Cifra da música: O Rastro de Teseu - Dance Of Days

Esse cifra de Dance Of Days já foi acessado por 511 pessoas.

Comente

A música O Rastro de Teseu fez muito sucesso quando foi gravada por Dance Of Days. Quer conhecer a letra dela? Veja a letra de O Rastro de Teseu e cante.

Veja também o vídeo da música tocada.


intro 1: [D, A, Em]

intro 2: [F#, G]

Solo com intro 2: e|-------------------------|
                  B|-------------------------|
                  G|-4--2--0---5--4--2--0----|
                  D|-------------------------|
                  A|-------------------------|
                  E|-------------------------|

Verso 1: D

Solinho com Verso 1: e|-----------|
                     B|-----------|
                     G|-7--6------|
                     D|-------7---|
                     A|-----------|
                     E|-----------|


Verso 2: [F#, G, F#, G]

Solinho com Verso 2:  e|-------------------|
                      B|-------------------|
                      G|-4-4-4-4-5h-2-0----|
                      D|-------------------|
                      A|-------------------|
                      E|-------------------|
Grito: [E]

Refrão Guitarra 1: [D, Em, Gm]

Refrão Guitarra 2: e|-------------------------|
                   B|-------------------------|
                   G|-77777--99--12-12-12-----|
                   D|-xxxxx--xx--xx-xx-xx-----|
                   A|-55555--77--10-10-10-----|
                   E|-------------------------|

Refrão 2 Guitarra 1: [E, D, Em, Gm]


Parte final guitarra 1: [Em, D, Em, D]

Parte final guitarra 2:   * = tocar 14x

      e|----------|
      B|-*---*----|
      G|-4---9----|
      D|-x---x----|
      A|-2---7----|
      E|----------|


Letra:      
     
Se dissesses que foi outra mentira         (verso1)+(solinho)
qual as que,                               (verso2)+(solinho)
bem sei, contaste para me                  (verso1)+(solinho)
proteger,                                  (verso2)+(solinho)
meu céu ainda teria tua voz,               (verso1)+(solinho)
meus sonhos ainda teriam as tuas mãos      (verso2)+(solinho)
cobrindo meu corpo frio                    (verso1)+(solinho)
quando a noite vem... Mas agora eu sei...  (verso2)+(solinho)

             (Grito)
me deixastes na trilha para morrer.        (Refrão G1/G2)
Levaste minhas asas para que               (Refrão G1/G2)
eu não te alcançasse e para que            (Grito)
nunca mais                                 (Refrão G1/G2)
tivesses que olhar meus braços             (Refrão 2 G1)+(Refrão G2)
frágeis se abrirem ao te ver chegar...     (Refrão 2 G1)+(Refrão G2)

Tão cinza quanto podes retornar             (verso1)+(solinho)
e ser                                       (verso2)+(solinho)
levado ao perder da vista                   (verso1)+(solinho)
pra sempre                                  (verso2)+(solinho)
sem ver que não me deixaste chorar          (verso1)+(solinho)
pra devolver ao mundo o que já              (verso2)+(solinho)
comia meus horizontes                       (verso1)+(solinho)
porque não sei como esquecer...             (verso1)+(solinho)

          (Grito)
me deixastes na trilha para morrer.        (Refrão G1/G2)
Levaste minhas asas para que               (Refrão G1/G2)
eu não te alcançasse e para que            (Grito)
nunca mais                                 (Refrão G1/G2)
tivesses que olhar meus braços             (Refrão 2 G1)+(Refrão G2)
frágeis se abrirem ao te ver chegar...     (Refrão 2 G1)+(Refrão G2)

E por anos eu te segui sem                 (PF G1/G2)
ver que errava                             (PF G1/G2)
qual tua sombra incerta                    (PF G1/G2)
a me entorpecer.                           (PF G1/G2)
Mas hoje sigo meus passos pra trás...      (PF G1/G2)
Carrego teu sangue nas veias               (PF G1/G2)
mas minhas lágrimas marcam                 (PF G1/G2)
o caminho enfim à luz do dia...            (PF G1/G2)
à luz do dia.                              (PF G1/G2)




Quer fazer uma correção nesta cifra?







    Comentários (0) Postar um Comentário

    Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!