Topo

Quer abrir um negócio? Veja 5 áreas promissoras para investir em 2017

Comente

O empreendedorismo é de longa data um importante recurso para o crescimento econômico, não apenas do empreendedor em si, mas do país como um todo. E a boa notícia é que, por mais que seja difícil dar o primeiro passo nesse sentido em tempos de crise como esse vivido no Brasil, a verdade é que sempre há oportunidade para quem deseja ter o próprio negócio.

Isso porque, mesmo diante de uma economia estagnada e pálidas perspectivas de recuperação, alguns setores do mercado continuam aquecidos, gerando assim boas possibilidades de investimento. Para 2017, por exemplo, existem pelo menos 5 áreas promissoras para quem deseja empreender no decorrer do ano. A seguir você confere quais são. Veja!

Setores interessantes para abrir um negócio próprio

Alimentação

Com a correria do dia a dia, o número de pessoas que acaba sem tempo para preparar as próprias refeições, cresce a cada dia. Graças a isso, surge então uma excelente lacuna a ser explorada: a oferta de comida pronta para esse perfil de cliente.

De acordo com informações do Instituto Foodservice Brasil, o setor cresceu 6,2% em 2015 era a de que ao final de 2016 esse número tivesse saltado para 7,7% no ano. De modo geral, o faturamento médio do setor é de aproximadamente 60 bilhões.

Um detalhe que torna promissor o investimento na área, é o fato dela ser uma das que menos sofrem com a sazonalidade em tempos de crise. Um tipo de serviço que vem ganhando destaque dentro do setor é o Delivery, ou seja, o bom e velho “entrega a domicílio”.

Serviços para classes C/D/E

Oferecer serviços direcionados especificamente a consumidores das classes C, D, e E, é outro bom negócio. O que comprova isso é uma previsão feita pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP). Em 2012, a estimativa era a de que até 2020, a classe C iria sustentar um crescimento acumulado de 40% do PIB.

Outro exemplo da força desse perfil de cliente, são os cases de sucesso de empresas que apostaram no setor. Um deles é o da empresa Vai Voando, que apostou no mercado de passagens aéreas pré-pagas e vem obtendo grande sucesso. Segundo informações, foram 58 milhões de viagens em 2016.

Leia também:

Pet

Os animais de estimação estão ganhando cada vez mais espaço no dia a dia das famílias, mas em consoante com o aumento no número de pessoas que sofrem com a escassez de tempo. Esse cenário eleva bastante a importância dos serviços direcionados aos pets.

Informações da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontaram que 44,3% dos lares brasileiros – cerca de 28,9 milhões de lares – possui pelo menos um cachorro.

No total, a estimativa é a de que a população canina no Brasil seja de mais de 52,2 milhões, já esse é o número previsto em 2013, último período com dados disponíveis. Isso significa que o país tem mais cães domésticos do que crianças.

Como se não bastasse, há ainda a população de gatos, que é estimada em cerca de 22,1 milhões de felinos. Isso sem contar a população de peixes e aves domésticas, que é estimada em 18 e 37,9 milhões, respectivamente. Investir no setor é flertar com boas perspectivas de clientes.

Beleza e cuidados pessoais

O mercado de beleza e cuidados pessoais é outro que tem se mostrado extremamente promissor. Os motivos para isso, passam novamente pela falta de tempo que a maioria das pessoas, e principalmente as mulheres, estão enfrentando nos últimos anos.

Isso significa que, tanto quem presta serviços para esse público, quanto quem trabalha com a venda de produtos na área, têm grandes chances de obter sucesso no empreendimento.

As vendas de produtos de beleza no varejo, movimentaram, segundo dados da Euromonitor Internacional, US$ 30,2 bilhões, a metade do acumulado no mercado latino-americano.

O detalhe, no entanto, é que quem trabalha no setor não precisa se restringir apenas ao mercado nacional. Muitos empreendedores já estão atuando nesse mercado no sentido da exportação, enviando produtos para mercados vizinhos, como a Argentina, Venezuela, Chile, México e Colômbia, por exemplo.

Franquias

O setor de franquias ganha força a cada dia no mercado brasileiro. Mesmo com a crise, o segmento mostrou avanço no terceiro trimestre de 2016, crescendo 8,8% no período, segundo pesquisa da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Especialista aponta que o país já é a quarta maior potência mundial no que diz respeito à quantidade de marcas franqueadoras e a sexta na quantidade de unidades franqueadas, o que mostra a maturidade do setor no mercado.

Entre as vantagens da franchising para quem pretende ser um franqueado, destaca-se a possibilidade de investir em uma marca de sucesso, já testada e validada no mercado. Embora isso por si só não seja suficiente para garantir o sucesso do novo investidor, é um facilitador nesse sentido.

Para a marca franqueadora, os benefícios também são excelentes, e incluem, por exemplo, o faturamento de royalties e a expansão da marca no território nacional.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: