Topo

6 novelas que inovaram, mas não conquistaram um grande público

Comente

Inovar é sempre importante, afinal, nada como fugir da mesmice, certo? É provavelmente por isso que os autores estão sempre buscando novos temas e formatos para suas novelas.

O problema, porém, é que nem sempre toda essa inovação agrada os espectadores, de modo que a trama acaba sendo rejeitada por boa parte do público. Foi o que aconteceu, por exemplo, com algumas novelas que mostramos a seguir. Veja!

Novelas “inovadoras” que não foram bem na audiência

Além do Horizonte

Além do Horizonte

A novela “Além do Horizonte” foi escrita por Carlos Gregório e Marcos Bernstein, e uma das ousadias dos autores foi escalar uma boa parte do elenco com nomes desconhecidos pelo público.

Além disso, a trama buscou abordar temas sobrenaturais e sociedades secretas, sendo regada a muitas lendas e mistérios, o que não agradou nem um pouco o grande público. O resultado foi a baixa audiência.

Leia também:

Tempos Modernos

Tempos Modernos

A novela “Tempos Modernos” abordou o tema da tecnologia. Ela foi escrita por Bosco Brasil e foi mais uma inovação que não agradou o público. A obra teve como trama central a história de uma máquina que tinha controle sobre a vida do empresário Leal, interpretado pelo ator Antônio Fagundes.

Como se não bastasse, a vilã Deodora, interpretada pela atriz Grazi Massafera, parecia que tinha saído de uma história em quadrinhos, o que não combinava com a trama. Tudo isso gerou uma baixa audiência e várias mudanças no andamento da trama.

Negócio da China

Negócio da China

A novela “Negócio da China” é considerada por muitos como o maior fracasso da faixa das 18h, o tema central era um segredo guardado em um pen-drive, que guardava informações poderosas dos chineses.

A trama de Miguel Falabella não decolou, e nem mesmo a formação do casal principal agradou o público. Para completar o ator Fábio Assunção, que era o mocinho da história, precisou deixar a produção por questões de saúde.

Bang Bang

Bang Bang

A novela “Bang Bang”, foi ousada ao abordar o tema do antigo faroeste no horário das 19h em 2005. a obra foi escrita por Mário Prata e Carlos Lombardi e trazia a história de Ben Silver, interpretado por Bruno Garcia.

Ele era um homem que se perdeu de sua família ainda criança e que quando adulto voltou à cidade de Albuquerque a fim de se vingar dos assassinos de seus pais. A trama teve várias cenas de brigas, que incluía armas de fogo, facas e chapéus. Mesmo com toda essa ousadia, a novela não decolou.

Metamorphoses

Metamorphoses

A novela “Metamorphoses” teve como ousadia a sua estreia em pleno domingo, e é claro que os telespectadores não gostaram muito da ideia. A meta da Record era seduzir o público jovem, com uma trama que misturasse ficção e realidade.

Por estar com baixa audiência, a trama acabou sofrendo várias mudanças no roteiro, até que no final da trama alguns desfechos foram apenas narrados.

O Beijo do Vampiro

O Beijo do Vampiro

A novela “O Beijo do Vampiro”, vista como uma continuação de “Vamp”, estreou na Globo em 2002 com muitos efeitos especiais. A trama foi escrita por Antônio Calmon e era a grande aposta para atrair o público jovem com a temática vampiresca.

A novela não alcançou os números de audiência desejados, no entanto, é uma das mais pedidas na CAT (Central de Atendimento ao Telespectador) da Globo para uma reprise no “Vale a Pena Ver de Novo”.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: