uma das mais irrelevantes. A felicidade é um estado de espírito passageiro e ao mesmo tempo bastante singular, e partindo daí, portanto, parece muito óbvio que dinheiro não pode comprá-la.

A questão, porém, é que a falta de dinheiro, também não traz felicidade, logo, o que todos buscam no fim das contas, é liberdade e maior qualidade de vida, e não felicidade pura e simples.

Muita gente se apega à frase de que “dinheiro não traz felicidade” na tentativa de justificar o próprio fracasso ou a falta de interesse em buscar uma vida melhor.

Diante disso, se torna muito mais difícil conseguir encontrar o caminho para maiores ganhos financeiros, afinal, porque alguém iria sair em busca de algo que em sua mente, é sinônimo de tristeza? Não faz sentido.

A verdade, porém, é que se bem usado o dinheiro pode proporcionar não só um, mas vários momentos de felicidade, seja ao dar uma vida melhor para a família, assegurar a educação dos filhos, garantir um bom plano de saúde, pagar uma viagem de férias… enfim, a lista é grande.

Dinheiro é sujo

Dinheiro é sujo

Por incrível que pareça, ainda hoje muita gente associa o dinheiro a algo ruim. Diante disso, é comum encontrar pessoas que veem o dinheiro como sujo, mas por mais que o “papel-moeda” em si o seja, a verdade é que ter dinheiro, por si só não é uma coisa feia ou ilícita, muito pelo contrário, desempenhar um trabalho digno e ser bem remunerado por isso é uma das melhores coisas da vida.

Só quem rouba fica rico

Só quem rouba fica rico

Esse é um mito que está diretamente associado ao pensamento anterior. A maioria das pessoas que veem o dinheiro como algo sujo, acredita que somente quem rouba ou faz algo ilegal é capaz de acumular riqueza, o que é uma grande mentira.

Essa crença talvez tenha influência da mídia, já que não são raros os casos de pessoas acusadas de enriquecimento ilícito. O fato, porém, é que os que aparecem nos noticiários, são justamente os casos negativos, e tudo por um simples motivo: matéria negativa gera mais audiência.

No fim das contas, a verdade é que no Brasil existem inúmeros milionários que acumularam fortuna de maneira honesta, e a maioria não tem motivo pra sair por aí contando vantagem e esfregando na cara de todos o fato de ter enriquecido de forma lícita, até porque, ao fazer isso muitos estariam colocando em risco a própria segurança, considerando o nível de criminalidade no país.

Leia também:

Os ricos enriquecem às custas dos pobres

Os ricos enriquecem às custas dos pobres

Aqui temos mais um mito bastante difundido por aí. Dizer que os ricos ganham dinheiro às custas da pobreza alheia é algo bastante raso. Isso porque a riqueza ou pobreza de um povo está em grande parte, relacionada ao perfil de governo e às políticas fiscais e de distribuição de riqueza.

Em boa parte dos países considerados pobres, os governantes têm uma grande parcela de culpa pela situação financeira do povo. Muitas vezes as autoridades acabam pensando apenas na política e se esquecendo do quão importante é proporcionar ao povo as condições ideais para o desenvolvimento econômico e financeiro.

Isso passa por oferecer à população uma conscientização sobre o que são as finanças e sobre como é digno – e possível – construir uma vida financeira equilibrada seja por meio de investimentos ou mesmo o empreendedorismo puro e simples, que veja só, é capaz de gerar empregos e impulsionar a economia do país.

É pecado ter muito dinheiro enquanto tem outras pessoas passando fome

É pecado ter muito dinheiro enquanto tem outras pessoas passando fome

Este é mais um mito que costuma ser ouvido com frequência. “Ter muito dinheiro enquanto outras pessoas têm pouco é algo abominável”? Pense um pouco e responda: qual a relação entre uma coisa e outra? Nenhuma, certo?

A quantidade de riqueza no mundo não é limitada, logo, se uma pessoa quer acumular riqueza, isso por si só não significa que ela esteja fazendo com que outras pessoas fiquem pobres ou passem fome, isso não faz sentido. Quem ganha dinheiro de forma honesta, não está prejudicando ninguém.

Só quem tem dinheiro é que ganha dinheiro

Só quem tem dinheiro é que ganha dinheiro

Até certo ponto, isso pode ser uma verdade. Uma pessoa que tem uma determinada quantia de dinheiro para abrir um negócio ou para fazer investimentos, por exemplo, naturalmente tem chances de atingir o sucesso mais rapidamente. Isso não significa, porém, que isso necessariamente se confirmará na prática.

O sucesso financeiro depende de uma série de fatores, e por mais que no caso de investimentos, ter dinheiro seja um desses fatores, a verdade é que ninguém nasce com dinheiro, certo?

Por meio do trabalho, a maioria das pessoas pode acumular um bom capital para começar a gerar mais dinheiro. Dito isso, afirmar que só quem tem dinheiro pode ganhar dinheiro, é de certa forma uma lenda.

Mito #10 – “Investimento é para ricos”

Investimento é para ricos

Investimento é para ricos

Por fim temos aqui um mito que está diretamente relacionado ao anterior. Assim como é um erro afirmar que só quem tem dinheiro é que consegue ganhar dinheiro, também é um tanto equivocado dizer que investimento é algo só para ricos.

A verdade é que qualquer pessoa, com o conhecimento adequado e um mínimo de capital, pode começar a investir. Hoje em dia, por exemplo, existem investimentos que demandam pequenas quantias, como é o caso do Tesouro Direto, onde é possível começar até com R$ 30.

E esse é só um dos exemplos, pois existem outras modalidades igualmente interessantes e que demandam baixo capital. Só é preciso cuidado quanto aos “investimentos” em que o retorno na maioria das vezes fica abaixo do que seria considerado ideal, como é o caso de grande parte dos planos de caderneta de poupança e até alguns planos de previdência privada.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: