Topo

Dicas para conservar e aumentar o leque de utilidade do vinagre

4.00 / 5 - 2
Comente

Quando vamos à sessão de temperos de um supermercado, nos deparamos com inúmeras opções que podem e devem ser usadas em diferentes tipos de pratos, mas na pressa, muita gente acaba optando por seguir a rotina, ou seja, optar pelos produtos mais tradicionais.

Prova disso é que grande parte da população não sabe ao certo a diferença entre os diversos tipos de vinagres que estão à disposição nas prateleiras dos supermercados.

E afinal, para que serve tantos tipos de vinagres? Eles são úteis apenas no preparo das saladas? E como são feitos? Se você não sabe a respostas para essas questões, veja essas e outras logo a seguir.

Entenda um pouco mais sobre o vinagre e sua utilidade

Dicas para conservar e aumentar o leque de utilidade do vinagre

Do que é feito o vinagre?

Veja também:

A palavra vinagre, vem do francês vin aingre, que quer dizer, vinho azedo, sendo o resultado da fermentação do álcool por leveduras, o que termina oxidando o ingrediente a ponto dele virar vinagre.

Isso quer dizer que seu ingrediente base mais comum é o vinho. Vale dizer, no entanto, que o vinagre também pode ser produzido com maçã ou arroz, sendo esses os tipos mais comuns em prateleiras do Brasil.

Vale a pena investir em vinagres?

Alguns vinagres, devido a seus métodos de produção e matéria-prima, geram um gasto maior, como por exemplo o Aceto Balsamico di Modena, popularmente conhecido como o vinagre balsâmico.

O produto original possui um perfume bem característico e é fabricado a partir das uvas brancas colhidas na região de Modena, na Itália. Esse tipo de vinagre é muito versátil, podendo ser usado em preparos de sobremesas ou drinques.

Outro vinagre que vale o investimento é o vinagre xerez, típico da Espanha, e como o nome já diz, ele é produzido a partir do vinho xerez e possui um sabor delicado, podendo ser usado como tempero para aromatizar pratos e como calda de sobremesa, nesse último caso, ao ser reduzido em panela com açúcar.

Versão oriental

Os asiáticos gostam de temperar seus alimentos com algo que puxe para o azedo, podendo ser um vinagre bem específico para essa finalidade, como por exemplo, o vinagre de arroz. É quase que algo obrigatório em alguns pratos japoneses, dentre eles o arroz de sushi. Ele também pode ser usado para deixar seu vinagrete mais suave.

Vinagre de maçã

Atualmente o vinagre de maçã é mais usado como produto de beleza ou na dieta, o que muitos não sabem é que o vinagre de maçã pode dar um toque agridoce em alguns pratos e molhos para carne. Esse tipo de vinagre pode ser usado também em receitas de sobremesas, como por exemplo, a torta de maçã, que dá um toque de leveza à massa.

Como conservar

Agora, uma das coisas mais importantes a saber sobre a conservação de seu vinagre, é: jamais deixe ele exposto à luz solar, pois assim ele tende a estragar mais rapidamente. O ideal é que ele seja armazenado em galheteiro de vidro ou cerâmica, e sejam sempre guardados em local escuro e seco.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: