Topo

Conheça tratamentos para disfunção sexual feminina

Comente

A disfunção sexual é um problema bastante comum entre as mulheres, e afeta especialmente a libido, fazendo com que ela não tenha vontade de praticar intimidades com outras pessoas. De acordo com os profissionais que trabalham com o tratamento deste tipo de problema, isso costuma acontecer especialmente em algumas das fases do ciclo de reposta sexual da mulher.

Existem diferentes tipos de disfunção sexual que podem acabar atingindo as mulheres. De acordo com os sintomas, os tipos podem ser divididos da seguinte forma: Baixo Desejo Sexual; Transtorno de Excitação Sexual; Transtornos Orgásticos e Transtornos da dor Sexual. Todos os tipos acabam afetando as mulheres de formas diferentes e impedem que elas tenham uma relação saudável com o habito do sexo.

Existem diversas causas que podem acabar levando as mulheres a sofrer com este tipo de problema, desde questões psicológicas e sociais passando por questões mais físicas e hormonais. Neste último grupo, geralmente estão as pessoas que sofrem de determinadas doenças, como diabetes, doenças cardíacas, doenças neurológicas, alcoolismo e abuso de drogas.

Conheça tratamentos para disfunção sexual feminina

Veja também:

Em relação ao tratamento que pode ser administrado para que o problema possa ser resolvido, é importante salientar que isso é um caso de doença. Por isso, as mulheres devem sempre fazer um tratamento acompanhado pelos médicos, sem que exista qualquer tipo de automedicação.

Quando o profissional da área da saúde acredita que este é um problema que pode ser resolvido diante de um tratamento medicamentoso, existem basicamente dois caminhos:

Terapia com estrogênio

O estrogênio localizado é aplicado diretamente na vagina, seja em forma de creme, tablete ou anel. Seu uso ajuda a melhorar o tônus e elasticidade da vagina, aumentando o fluxo sanguíneo da região e também a lubrificação

Terapia com andrógenos

É a terapia feita com hormônios masculinos, como a testosterona, hormônio responsável pela libido também na mulher. No entanto, essa terapia ainda é controversa, enquanto alguns estudos mostram melhora da libido em mulher que apresentavam baixa testosterona, outros estudos não demonstraram efeito algum.

Existe também uma parte do tratamento que não envolve a utilização de medicamentos e que acaba sendo tão importante quanto o primeiro. Eles estão relacionados a qualidade de vida e também dos relacionamentos nos quais essas mulheres acabam se envolvendo. Portanto, é importante estar sempre bem com o parceiro ou com a parceira e investir em um estilo de vida, como um todo, mais saudável.



Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: