Topo

Curiosidades sobre a cera de ouvido

Comente

Segundo especialistas, a cera de ouvido é uma substância produzida naturalmente por diversos mamíferos, o que inclui os humanos, servindo para manter os ouvidos limpos.

A cera é produzida por glândulas sebáceas e ceruminosas do canal auditivo, a cera, ou o cerume é formado por diversos compostos orgânicos, entre eles escaleno, ácidos graxos saturados e insaturados de cadeia longa, colesterol, entre outras coisas. Sua composição específica varia de pessoa para pessoa, o que depende de diversos aspectos como a dieta, etnia, ambiente e faixa etária, exercendo um papel fundamental no funcionamento dos ouvidos.

Curiosidades sobre a cera de ouvido

O mecanismo autolimpante

Mesmo que a cera pareça pouco higiênica, ela auxilia na filtragem da poeira, das partículas e outros tipos de substâncias que entram em nossos ouvidos, evitando infecções do canal auditivo. Essa estrutura é um tipo de rua sem saída, feita de pele que ao contrário da pele de outras partes do corpo, não consegue se livrar de células mortas através da erosão física, a partir disto a cera também faz seu trabalho.

Veja também:

Nossos ouvidos, de acordo com especialistas, são estruturas autolimpantes, e por isto não é necessário ficar cutucando as orelhas com cotonetes. Apesar disto, em algumas pessoas esse mecanismo poderá sofrer alterações e a cera se acumula em algum ponto do canal auditivo. Este é um problema que poderá ocorrer por razões anatômicas ou simplesmente por conta de introduzir os objetos que fazem com que a cera possa ficar presa.

Os problemas

Como nossos ouvidos não param de produzir cera, ao longo do tempo o acúmulo acaba aumentando e essa substância fica por ali meses ou anos. Nesta situação os efeitos colaterais acabam incluindo dores, irritações, infecções e em alguns casos o surgimento de um problema conhecido como tinnitus, caracterizado por um zumbido no ouvido sem causa aparente.

O acúmulo de cera poderá ainda afetar os movimentos do tímpano e até mesmo obstruir o canal auditivo prejudicando a audição. Este problema ocorre com pelo menos 35% das pessoas com mais de 65 anos de idade e é aliviado com a obstrução sendo removida.

Limpar ou não limpar o ouvido

A higienização constante do ouvido poderá afetar o mecanismo natural de limpeza. Porém se você apresentar alguns dos sintomas citados anteriormente, antes de buscar ajuda de médicos você poderá colocar algumas gotas de óleo de amêndoas ou azeite de oliva para amolecer a cera e estimular os processos de eliminação dos excessos.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: