Topo

Serial killers: 4 assassinos diabólicos que talvez você não conheça

Comente

Sempre que ouvimos falar em assassinos em ´serie, é algo normal que lembremos de nomes como Ted Bundy, andrei Chikatilo, John Wayne Gacy, Ed Gein, entre outros. Infelizmente, o mundo já teve e possui diversos outros serial killers que cometem atrocidades, conheça algumas figuras menos conhecidas e muito cruéis.

Karl Denke

Serial killers: 4 assassinos diabólicos que talvez você não conheça

Não apenas matou diversas pessoas, mas ainda ganhou dinheiro vendendo cortes de carne que obtinha dos corpos em uma feira. A história é arrepiante, Karl Denke, no começo do século 20, foi responsável por matar pelo menos 31 pessoas na Prússia.

Considerado por muitos como um herói de guerra, vivia na cidade de Mustengerg e era dedicado a vender carnes em um mercado local. Suas carnes faziam sucesso, e o que os clientes deste homem não sabiam é quem eram seus fornecedores. Toda a verdade veio a tona após um morador de rua acusar o comerciante de tentar cortar sua cabeça com um machado.

Veja também:

A política não acreditou na história, mas resolveram investigar e encontraram coisas ainda piores, que o vendedor de carnes, em sua casa contava com muitos ossos humanos, recipientes que continham carne humana, potes de gordura de cadáveres para cozinhar e até mesmo cintos feito de pele das vítimas. Ao retornar para a prisão, pois foi preso para ser investigado, acabou sendo encontrado morto.

Helen Moore

Australiana, cometeu 3 assassinatos e duas tentativas, o mais chocante é que suas vítimas não eram amantes ou pessoas que odiava, mas sim crianças pequenas que ela cuidava. Começou com Helen adolescente e seu irmão, que faleceu de repente.

Depois desta trágica perda, Helen matou uma menina de 16 meses por sufocamento, sua última vítima tinha apenas dois anos de idade, não morreu no ataque, mas acabou ficando cega e sofrendo lesões cerebrais permanentes.

A australiana foi presa e confessou seus crimes, condenada a prisão perpétua em 1980 porém foi colocada em liberdade em 1993.

Gary Heidnik

Diagnosticado com transtorno de personalidade esquizoide, entrava e saia constantemente de hospitais psiquiátricos. Em meados dos anos 80, em um período de apenas quatro meses, capturou seis mulheres que eram mantidas em cativeiro, violentadas e torturadas, duas delas foram assassinadas.

Gary capturava suas vítimas e as deixava em um poço, enchendo o espaço com água deixando as mulheres submersas do pescoço para baixo. Eis que utilizava fios elétricos para aplicar choques e torturar as vítimas.

Além disto, o assassino passou seus cadáveres em um moedor de carne para alimentar as moças que estavam vivas. Condenado à pena de morte e executado em 1999.

Robert Hansen

Poderia ter um rosto comum, mas entre os anos de 71 e 83 se dedicou a atrair mulheres para sua cabana em meio a uma área isolada do Alasca, eram torturadas e soltas na floresta para fugirem e serem caçadas como animais.

Não se sabe quantas foram assassinadas, há uma estimativa de que foram mais de 20, foi condenado pela morte de 17, e foi apenas descoberto por que uma de suas vítimas escapou e conseguiu avisar autoridades. Foi preso em prisão perpétua e morreu na cadeira em 2014.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: