Topo

Saiba como funciona o saque-aniversário do FGTS em 2021

Comente

Os trabalhadores brasileiros contam com uma série de benefícios para aqueles que oferecem o seu serviço com carteira assinada. O FGTS é uma das mais importantes siglas para Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. É um dinheiro que vai sendo separado todos os meses, depositado em uma conta do trabalhador, e que garante a ele alguns rendimentos quando ele sair do seu trabalho. 

Nos últimos anos, uma série de outros benefícios que estão diretamente atrelados ao FGTS acabaram sendo liberados para os profissionais. Antes, eles podiam sacar este dinheiro apenas quando eram demitidos ou em casos específicos de doenças ou incapacidades de se trabalhar. Hoje em dia, existem diversos momentos em que o trabalhador poderá pedir por este dinheiro. 

Um dos benefícios mais recentes anunciados pelo governo federal é o saque-aniversário. Ele permite que o contribuinte tenha acesso a uma determinada quantia que está depositada na sua conta do FGTS. Mas essa liberação acontece somente no mês de aniversário do trabalhador. O primeiro ano em que isso começou a valer foi o de 2020, e seguirá valendo neste ano de 2021.

Saiba como funciona o saque-aniversário do FGTS em 2021

Saiba como fazer o seu saque-aniversário do FGTS

Veja também:

Mas, para que as pessoas possam ver este dinheiro saindo da conta do FGTS e entrando em uma conta na qual ele realmente poderá ser movimentado, é preciso ficar atento. Antes de mais nada, este é um benefício que não acontece de uma forma automática. Ou seja, os interessados em fazer este saque do seu FGTS devem solicitar o benefício. 

Assim como acontece com praticamente tudo o que envolve o FGTS e outros benefícios recebidos pelos trabalhadores brasileiros, a solicitação deve ser feita diretamente junto a Caixa. E, para isso, existem duas formas: fazer isso pelo aplicativo do FGTS da Caixa ou então pelo site.

Para solicitar, basta acessar o site e inserir o CPF e a senha criada para atendimento dos benefícios do cidadão. Depois, os contribuintes devem buscar a opção de saque-aniversário e cadastrar uma conta em um banco para que o dinheiro possa ser transferido. Essa conta pode ser tanto na própria Caixa quanto em um banco de terceiros. Além disso, este benefício não precisa ser solicitado no mês de aniversário. Ele deve ser feito antes do mês de aniversário do contribuinte, ou em até dois meses depois do mesmo. 

Qual é o calendário para o saque-aniversário do FGTS 2021?

Para conferir os prazos de solicitação do saque-aniversário do FGTS 2021, de acordo com a data de aniversário, basta seguir a seguinte lista:
 

  •    Janeiro: 4 de janeiro até 31 de março
  •     Fevereiro: 1 de fevereiro até 30 de abril
  •     Março: 1 de março até 31 de maio
  •     Abril: 1 de abril até 30 de junho
  •     Maio: 3 de maio até 30 de julho
  •     Junho: 1 de junho até 31 de agosto
  •     Julho: 1 de julho até 30 de setembro
  •     Agosto: 2 de agosto até 29 de outubro
  •     Setembro: 1 de setembro até 30 de novembro
  •     Outubro: 1 de setembro até 31 de dezembro
  •     Novembro: 1 de setembro até a 31 de janeiro de 2022
  •     Dezembro: 1 de setembro até a 28 de fevereiro de 2022

Qual o valor do saque-aniversário do FGTS 2021?

Mas atenção, não basta apenas ficar atento as datas de saque do benefício. Os contribuintes também devem ficar atentos aos valores que serão disponibilizados, pois eles variam de acordo com alguns critérios que foram criados para o benefício. Basicamente o saque poderá ser feito a partir da quantidade de dinheiro que estiver depositado na conta do FGTS. 

O saldo total da conta do FGTS de cada contribuinte pode ser consultado de uma forma muito simples e fácil nos dias de hoje, a partir das facilidades que a tecnologia oferece para todo mundo nos dias de hoje. Se antes as pessoas podiam consultar o saldo apenas indo até uma agência da Caixa, hoje em dia essa consulta pode ser feita rapidamente, tanto pelo aplicativo do FGTS quanto pelo site da Caixa. 

A partir do valor total que estiver disponível, será liberado um percentual do benefício, seguindo a seguinte tabela:

  •     Até R$ 500 de FGTS: 50% do valor total.
  •     Entre R$ 500 e R$ 1.000: 40% do valor total + R$ 50.
  •     Entre R$ 1.000 e R$ 5.000: 30% do valor total + R$ 150.
  •     Entre R$ 5.000 e R$ 10.000: 20% do valor total + R$ 650.
  •     Entre R$ 10.000 e R$ 15.000: 15% do valor total +R$ 1.150.
  •     Entre R$ 15.000 e R$ 20.000: 10% do valor total + R$ 1.900
  •     Mais de R$ 20.000: 5% do valor total +R$ 2.900.    

Vale lembrar que todo o saque feito do FGTS enquanto o contribuinte estiver trabalhando acaba reduzindo o valor total depositado no mesmo, o que impacta diretamente na quantidade de dinheiro disponível no momento em que o trabalhador deixa o seu emprego. Por isso, é sempre importante fazer saques conscientes e apenas quando realmente for necessário. 




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: