Topo

Oceano ártico pode ficar sem gelo até 2050!

Comente

Pesquisadores da Geophysical Research Letters revelaram recentemente uma crescente preocupação com os níveis de gelo do ártico. De acordo com os pesquisadores da instituição, existe uma grande chance que o gelo comece a reduzir de uma forma mais drástica nos próximos anos, e até 2050 pode ser que não tenha mais gelo neste local. 

A pesquisa faz parte de um conjunto de estudos que estão sendo realizados com o objetivo de entender todo o impacto das mudanças e alterações do clima no planeta. Muitos pesquisadores afirmam que as consequências do aquecimento global são muito rápidas para serem consideradas como um fenômeno natural. 

Oceano ártico pode ficar sem gelo até 2050!

A redução na quantidade de gelo está sendo prevista a partir da observação da redução da calota polar na região que já está acontecendo. O que mais preocupa a comunidade científica é que, de acordo com esse mesmo estudo, ainda que uma eventual redução significativa nas emissões de carbono fosse atingida a partir de agora, o cenário final dificilmente seria outro durante o verão nas próximas décadas, por exemplo. Portanto, as emissões de gases seriam responsáveis apenas por determinar o quão rápido isso aconteceria.

Veja também:

Vale ressaltar que o gelo marinho, como é chamada essa porção de terra gelada do planeta, é considerado muito importante para o ecossistema como um todo. Além da concentração de petróleo e de gás natural na região, o que pode gerar ensejo a conflitos internacionais, vírus e bactérias desconhecidas também podem acabar vindo à tona. 

Além disso, o aquecimento na região acaba gerando um ambiente completamente nocivo para os animais selvagens que acabaram se desenvolvendo tendo como base a vida no gelo. Também acabará contribuindo perceptivelmente para o aumento do nível do mar, o que pode tornar inviável a habitação de cidades que estejam em menores altitudes.

O derretimento de uma grande quantidade de gelo como a encontrada no ártico também pode resultar em mudanças climáticas radicais, fazendo com que determinados eventos se tornem menos previsíveis, uma vez que a humanidade perderá seus parâmetros e terá que reiniciar seus estudos neste novo cenário. 
 


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: