Topo

9 processos judiciais bizarros que já foram protocolados ao redor do mundo

1.00 / 5 - 1
Comente

Coisas bizarras e inusitadas podem acontecer em qualquer âmbito e em quaisquer lugares do mundo. Mas, você já ouviu falar sobre algum processo judicial inusitado que já tenha sido protocolado em um tribunal? Se sua resposta foi não, saiba que isso já aconteceu mais vezes do que imagina.

Um site chamado “List 25” mostrou recentemente, por exemplo, alguns dos mais bizarros casos de processos movidos na justiça. A seguir apresentamos 9 exemplos emblemáticos apresentados na lista. Confira!

Processos judiciais bizarros vistos ao redor do mundo

Casos de justiça bizarra

Mágicos no tribunal

E se os mágicos fossem processados? Situação complicada de se imaginar, mas isso não é tudo. Um homem conhecido como Christopher Roller resolveu entrar com um processo contra os mágicos ilusionistas David Blaine e David Copperfield.

Roller acreditava ser Deus e por isso alegou que os mágicos estariam fazendo uso indevido de seus poderes divinos sem a devida autorização, veja só que ousadia. Com esse tipo de argumento o homem sugeriu que os mágicos estariam desafiando as leis da física e então exigiu que eles revelassem os truques. É mole?

Defensores dos animais contra a Divisão de Pesca e Vida Selvagem de Nova Jersey

Um grupo de proteção aos direitos dos animais que estava fazendo um protesto contra a caça de cervos, teve dois dos seus membros envolvidos em um acidente que acabou atropelando dois cervos. Com isso, eles resolveram abrir um processo contra a Divisão de Pesca e Vida Selvagem de Nova Jersey.

De acordo com informações, o argumento para a ação seria o de que o acidente teria sido causado em função do esforço do órgão em aumentar a população de cervos. Vai entender!

Leia também:

Mulher israelense processa emissora de TV por previsão do tempo errada

Quando assistimos os telejornais com suas previsões do tempo, geralmente confiamos no que é dito para que possamos programar a agenda dos próximos dias. E pois bem, uma mulher israelense não gostou nada de receber uma previsão errada.

Ela acabou acionando a emissora de TV na justiça, dizendo que por ter visto o boletim da previsão do tempo saiu de casa com roupas leves e isso a fez ficar resfriada ao pegar uma chuva não prevista pelos meteorologistas.

Mulher que processou casa noturna por perder os dentes

Para poder escapar de pagar uma entrada de US$ 3,5, Kara Walton teve a brilhante ideia de entrar na casa noturna pela janela do banheiro. Porem no meio do processo ela acabou caindo de cara no chão, perdendo dois dentes da frente.

O mais bizarro disso tudo, é que a mulher entrou com um processo contra a casa noturna e ainda ganhou a indenização de US$ 12 mil e os custos odontológicos pagos.

Cafés no McDonald’s

Uma mulher comprou um café no drive-thru de uma loja do McDonald’s, em Albuquerque, nos Estados Unidos, ela colocou o copo entre os joelhos para poder colocar creme e o açúcar em sua bebida, e assim acabou pressionando de mais o copo, que por sua vez transbordou sobre si.

No fim das contas ela decidiu entrar com um processo contra a lanchonete com a alegação de que a bebida servida pelo estabelecimento era quente de mais, e portanto, nada segura.

Processo contra comercial de cerveja

A Anheuser-Busch, uma antiga companhia de cerveja, trouxe no passado um comercial onde algumas belas mulheres apareciam na forma de homens dirigindo caminhões de cerveja Bud Ligth. Com isso, Richard Overton entrou com um processo contra a marca alegando que a propaganda era enganosa e lhe causou danos emocionais e mentais.

O processo contra o Sea World

Famoso principalmente pelas ilustres orcas, o Sea World já se viu envolvido em algumas polêmicas ao longo de sua existência. Uma delas, por exemplo, veio à tona quando um rapaz chamado Daniel Dukes morreu depois de conseguir burlar a segurança do parque em 1999 para nadar com as baleias.

Após o episódio trágico a família do jovem acionou o parque na justiça, alegando que não havia nenhum aviso de que as baleias poderiam matar alguém.

Família que processou os produtores do filme “Assassinos por Natureza”

Informações sugerem que o casal Sarah Edmondson e Benjamin Darrus teria começado a realizar uma onda de crimes em 1995 depois de assistir o filme “Assassinos por Natureza”. Em um desses crimes a vítima foi Patsy Ann Byers, que com o ataque acabou ficando tetraplégica.

Isso levou a família da vítima a mover uma ação contra a produção do filme, incluindo o diretor Oliver Stone e a companhia Warner Bros. Se essa moda pegasse, hein?

Videogames

O massacre da escola Columbine que ocorreu em 1999, fez com que familiares das vítimas processassem 25 produtores de jogos de videogame em 2001. Eles alegavam que se não fosse pela criação dos jogos a chacina não teria acontecido.

Ao final do processo, aqueles que moveram a ação precisaram arcar com todos os gastos legais que os fabricantes de jogos tiveram durante o processo.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: