Topo

Novo na internet? Veja 5 dicas básicas de segurança online

Comente

A internet surgiu e se consolidou como uma das mais revolucionárias tecnologias, criando um verdadeiro mundo virtual que pode ser explorado por qualquer pessoa com acesso à grande rede.

A liberdade proporcionada por tal tecnologia, no entanto, abriu novas portas para que muita gente mal intencionada se valesse dela para roubar informações e arquivos virtuais em geral, colocando assim em risco a segurança e a privacidade dos usuários.

Diante desse cenário, cabe a cada um o cuidado necessário para não cair em "armadilhas" virtuais que se propagam como verdadeiras pragas. São os casos, por exemplo, de malwares e vírus, que se instalam no computador ou celular sem que o usuário perceba e podem trazer sérios danos, como o já mencionado roubo de dados.

Veja também:

Como os mais vulneráveis a esse tipo de problema são aqueles que ainda estão descobrindo o universo da internet e da tecnologia como um todo, é importante que os "novatos" no ambiente virtual se atentem para os principais cuidados necessários. Por isso mesmo, mostramos a seguir uma lista que mostra alguns dos mais comuns. Veja!

Dicas para manter a segurança online

Novo na internet? Veja 5 dicas básicas de segurança online

Antivírus atualizado

Usar um antivírus e mantê-lo atualizado no computador é a dica mais óbvia dessa lista, mas por vezes ignorada pelos iniciantes no mundo virtual.

É importante prestar atenção nas novas versões dos antivírus que as empresas lançam, pois por vezes, é possível que saiam atualizações sem que o usuário seja notificado, pelo que, o programa usado pode acabar por se tornar ineficiente frente à evolução dos vírus e malwares.

Cuidado com falsos botões falsos de download

Os sites de download e até mesmo ambientes de conteúdo pornográfico, podem apresentar eventualmente uma série de publicidades que simulam um botão de download. O detalhe é que por vezes, essas publicidades estão carregadas de vírus e malwares, que acabam sendo instalados nos dispositivos dos usuários após o clique.

Para saber se um botão de download é verdadeiro ou falso, a dica é passar o mouse sobre o mesmo e observar se vai aparecer no rodapé do navegador o link de destino, que deve ser o endereço onde está hospedado o arquivo desejado.

Evitar instaladores automáticos

Um erro muito comum de quem não tem muita experiência com internet e tecnologia, é instalar programas e apps sem prestar atenção nos termos e ofertas que podem surgir na tela. O resultado é que por vezes muita gente acaba instalando sem querer algumas programas indesejados, que embora não sejam exatamente malwares, são uma espécie de praga virtual.

Os exemplos vão desde barrinhas personalizadas de pesquisas, até extensões que se instalam no navegador e alteram as configurações, mudando por exemplo, a tela inicial de navegação. Na maioria das vezes, o provedor do instalador de um programa baixado sugere a instalação desses programas adicionais e o usuário aceita sem perceber durante a instalação.

Cada vez que esses programas são instalados, o provedor do app principal (que o usuário de fato queria instalar), pode estar lucrando, uma vez que esse tipo de "casada" é uma espécie de parceria de publicidade.

Para evitar a instalação automática desses programas, portanto, a dica é prestar atenção nas telas de instalação e desativar tudo o que não for necessário ao programa desejado antes de clicar no botão para "seguir" com a instalação.

Evitar e-mails duvidosos

Muitos vírus e malwares são enviados por e-mails redigidos em nome de bancos e outras instituições financeiras. Normalmente, o teor do e-mail diz respeito a um pedido para atualização de dados cadastrais ou quaisquer outros assuntos que possam chamar a atenção ou até causar preocupação no usuário.

Mas analise bem: enviar um e-mail pedindo para atualizar dados pela internet não parece algo que um banco verdadeiro faria, certo? Com toda burocracia característica da maioria das instituições financeiras, não dá pra imaginar que os e-mails enviados pelo banco irão em algum momento solicitar dados pessoais pela internet.

Essa pode ser mais uma "armadilha" virtual. Evite abrir mensagens de bancos que enviam anexos ou solicitam alguma ação online.

Usar senhas

Por fim, para quem deseja proteger os gadgets tecnológicos, uma boa dica é usar senhas para todos os dispositivos, incluindo computadores, celulares e tablets. É mais trabalhoso para acessar no dia a dia, mas isso adiciona uma camada extra de proteção, já que em caso de perda ou roubo, a pessoa que ficar de posse do aparelho não terá tanta facilidade para utilizá-lo.

É importante usar uma senha diferente para cada dispositivo, e se for o caso de querer evitar esquecimento, uma dica válida é colocar as iniciais ou outra identificação do dispositivo no final da senha.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: