Topo

Como tratar o excesso de pelos em mulheres

Comente

Homens costumam ter uma grande quantidade de pelos espalhados por diversas partes do corpo. As mulheres também possuem pelos, mas em bem menor quantidade quando comparadas com as pessoas do sexo masculino. Mas determinados problemas de saúde podem fazer com que surjam mais pelos do que o esperado em mulheres.

O excesso de pelos que cresce no corpo de pessoas do sexo feminino é chamado de hirsutismo. Todas as pessoas têm pelos faciais e corporais. Apesar deste problema ser considerado embaraçoso para algumas, de uma forma geral eles não representam grandes problemas de saúde.

Como tratar o excesso de pelos em mulheres

Causas

As principais causas do aumento considerável na quantidade de pelos que podem surgir em determinadas mulheres estão diretamente relacionadas a um desequilíbrio hormonal. Essa grande quantidade de pelos nas mulheres geralmente está relacionado a um aumento na produção de hormônios sexuais andrógenos, que são os masculinos.

Veja também:

Existem alguns problemas de saúde que podem estar diretamente associados a este tipo de aumento de pelos, tais como Síndrome dos ovários policísticos; Síndrome de Cushing e também a Hiperplasia adrenal congênita. Além disso, alguns medicamentos também podem causar o problema, como aqueles que são utilizados para tratar a endometriose.

Tratamento

As mulheres que identificaram este tipo de problema em seus corpos ou então desconfiam de que a quantidade de pelos que elas possuem está acima do normal podem recorrer a alguns médicos para um diagnóstico, dentre eles um clínico geral, um endocrinologista ou então um dermatologista.

O tratamento geralmente é feito através da prescrição e posterior administração de alguns tipos de medicamentos. Dentre os mais utilizados estão os anticoncepcionais hormonais, os anti-andrógenos e também os cremes tópicos, que são aqueles que devem ser aplicados diretamente no local do crescimento do pelo.

Além disso, algumas mulheres que já possuem um estágio mais avançado do problema e que querem ou precisam remover estes pelos adicionais podem recorrer a alguns tipos de procedimentos, dentre eles a terapia a laser e a eletrólise. Mas estes procedimentos também devem ser recomendados pelos médicos, uma vez que não se trata de uma depilação convencional.

É recomendado também que as mulheres tomem alguns cuidados para não piorar a doença ou então para não criar outros problemas, tais como arrancar os pelos somente com pinça e a não utilização de produtos que prometem remover pelos sem recomendação médica, como cremes depilatórios.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: