Topo

9 situações em que a dor de estômago pode ser indício de um problema maior

Comente

Muita gente considera até certo ponto normal um ou outro tipo de dor no estômago após o consumo de determinados alimentos, especialmente nos casos em que a pessoa tem sensibilidade ao prato consumido.

Mas é bom levar em consideração que uma dor de estômago pode na verdade ser o indício de um problema muito maior, que demanda cuidado médico o quanto antes. Para ilustrar isso, vamos mostrar a seguir, alguns casos em que esse tipo de dor pode ser mais preocupante. Veja!

Indícios de que uma dor de estômago não é normal

Indícios de que uma dor de estômago não é normal

Dor de estômago após consumo de comida gordurosa

Se a dor surge sempre que você consome comida gordurosa, é possível que esteja sofrendo um ataque de vesícula biliar. Normalmente as mulheres são as que mais sofrem com esse problema, sendo em sua maioria aquelas que estão acima dos quarenta anos de idade e acima do peso.

Normalmente a dor surge após o consumo de comida gordurosa e pode dura meia hora ou uma hora, podendo ser constante ou não. Em todo caso, é importante procurar auxílio médico para saber do que se trata o problema.

Cólica com diarreia ou constipação

A dor abdominal mais fraca, como uma cólica com inchaço e diarreia, ou mesmo a constipação, pode ser indicio de síndrome do intestino irritado. Esse problema é muito comum e afeta mais as mulheres mais jovens, embora também possa ocorrer em homens e mulheres com qualquer idade.

Os sintomas podem ser controlados com dieta, melhoria no estilo de vida e controle do estresse, em alguns caso pode ser necessário o uso de medicamento indicado pelo médico.

Dor abdominal entre a caixa torácica

Se a dor surgir como uma pressão com pontadas na região abdominal superior abaixo das costelas, isso pode ser indício de problema do coração, principalmente se vier acompanhando de falta de ar.

Algumas pessoas confundem esse sintoma com azia e má digestão, o que também pode ser o caso. Mas se o indivíduo sofre com diabetes ou hipertensão, o ideal é procurar ajuda médica o mais rápido possível.

Leia também:

Dor aguda na parte inferior do abdômen

Dor na parte inferior do abdômen pode ser sinal de apendicite, o que pode acompanhar febre, vômito, diarreia ou constipação, o que demanda cuidados médicos imediatos. Em muitos casos o tratamento poderá ser feito com cirurgia, e se o apêndice não for tratado e vier a se romper, o problema pode ser mortal.

Dor abdominal superior acompanhado de arroto e náuseas

Em pacientes mais velhos a dor pode surgir na parte superior ou médio-abdominal, vindo acompanhada de náuseas e arrotos, e isso pode ser indício de ataque cardíaco. Vômitos com dores nas costas ou mandíbula, acompanhados de falta de ar, também pode ser sinal de emergência e risco de vida.

Dor no estômago com inicio repentino

Quando a dor de estômago surge de repente, principalmente em paciente com histórico de úlcera péptica ou em pessoas que tomam grande quantidade de aspirina, esse pode ser sinal de perfuração, sendo caso de uma emergência cirúrgica.

Dor abdominal inferior esquerdo ou direito em mulheres

Dor abdominal de forma súbita na parte inferior esquerda ou direto do abdômen pode ser sinal de cisto no ovário. A dor também pode ser indício de torção do ovário, ou ovário torcido com comprometimento do fornecimento de sangue.

Se os sintomas aparecerem procure um pronto-socorro mais próximo. Pode ser que seja necessário uma cirurgia para remoção dos ovários.

Dor como pontadas na parte inferior do abdômen

Dor na parte inferior do abdômen acompanhada de náuseas, vômito, calafrios e febre, pode ser indício de pedras nos rins. Para diagnosticar o problema será necessário uma ultra-sonografia ou tomografia computadorizada. O melhor é procurar um médico o quanto antes.

Dor no lado esquerdo do abdômen que pira quando se move

A dor abdominal na parte inferior esquerda do abdômen pode ser indício de diverticulite, que são pequenas bolsas no cólon. Normalmente o tratamento é feito com antibióticos e laxantes recomendados pelo médico, o que acabaria prevenindo a formação de abcesso.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: