Topo

Suor excessivo: 5 problemas de sáude que devem ser investigados.

Confira algumas das principais doenças que podem causar este suor excessivo, mesmo quando as pessoas não estão fazendo atividades físicas.
Publicidade
Comente

Mesmo que o suor seja desconfortável para a grande maioria das pessoas, ele acaba tendo uma importância fundamental na manutenção não apenas da saúde das pessoas como da qualidade de vida de uma forma geral. Ele acaba sendo o principal mecanismo de resfriamento corporal, essencial para manter a temperatura do corpo nos níveis que são considerados como saudáveis. 

Suor excessivo: 5 problemas de sáude que devem ser investigados.

Mas existem determinadas pessoas que acabam tendo uma maior propensão ao suor, enquanto que outras pessoas suam muito pouco. Determinadas circunstâncias acabam gerando uma expectativa de uma maior produção de suor, que são justamente aquelas que elevam a temperatura corporal, como os dias mais quentes ou ainda a prática de atividades físicas. 

Mesmo que as pessoas achem que elas estão suando mais do que deveriam, quando elas estão nestas situações o suor não deixa de ser considerado algo esperado e normal. Por outro lado, em outras situações o suor excessivo pode acabar indicando alguns tipos de problemas. 

Publicidade

Suar com o corpo completamente em repouso em uma temperatura ambiente que esteja mais próxima daquela que o nosso corpo entende como normal, que seria algo próximo a 36ºC, pode ser um sinal de que existe algum tipo de problema com o organismo que precisa ser investigado. O mesmo acontece quando as pessoas estão fazendo atividades rotineiras. 

Confira algumas das principais doenças que podem ter como sintoma este suor excessivo:

Hipertireoidismo

Este é um problema de saúde relativamente comum na população, mas que exige uma série de cuidados de parte dos pacientes. Ela está diretamente relacionada ao funcionamento considerado como anormal da tireoide, que é uma glândula muito importante para o corpo pela sua capacidade de produção de hormônios como o T3 e o T4. 

Publicidade

Além do suor excessivo, as pessoas que sofrem desta doença acabam tendo outros sintomas que normalmente estão associados, como perda de peso de uma forma brusca, mudanças no ciclo menstrual no caso das mulheres, e também palpitações. 

Síndrome de Cushing

Já essa é uma doença que acaba se caracterizando especialmente pela maior concentração de cortisol no organismo. Isso pode estar ocorrendo em função da presença de tumor na hipófise ou uso excessivo de medicamentos corticoides.

Outros sintomas que normalmente acabam estando diretamente associados a essa doença é o ganho de peso mais rápido do que as pessoas normalmente identificam ao longo da sua vida, surgimento de uma maior quantidade de acne, além de cansaço em excesso. 

Menopausa

Já essa situação não é considerada uma doença propriamente dita, mas sim uma condição pela qual as mulheres invariavelmente passam em determinado momento das suas vidas, mas que nem sempre elas conseguem identificar logo de cara. Basicamente é o momento no qual os ovários deixam de produzir os hormônios essenciais para o funcionamento da vida reprodutiva, causando o fim do ciclo menstrual.

As mulheres que entram na menopausa normalmente acabam vivenciando uma série de mudanças no funcionamento do organismo de uma forma geral, incluindo os famosos episódios de calor. E isso pode fazer com que elas também acabam suando mais do que antes. 

Síndrome de ovário policístico

Uma outra doença que acaba surgindo no público feminino. Ela acaba se caracterizando basicamente pelo desenvolvimento de cistos no interior dos ovários da paciente. E isso acontece antes da menopausa, quando as mulheres ainda estão na sua idade reprodutiva. 

Essa é uma situação que normalmente ocorre devido a uma série de disfunções hormonais que podem acontecer no corpo, provocando inclusive sintomas como menstruação irregular e uma dificuldade de ter filhos.

Ansiedade

Por mais que nem sempre as pessoas acreditem que este é um problema de saúde, o fato é que a ansiedade realmente pode acabar fazendo com que as pessoas tenham uma série de manifestações físicas, mesmo que seja uma condição puramente psicológica. Ela se manifesta basicamente pelo sentimento de preocupação e angústia em excesso. 

Além do aumento da sudorese, outras manifestações físicas da ansiedade que acabam sendo bastante comuns são as seguintes: respiração ofegante, tremores, boca seca, nervosismo e irritabilidade.
 


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: