Topo

7 dicas simples e práticas para preparar receitas com vinho

Comente

O vinho é certamente a melhor bebida na hora de acompanhar diferentes tipos de pratos, até porque, uma generosa taça de vinho combinada com massa, carne, refogados e assados tende a ser uma boa pedida, desde é claro, que saiba combinar o tipo de vinho com o prato preparado.

Mas além disso, o melhor de tudo é também é possível colocar a bebida no preparo da comida, dando um toque especial ao prato. Se você deseja dar um toque especial ao seu prato como os chefs de cozinha, portanto, é hora de conferir algumas dicas para arrasar na cozinha.

Dicas importantes para usar o vinho na cozinha

7 dicas simples e práticas para preparar receitas com vinho

Pré preparo do prato

Sim, ainda no pré preparo de seu prato é possível usar um vinho antes de levar o alimento ao fogo. Você pode usar a técnica de marinada, que é normlamente feita com carne. Nela você deixa o alimento temperado e com um pouco da bebida para dar sabor e amaciar. A dica é usar algo ácido, como vinagre, limão ou vinho e adicionar temperos aromáticos, como ervas e especiarias com o objetivo de amaciar, dando a ela um sabor especial.

O mesmo vinho

Veja também:

Nada de comprar um vinho ruim apenas para cozinhar, a regra é simples: “cozinhe com um vinho que você beberia”. Os vinhos muito baratos podem ter acidez muito alta, camuflando os sabores mais delicados da receita.

De olho nas cores

Outra regra que alguns chefs seguem é combinação das cores, como, por exemplo, “carne branca é com vinho branco”; “carne vermelha é com vinho tinto”. Essa é uma das melhores dicas para os iniciantes, pois é impossível errar.

Use com cautela

O vinho é um bom aliado para dar sabor e perfume ao prato, porém, se não for usado com moderação pode colocar a receita a perder. A medida deve ficar sempre entre um shot e uma taça.

Versatilidade

O vinho combina perfeitamente com diferentes tipos de pratos, porém, cada prato requer um pouco de atenção com o tempo de preparo, uma vez que o álcool da bebida precisa evaporar e isso pode levar um pouco mais de tempo em algumas receitas. A palavra de ordem, portanto, é paciência. Se não obedecer o tempo de evaporação poderá não obter o efeito desejado para o prato.

Atenção ao tipo de panela

Ao cozinhar com vinho, jamais faça isso usando panela de alumínio, de cobre ou de ferro, uma vez que esses materiais podem reagir com o ácido do vinho deixando o prato mais ácido, prefira as panelas de inox.

No acompanhamento

Outra forma deliciosa de usar o vinho na cozinha é investir em molhos e reduções, o que na verdade é cozinhar lentamente um molho para para deixá-lo mais concentrado e torná-lo mais encorpado, isso fica muito bom usando vinho. Com essa técnica o molho se torna uma companhia perfeita para carnes mais gordas, como por exemplo, a costela.

A dica é prepará-la com o vinho do Porto, que é mais licoroso. Já para carnes mais magras, como filé mignon e patinho, a dica é diluir a redução usando uma outra base, como por exemplo, o caldo de carne.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: