Topo

Reality shows ainda fazem muito sucesso entre telespectadores brasileiros

Comente

A televisão sempre trouxe inúmeros formatos de programa que agradavam diferentes tipos de públicos. As ficções sempre acabaram tendo posições de destaque nas grades dos canais ao redor do planeta, bem como o jornalismo e os programas com teor mais educativo. Mas nas últimas três décadas surgiu um gênero que acabou tendo um impacto profundo não apenas dentre aqueles que costumam dedicar um tempo assistindo televisão todos os dias quanto na sociedade de uma forma geral: os reality shows. 

Os game shows, competições com as mais diversas brincadeiras e atividades, sempre fizeram muito sucesso nos palcos e acabavam se transformando grandes atrações dentre os programas de televisão. Afinal de contas, se torna muito emocionante acompanhar as disputas entre participantes, como se fossem eventos esportivos. 

Mas os reality shows acabaram incluindo uma camada adicional neste tipo de atração: a possibilidade das pessoas que estavam assistindo nas suas casas interagirem e decidirem o futuro dos competidores. Além disso, incluiu algo a mais: um tipo de programa que colocava o telespectador como se fosse uma testemunha real do que estava acontecendo. 

Os primórdios

Ainda se discute muito sobre qual teria sido, de fato, o programa considerado como o primeiro reality show lançado em uma emissora de televisão. Mas a grande maioria dos pesquisadores da área acabam tendo como referência um programa criado no ano de 1973 pela emissora norte-americana PBS e que se chamava “American Family”, ou “Uma Família Americana”, na tradução para o português. 

Veja também:

Neste programa, o público tinha a oportunidade de acompanhar a vida cotidiana de um casal e seus cinco filhos. Mesmo sem ter a interação com o público, este foi o primeiro programa a mostrar situações “reais”, que teriam acontecido na vida da família, colocando os telespectadores como se fossem participantes da história. Um dos episódios mais marcantes deste programa foi o que mostrou como foi o pedido de divórcio feito pela mãe da família para o marido. 

O sucesso Big Brother

Mas é praticamente impossível falar em Reality Show sem mencionar aquele que se tornou o maior sucesso entre todos os programas de televisão ao redor do mundo e que acabou sendo o responsável por popularizar o conceito e a fórmula de um reality show: o Big Brother. 
A primeira edição do programa foi ao ar no ano de 1999, criado por John de Mol, executivo de televisão na Holanda e sócio da empresa Endemol. A ideia era criar um programa de televisão  que colocaria pessoas comuns para conviver juntas em uma mesma casa durante três meses, com tudo sendo monitorado 24 horas por dia. 

A ideia para o nome acabou sendo retirada de um dos livros de maior sucesso no mundo inteiro, a obra “1984”, de George Orwell, que colocava essa grande entidade, chamada de “Big Brother” (O Grande Irmão) que era responsável por vigiar e monitorar tudo o que acontecia em uma sociedade que tinha aberto a mão da privacidade. 

O formato seguiu basicamente o mesmo durante muitos anos, mas conforme foram passando os anos surgiram versões diferentes do programa. Mas alguns pilares sempre foram mantidos, como o poder de decisão da vitória que fica sempre nas mãos do público. As pessoas podem votar, utilizando os mais variados meios eletrônicos, para decidir a pessoa que sai da casa toda a semana, até restar apenas o participante. 

No Brasil, as primeiras 2 edições foram realizadas no ano de 2002, sendo transmitida pela Rede Globo. Uma curiosidade em relação a essa estreia é a grande jogada feita por Silvio Santos, dono do SBT, o canal que é o principal concorrente da Globo. Ele se antecipou e conseguiu lançar o programa chamado Casa dos Artistas, que tinha praticamente o mesmo formato do Big Brother, mas que que contava com a participação de celebridades. 

O Big Brother já foi transmitido em mais de 50 países ao redor do mundo, com quase 450 temporadas, ao todo. O Brasil já teve 20 temporadas do programa, com mais de 1,1 mil episódios indo ao ar e 316 participantes. A maior audiência que o programa teve em sua estreia teve um público de 34 milhões de pessoas, e a maior final teve a incrível marca de 40 milhões de pessoas assistindo. 

Por que faz sucesso?

Com o passar do tempo foram surgindo os mais variados tipos de Reality Shows, sempre focando em mostrar os participantes como pessoas comuns atrás de um sonho e dando o poder de decisão para o público. Dentre os destaques no Brasil temos programas como Show de talentos (Ex: American Idol); Culinária (Ex: Masterchef); Romance (Ex: The Bachelor); Confinamento (Ex: Big Brother); Estilo de vida (Ex: Keeping up with the Kardashians ); Imóveis (Ex: Irmãos à obra); Esportivo (Ex: American Niinja Warrior); Negócios (Ex: O Aprendiz); Sobrevivência (Ex: No Limite).

Explicar o sucesso deste tipo de programa não é uma tarefa complicada: as pessoas gostam de acompanhar a vida dos outros, de uma forma ou de outra. E se torna ainda mais atrativo quando elas podem interferir de alguma forma. Essa ideia não está por trás apenas do sucesso deste gênero televisivo, como também de outras coisas que acabaram ganhando uma posição de destaque na vida de todas, como é o caso das redes sociais. 

Ainda faz sucesso?

Reality shows ainda fazem muito sucesso entre telespectadores brasileiros

Todos os anos, especialmente um pouco antes do lançamento da nova temporada do Big Brother, que ainda é o principal reality show da televisão brasileira, surgem comentários sobre como o gênero está desgastado. E não faltam “especialistas” que afirmam que aquela seria a última edição do programa, o que acaba sendo desmentido no ano seguinte. 

Mas o gênero ainda segue firme e forte. De acordo com levantamento realizado pela equipe do site de cassino online Betway, milhões de brasileiros seguem acompanhando os competidores em diferentes programas do gênero. A grande maioria do público (61%) é composto pelo público feminino, e a audiência se concentra entre as classes sociais B (32%) e C (52%).

A pesquisa mostra que as pessoas que mais assistem a este tipo de programa possuem entre 25 e 34 anos de idade (24%), seguindo pelo público entre 10 e 17 anos de idade (22%) e pelo público entre 35 e 49 anos de idade (21%). Dentre as cidades no Brasil que mais assistem aos programas Reality Shows estão Distrito Federal (28%), Grande Salvador (21%), Grande São Paulo (20%), Grande Recife (18%) e Grande Fortaleza (17%). 




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: