Topo

Clareamento dental: dicas e cuidados para o tratamento

Comente

O clareamento dental é um dos tratamentos odontológicos mais procurados nos consultórios de dentistas espalhados pelo mundo afora. Hoje em dia a tecnologia já avançou consideravelmente neste ponto, oferecendo diversas opções de tratamento para quem deseja ter os seus dentes mais branquinhos. 

Mesmo que as pessoas tomem todos os cuidados recomendados em relação a escovação dos dentes e outros procedimentos que precisam ser realizados, como a utilização do fio dental, os dentes vão se tornando mais amarelados com o passar do tempo, basicamente devido a ação dos alimentos consumidos ao longo da vida. 

Além disso, alguns hábitos acabam tornando os dentes mais amarelos com o passar do tempo Um dos mais conhecidos é o tabagismo. Quando as pessoas fumam muito, as substâncias que estão presentes no cigarro não vão direto para os pulmões, mas também se acumulam na boca dos fumantes, tornando os dentes mais amarelos. 

Veja também:

Além disso, a ingestão de determinados tipos de bebidas também possui um impacto importante no branco dos dentes. O café, por exemplo, tem uma cor muito forte, o que suja os dentes. O mesmo costuma acontecer com o vinho, além de determinados tipos de refrigerantes. 

Confira alguns cuidados que as pessoas devem ter quando realizam um clareamento dental:

Fique longe dos alimentos com muitos corantes

Os corantes, tanto os naturais quanto os artificiais, acabam tendo um impacto importante na aparência dos dentes de uma forma geral. Afinal de contas, a tarefa deles é realmente dar uma cor para um determinado alimento. O problema é que essa cor pode acabar ficando nos dentes de quem consome essa comida ou bebida.

Dentre os alimentos que consumimos no dia a dia e que costuma ter uma grande quantidade de corantes estão vinho e suco de uva, sucos artificiais muito coloridos, refrigerante, café, açaí e alimentos com betacaroteno, como o tomate, a cenoura, a abóbora e a beterraba. Na dúvida, peça sempre uma lista de alimentos que devem ser evitados para o seu dentista. 

Cuidado também com os alimentos ácidos

Além dos alimentos que tenham uma grande quantidade de pigmentos coloridos na sua composição, é importante também tomar um pouco mais de cuidado com os alimentos considerados mais ácidos. Isso porque os dentes tendem a ficar mais porosos depois de tratamentos de clareamento que são feitos nos consultórios. Com isso, eles tendem a sofrer mais com os alimentos ácidos.

Quando o dente mais sensível entra em contato com o ácido dos alimentos, é possível que exista uma corrosão do esmalte natural dos dentes, o que pode fazer com que surjam até mesmo buracos na camada mais superficial. Na lista estão itens como abacaxi, laranja, acerola e também o limão, que é considerado como um dos alimentos naturais mais ácidos que podem ser encontrados nas mesas das pessoas em diversas regiões do planeta. 

Nem todos os antissépticos ajudam

Os antissépticos buscais costumam ser itens bastante recomendados pelos dentistas. De uma forma geral, eles ajudam a reduzir um pouco a quantidade de germes e bactérias que podem ser encontradas na boca das pessoas no dia adia. E, com isso, acaba diminuindo um pouco as consequências das ações destes agentes, incluindo infecções. 

Por outro lado, alguns destes famosos líquidos podem acabar atrapalhando alguns tratamentos, especialmente o clareamento. É preciso tomar mais cuidado especialmente com os líquidos que são mais coloridos, pois estes podem acabar tendo um impacto mais significativo do esmalte. 

Espere um pouquinho para escovar os dentes

Clareamento dental: dicas e cuidados para o tratamento

Todo mundo sabe que um dos cuidados mais importantes que as pessoas precisam ter para cuidar dos seus dentes é realizar a escovação sempre depois de cada uma das refeições principais feitas ao longo do dia. Mas, não é recomendado que as pessoas realizem este procedimento de limpeza logo depois do final da refeição. 

O ideal é esperar um tempo curto para que a escovação seja realizada, o que pode ser algo em torno de 20 ou 30 minutos. Dessa forma, a placa será neutralizada e os ácidos não serão espalhados pela boca. Mas, é importante que este tempo não passe muito disso, pois neste período os germes e as bactérias podem começar a fazer a festa na boca. 

Utilizar um canudo pode ser uma boa opção

Nos últimos anos, o canudo acabou se tornando um dos grandes inimigos dos ambientalistas. Na verdade, ele se tornou o símbolo de um utensilio que não acaba tendo muita serventia, mas que é muito utilizado pelas pessoas e que contribui para a poluição ambiental. Mas o acessório pode ser muito útil para as pessoas que fazem clareamento dental. 

O canudo vai evitar que as bebidas tenham contado direto com os dentes dos pacientes, especialmente os da frente. Com isso, a tendencia é que os pigmentos coloridos tenham menos incidência nos dentes. 




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: