Topo

Confira algumas das músicas mais importantes de Charles Aznavour

Comente

O mundo perdeu um dos músicos mais importantes da história da França e que acabou se tornando um dos mais expoentes no mundo inteiro. O francês Charles Aznavour faleceu aos seus 94 anos de vida, tendo 80 deles dedicados completamente a sua carreira. Ao longo destes anos, ele vendeu um total de 100 milhões de discos.

Frequentemente o artista era comparado ao músico Frank Sinatra, tanto pelo estilo das suas músicas quanto também em relação ao poder das suas letras. Uma das marcas do repertório do cantor é o tom nostálgico. Como compositor, criou músicas para artistas como Edith Piaf

O cantor nasceu sob o nome de Shahnour Varinag Aznavourian. Ele era filho de pais armênios, que moravam em Paris. Além de se tornar um dos músicos mais importantes do país, ele acabou fazendo uma carreira de sucesso no cinema, chegando a um total de 60 filmes. Chegou a ganhar ao prêmio especial do Festival César, que é considerado como o “Oscar da França”.

Veja também:

Dentre os filmes em que ele esteve presente estão: "A Passagem do Reno" (1960), "O Último dos Dez" (1974), baseado em livro de Agatha Christie, "O Tambor" (1979), vencedor do Oscar de Filme Estrangeiro, e "Os Fantasmas do Chapeleiro" (1982). Também dublou o protagonista de "Up - Altas Aventuras", Carl Fredricksen, na versão em francês da animação da Pixar.

Confira algumas das músicas mais importantes da careira de Charles Aznavour:

She (1974)

A música originalmente tinha o nome de "Tous les visages de l'amour”, e logo depois ganhou uma versão em inglês. Chegou ao primeiro lugar na lista das músicas mais ouvidas na Inglaterra e ganhou uma versão gravada pelo britânico Elvis Costello, para o filme “Um Lugar Chamado Notting Hill”.

La Mamma (1963)

Essa canção também se tornou uma das mais importantes na história do cantor. A canção foi gravada pela primeira vez no ano de 1962, pelo grupo "Les Compagnons de la chanson". A versão de Aznavour é de 1964 e alcançou primeiro lugar na França em fevereiro daquele ano. Foi o primeiro trabalho do cantor a vender um milhão de cópias.

La Bohème (1965)

Se tornou não apenas uma das músicas mais importantes de Charles, quanto também uma das mais populares da França. A letra fala de um pintor que relembra os anos de juventude e boemia no bairro de Montmartre, em Paris.

Emmenez-moi (1967)

A canção fala da vontade que o narrador tem de escapar para os países mais ensolarados do mundo e fugir da miséria que é a sua vida cotidiana. Acabou ganhando uma versão em inglês, chamada “Take me along”.



Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: