Topo

Hacks de segurança digital para 2021: Saiba como se proteger na web

Comente

A tecnologia evolui de uma forma muito rápida, e exige que as pessoas estejam sempre atentas as mudanças. E isso acaba se tornando ainda mais importante pois a tecnologia está cada vez mais presente no cotidiano de todo mundo, inclusive daquelas pessoas que não estavam acostumadas a ter que lidar com este tipo de desafio. 

Serviços financeiros, por exemplo, estão cada vez mais migrando dos atendimentos convencionais para o digital. O pix, por exemplo, é um recurso muito interessante para transferências de dinheiro em tempo real, mas que realmente necessita que as pessoas tenham algum tipo de intimidade com os smartphones e seus aplicativos. 

Além disso, as compras online também aumentaram consideravelmente ao longo do ano de 2020, já que muitas lojas tiveram que cancelar o seu atendimento presencial e focar nas vendas digitais para atender um público que tentava se manter isolado dentro de casa, em virtude da pandemia do coronavírus. Mesmo que as empresas sérias tenham muitas medidas de segurança para garantir uma compra online segura, essa é uma atividade que também necessita de uma certa maturidade online dos consumidores. 

Hacks de segurança digital para 2021: Saiba como se proteger na web

Confira algumas dicas fundamentais para conseguir manter a segurança digital ao longo do ano que vem:

Verificação em duas etapas

Veja também:

Este é um recurso que está sendo disponibilizado por praticamente todos os serviços que armazenam informações dos usuários, como redes sociais, bancos, dentre outros. Ele basicamente inclui duas camadas de proteção para acessar uma determinada conta, ao invés de contar somente com a senha. Existem diversas formas de criar uma segunda autenticação, tais como:

  • Senhas temporárias;
  • Cartão de acesso (comum em caixas eletrônicos);
  • Dispositivo USB;
  • Biometria, como o reconhecimento de digital ou facial.

Dessa forma, sempre que o usuário for tentar acessar o serviço em um dispositivo que ainda não esteja na lista de confiáveis, ele poderá ter que confirmar sua identidade nesta segunda etapa. Dentre os métodos recomendados, o mais seguro é utilizar aplicativos autenticadores, como o Google Authenticator ou o Microsoft Authenticator.

Gerenciadores de senha

Outro tipo de aplicativo que deve começar a fazer parte do dia a dia das pessoas é o gerenciador de senhas. Com o aumento considerável de cadastros feitos pelos usuários, é comum que as pessoas utilizem a mesma senha. Mas, caso algum destes serviços sofra um ataque e exponha as senhas, o usuário corre risco, pois os hackers podem testar essa mesma senha em diversos serviços. 

Por isso, os gerenciadores de senha podem se tornar interessantes. São aplicativos que, além de gerenciar as senhas, também sugerem senhas diferentes e fortes. Dessa forma, o usuário configura apenas uma senha principal com uma autenticação em dois passos, para ter acesso a todas as suas senhas. 

Backup de dados

O backup ainda continua sendo uma das melhores formas de garantir que o usuário terá acesso aos seus arquivos caso aconteça alguma coisa com o seu dispositivo principal. Isso é muito importante especialmente para as pessoas que trabalham com um computador e que precisam dos seus arquivos. 

Um dos tipos de ataques hackers mais comuns nos últimos anos é o que se utiliza de vírus que sequestra a máquina dos usuários, bloqueando completamente o acesso e liberando apenas mediante pagamento para os criminosos. Este tipo de problema pode ser amenizado caso a pessoa tenha um backup completo do sistema, o que pode ser feito com um pen drive externo ou HD. 

Cuidado com os vírus

Para evitar que os vírus entrem na sua máquina, as dicas permanecem as mesmas de anos anteriores. Os usuários devem tomar muito cuidado com os links que clicam e com os arquivos que baixam para o seu computador. Por isso, faça o download e instale programas apenas de fontes que realmente sejam confiáveis. 

Se você usa Windows 10 ou 8.1, não se esqueça de deixar a configuração de Controle de Conta de Usuário no máximo. No menu iniciar, digite "Controle de Conta de Usuário", abra a opção que aparece e deixe a configuração em "Sempre notificar", a opção máxima. Isso impede que vírus consigam facilmente a permissão de acesso total ao seu sistema. Apenas autorize programas que você conhece ou durante a instalação de softwares novos.

Também é preciso aumentar o cuidado entre os usuários que utilizam o computador da Apple. Durante muito tempo estas máquinas eram consideradas como “seguras”, já que a empresa conseguia manter um controle maior por ter um sistema operacional próprio. Mas tudo mudou nos últimos anos, e aumentou consideravelmente os casos de vírus para o macOS. Por isso, cuidado sempre com os programas instalados e com os sites que não sejam certificados como seguros. 

Cartão virtual

Este é um outro recurso que atualmente pode ser encontrado em praticamente todos os grandes bancos. Ele basicamente cria um cartão virtual para os usuários, com todas as informações que permitem as compras virtuais. A grande diferença é que este cartão pode ser bloqueado ou cancelado a qualquer momento, sem que o usuário perca o acesso ao seu cartão original. 




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: