Topo

Humanos em mutação: Conheça partes do nosso corpo que podem sumir

Comente

A evolução, definida de uma forma bem simples, é um processo no qual ocorrem diversas mudanças nos seres vivos ao longo de uma grande quantidade de tempo. De uma forma geral, isso faz com que surjam novas espécies. Essas modificações acabam sendo passadas para os descendentes, e é por isso que muitos acabam definindo a evolução também como a descendência com modificação. 

Estes processos de evolução conseguem ser acompanhados a partir de diversos métodos científicos. As evidências fósseis, por exemplo, acabam sendo as mais fortes neste tipo de pesquisa, pois são restos ou vestígios de organismos que viveram no passado e estão preservados. Com base nisso, sabemos, por exemplo, não apenas que existiram os dinossauros, como o fato deles terem dado origem a uma série de outras espécies.

Mas um erro bastante comum que as pessoas costumam cometer nos dias de hoje é pensar no processo de evolução como algo que aconteceu há muitos anos atrás e que simplesmente não acontece mais. Mas os pesquisadores afirmam que nós vivemos em constante evolução, e que ela está acontecendo neste exato momento. 

Veja também:

O próprio ser humano, que possui a configuração atual a partir de uma série de mutações, continua evoluindo. Sendo assim, dentro de alguns séculos possivelmente as pessoas terão diversas diferenças quando comparadas com as que estão povoando o planeta nos dias de hoje. 

Confira algumas partes do corpo que tendem a desaparecer com o processo evolutivo:

Apêndice

Mesmo sendo uma parte do corpo que as pessoas não conseguem ver, pode ser que ela seja muito conhecida, especialmente pelos problemas que pode causar. De acordo com pesquisas feitas a partir de dados dos nossos antepassados, este órgão ajudava especialmente na digestão das plantas que tinham excesso de celulose. Elas eram parte integrante da dieta dos nossos ancestrais. Mas, hoje, esta parte do corpo perdeu completamente a sua função. Por isso, pode ser que o órgão realmente suma ou se adapte para cumprir outras funções. 

Palmar longo

Já este é um outro elemento que realmente já pode ser considerado como em estágio de extinção, uma vez que ele não é encontrado em todo mundo. Ele é um músculo que vai do punho até a região do cotovelo. Quem tem este músculo consegue ver uma protuberância fina no punho ao juntar o dedo polegar com o mindinho. Ele tinha como principal função oferecer mais força para os membros superiores quando os nossos ancestrais precisavam subir em árvores. 

Dentes sisos

Outro elemento que realmente se torna muito conhecido das pessoas nos dias de hoje, pois eles realmente incomodam bastante quando surgem. Estes dentes, que ficam na última posição da arcada, tinham como principal funcionalidade triturar as carnes mais duras e também os cereais crus, coisas que não fazem mais parte da nossa alimentação. Hoje em dia os sisos são dentes que também já não nascem em todos os seres humanos. Quando eles nascem, podem causar dor, já que empurram os demais dentes da arcada. 

Músculos que arrepiam o pelo

Humanos em mutação: Conheça partes do nosso corpo que podem sumir

Muitas pessoas não sabem, mas o ato de arrepiar os pelos do nosso corpo é causado por músculos, que são chamados de arrectores pilorum. Eles são diretamente conectados aos folículos capilares. Como nossos antepassados tinham muitos pelos, estes músculos eram importantes, pois o ato de arrepiá-los ajuda a passar uma imagem de um corpo maior, o que era interessante para assustar outros animais, por exemplo. Hoje em dia as pessoas não precisam mais disso, por isso que algumas acabam não arrepiando seus pelos. Mas eles ainda estão presentes na grande maioria dos seres humanos vivos.

Músculo das orelhas

Existem três músculos que ficam sob o couro cabeludo que servem basicamente para mexer a parte visível da orelha. Alguns mamíferos usam os músculos da orelha para movê-las e detectar sons, identificando presas ou predadores. Acredita-se que os antepassados do homem faziam o mesmo no passado. Hoje em dia poucas pessoas ainda nascem com os mesmos, e eles costumam “exibir” a capacidade de mexer as orelhas, em um movimento que é considerado até mesmo bizarro dentre os humanos. 

Músculo piramidal

Este é um músculo que aparece na parte de baixo do abdome das pessoas e recebe este nome basicamente por ter um formato triangular. Enquanto algumas pessoas acabam não tendo nenhum destes músculos, outros apresentam dois. Eles, na prática, não servem para nada além de mover a chamada "linha alba", que vai do ventre inferior até o peito, atravessando o umbigo longitudinalmente. No passado, estes músculos tinham uma utilidade, já que ele facilitava a movimentação quando os nosso antepassados se movimentavam com as quatro patas. 


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: