Topo

Veja hábitos de higiene das partes íntimas que podem comprometer a sua saúde

Comente

Muita gente pensa que não existem regras para a higiene íntima – um ledo engano. O fato é que existe uma série de hábitos relacionados à limpeza dos órgãos genitais que podem se mostrar prejudiciais à saúde seja no curto ou no médio/longo prazo, uma vez que a região íntima está entre as mais delicadas do corpo.

Para ilustrar isso, portanto, apresentamos a seguir alguns dos cuidados com a higiene íntima que podem prejudicar a saúde. Veja!

Saúde íntima: hábitos de higiene que podem ser prejudiciais

Esfregar a parte íntima com bucha ou esponja

Bucha ou esponja

Usar uma bucha ou esponja de banho para lavar a vulva, parte externa da vagina pode não ser uma boa ideia. Além de a esponja ser cheia de bactérias que podem ser passadas para a genitália, ainda pode machucar a mucosa da região.

Compartilhar sabonete

Sabonete

Os sabonetes não são produtos esterilizados, portanto, quando dividido com outras pessoas há o risco de compartilhamento de microrganismos. Por essa razão o melhor é evitar. Uma dica válida também é optar sempre que possível pela versão líquida do produto, que além de evitar esse tipo de problema tende a ser mais suave.

Leia também:

Fazer ducha vaginal

Ducha vaginal

Nos Estados Unidos é bem comum as mulheres fazerem ducha íntima com produtos comprados em farmácias. Já no Brasil algumas mulheres têm o costume de usar o chuveirinho durante o banho. Esse hábito brasileiro pode desequilibrar a flora vaginal e fazer com que microrganismos como a cândida albicans cresçam e causem doenças.

Lavar muito

Lavar

Na opinião de especialistas, lavar as partes íntimas de maneira excessiva pode resultar na eliminação da barreira de proteção, o que culmina consequentemente com alteração na flora vaginal. Os riscos nesse caso podem incluir o de contrair candidíase e vaginose, por exemplo.

A vagina de toda mulher por natureza produz uma secreção que ajuda a eliminar qualquer sujeira ou microrganismo presente na mesma.

Nesse caso o papel da mulher ao lavar a região deve ser somente a de limpar com água e sabão toda essa secreção e suor eventualmente acumulado por lá.

Esfregar para enxugar

Esfregar

A mucosa da vulva é bem mais sensível que as demais peles do corpo. Por essa razão a região íntima deve ser lavada e enxugada com muito cuidado para que não haja nenhum tipo de lesão.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: