Topo

6 dicas importantes para usar o pix com segurança

Comente

Nos últimos meses, a palavra “pix” se tornou parte do cotidiano de grande parte dos brasileiros, mas especialmente daqueles que realizam transações financeiras com uma certa frequência, tanto em relação aos pagamentos quanto também em relação aos recebimentos de valores, tornando este tipo de procedimento muito mais simples e seguro. Muitas dessas pessoas, inclusive, deixaram de utilizar o dinheiro em espécie. 

Para quem ainda não sabe do que se trata, o pix é um sistema que foi criado por empresas de tecnologia em parceria com o Banco Central do Brasil, cujo lançamento foi feito no final do ano de 2020. A proposta era conseguir unificar dados das mais variadas instituições financeiras, permitindo que as transferências de valores entre diferentes empresas aconteçam em tempo real. 

Mesmo sendo um sistema que foi autenticado e certificado em relação a sua segurança, é normal que tenham surgido diversas informações sobre fraudes que passaram a ser realizadas justamente com o pix, mas se aproveitando muito amis de questões humanas do que do sistema propriamente dito. 

6 dicas importantes para usar o pix com segurança

Veja também:

Para conseguir ter acesso a ao sistema Pix de uma forma mais segura, confira algumas dicas de segurança essenciais tanto para quem vai receber pagamentos quanto para quem vai realizar algum tipo de pagamento:

Confirme se sua instituição está cadastrada junto ao Pix

Antes de mais nada, é fundamental que as pessoas verifiquem se a instituição financeira está regularmente cadastrada junto ao sistema Pix. Essa é uma informação que pode ser encontrada diretamente no site do Bacen. De acordo com a instituição, foram mais de 700 empresas que já confirmaram sua participação, mas como surgem companhias novas que possuem contas digitais o tempo todo, é importante saber se elas estão regulares no Banco Central. 

Pesquise os canais oficiais do banco

Para que seja possível começar a realizar pagamentos e receber valores através do Pix, é importante realizar um cadastro, sendo que cada instituição financeira é livre para decidir como isso é feito. Neste caso, geralmente a instituição financeira acaba disponibilizando este tipo de cadastro através de um aplicativo, uma vez que as transações pelo pix podem ser feitas apenas através de dispositivos que estejam conectados na internet. Além disso, tome sempre muito cuidado ao clicar em qualquer tipo de comunicado que o banco envia, procurando sempre acessar as informações que estejam disponíveis diretamente nos canais oficiais. 

Não confunda as chaves com a senha do Pix

As pessoas conseguem receber e enviar pagamentos através das chaves de sistema, que podem ser definidas através de algumas informações pessoais cadastradas junto ao banco, como e-mial, CPF ou número de telefone. Além disso, existe a possibilidade também de gerar chaves únicas, com um conjunto de letras e números que podem ser compartilhados. Mas o que as pessoas nunca devem fazer é compartilhar qualquer dado que não seja a chave pública. Além disso, é importante que nenhum destes dados acabem sendo parecidos com as senhas utilizadas pelas pessoas para acessar seus sistemas bancários. 

Confira sempre a autenticidade dos QR Codes

Uma das formas de realizar pagamentos através do PIX é a leitura de QR Codes, que são códigos gerados que podem ser lidos através de uma câmera no celular e que vai entender os dados da conta que vai receber os valores. Mas é importante checar se o código está apontando para a conta correta, caso contrário as pessoas poderão estar enviando dinheiro para uma outra conta, tornando o processo de recuperação destes valores algo bem complicado de ser feito. 

Evite realizar pagamentos utilizando conexões públicas de internet

Como os usuários precisam sempre estar conectados na internet que permite com que as informações sejam recebidas e enviadas no momento da transação. Neste caso, o mais recomendado e seguro sempre é se certificar que a conexão esteja sendo feita com a conexão própria de dados do celular, como 3G, 4G ou similar. Ou seja, não é recomendado que as pessoas utilizem conexões públicas Wi-fi que estejam disponíveis no local da transação, pois elas podem acabar sendo consideradas como inseguras. A conexão pode acabar sendo captada por usuários maliciosos que também podem estar utilizando a mesma conexão. 

Feche sempre os aplicativos e mantenha os mesmos atualizados

Na maioria dos casos, especialmente os aplicativos que se preocupam com segurança, existe um período de inatividade que acaba encerrando as atividades do app, justamente para evitar o risco de que alguma pessoa que tenha acesso ao dispositivo possa mexer na conta do usuário. Mas nem sempre isso acontece. Por isso, é sempre recomendado que as pessoas encerrem suas sessões no aplicativo depois de cada utilização, através do sistema de fechamento de aplicativos disponível no seu smartphone. Além disso, é importante manter o aplicativo sempre atualizado, pois essas versões estão menos suscetíveis a falhas de segurança. 


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: