Topo

Relembre grandes polêmicas das novelas brasileiras ao longo dos últimos anos

5.00 / 5 - 1
Comente

Para muitos as novelas são apenas meros produtos de entretenimento, no entanto, para muitos alguns dos temas abordados nesse tipo de obra são motivos de sobra para o surgimento de polêmicas. Para ilustrar isso, relembramos a seguir algumas das tramas que deram muito o que falar entre os espectadores. Veja!

As maiores polêmicas das novelas brasileiras

O Clone

O Clone

No ano de 2001, a clonagem era um dos assuntos que ganhavam força na boca do povo, graças principalmente às notícias de que a ciência estaria investindo em projetos nesse sentido.

Diante disso a autora Gloria Perez não perdeu oportunidade e abordou o tema na novela “O Clone”, que se baseou na história da ovelha Dolly, esta criada a partir de célula de um animal adulto. O assunto rendeu muito em rodas de discussões entre amigos, familiares e até grupos religiosos.

Leia também:

Barriga de Aluguel

Barriga de Aluguel

A autora Gloria Perez escreveu uma espécie de sinopse da trama de “Barriga de Aluguel” em 1985, no entanto, ela só foi lançada cinco anos depois. O motivo? Seu tema era considerado muito surreal.

Devido a isso, foi só quando surgiram notícias sobre a inseminação artificial que a novela veio ao ar, mostrando um drama relacionado à disputa pela maternidade de uma criança.

O polêmico tema voltou a ser abordado em 2013 em uma trama de Walcyr Carrasco, mas com a inclusão de um elemento que ainda gerou mais polêmica entre os espectadores, que foi o fato de a barriga de aluguel ser contratada por um casal homossexual.

América

América

Em 2005, uma pesquisa realizada pela produção da novela “América” revelou que cerca de um milhão de brasileiros vivam de forma ilegal nos Estados Unidos. A autora Gloria Pezes à época abordou o assunto mostrando toda dificuldade que eles tinham de entrar no país e continuar a vida em uma nação diferente.

A Escalada

A Escalada

A novela “A Escalada”, de 1975, falava sobre o divórcio, que até então não era legalizado no país. O tema já havia sido abordado antes em 1969 na novela “Verão Vermelho”, diante disso, suspeita-se que a polêmica gerada por ambas as obras tenha contribuído de alguma forma com o surgimento de resultados palpáveis, uma vez que em 1977 a Lei do Divórcio foi aprovada.

Laços de Família

Laços de Família

A novela “Laços de Família” mostrou a história da luta contra o câncer, onde o tratamento só poderia ter um bom resultado com o transplante de medula óssea. A trama de Manoel Carlos foi recorde de audiência e conseguiu dobrar o numero de doações em todo país.

Mulheres Apaixonadas

Mulheres Apaixonadas

A novela “Mulheres Apaixonadas” abordou temas como criminalidade e violência. Uma das cenas da trama mostrou um dos personagens sendo baleado acidentalmente. A trama gerou polêmica principalmente no âmbito empresarial, já que muitos acreditaram que as cenas da trama poderiam denegrir a imagem do bairro retratado.

Laços de Família

Laços de Família

Na novela “Laços de Família”, o autor Manoel Carlos se inspirou na reportagem sobre prostituição de jovens universitárias e criou a história de Capitu, que trabalhava como garota de programa para sustentar o filho e os pais. Quando decidiu mudar de vida a jovem passou a enfrentar ameaças do ex-marido e investida de antigos clientes.

Páginas da Vida

Páginas da Vida

Na novela “Paginas da Vida” o autor Manoel Carlos mostrou a história de uma jovem que era obrigada pela mãe a estudar balé e, consequentemente, seguir dietas rígidas para manter a boa forma.

A jovem desde pequena comia doce escondido e sofria com bulimia, provocando o próprio vomito após refeições. Reportagens verídicas sobre bulimia foram inseridas na obra.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: