Topo

5 artistas brasileiros da música eletrônica que você precisa conhecer

Comente

Música eletrônica é um gênero que ainda divide muitas opiniões no mundo, especialmente entre os especialistas? Será que algo que é produzido quase que completamente em dispositivos digitais pode ser considerado como música de verdade? O fato é que o gênero conquista cada vez mais seguidores ao redor do planeta, e conta com diversas vertentes. 

Falar em música eletrônica geralmente é ter como referência os músicos gringos, que acabaram se tornando muito famosos não apenas pelas músicas criadas, mas também por todo o cenário e pelas apresentações, que oferecem diversos recursos de efeitos especiais. 

Mas isso não significa que somente as pessoas de fora conseguem se dar bem neste tipo de gênero. Existem brasileiros que também conseguir se tornar grandes referencias quando o assunto é música eletrônica. Confira alguns:

Tropkillaz

Veja também:

Na verdade não se trata apenas de um artista, e sim de um duo formado pelos produtores brasileiros André Laudz e Zé Gonzales (Zegon). Este último já foi considerado como um dos DJs/produtores solos mais respeitados do Brasil, tendo uma carreira de mais de 20 anos e já tendo mais de 100 gravações. O Duo trabalha com um som que mistura Electro, Hip Hop, e amostras latino.

Jaloo

5 artistas brasileiros da música eletrônica que você precisa conhecer

Diretamente de Castanhal, no Pará, para o mundo, Jaime Melo acabou conquistando o seu espaço no mercado internacional justamente por produzir um som diferente de tudo o que se ouve por aí. A influência tencobrega e do pop atual acaba ditando boa parte do que pode ser ouvido nas suas composições. 

Alok

O Dj brasileiro se tornou um dos mais influentes no cenário nacional e também conquistou um grande espaço no exterior. Como produtor, conquistou destaque na cena nacional com estilo peculiar, traços underground's e grooves da house music com um estilo que prefere não ser categorizado.

The Drone Lovers

Um trio paulistano formado por Davis Genuino, Pedro Zopelar e Erica Alves, sendo que cada um acaba trazendo determinados elementos para a música como um todo. As composições misturam house, grum machines, guitarras, pianos, baixos, synths e vocais. Essa mistura aproxima muito as músicas do rock e do disco. 

Gui Boratto

O paulista começou a sua carreira no setor publicitário em 1993, mas a partir de 2005 começou a se dedicar as suas próprias produções e composições. O músico conta com inúmeras licenças com rótulas europeus respeitados, como Plastic City, Circle, Kompakt, Audiomatique, entre outros.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: