Topo

Ideias simples e práticas para estimular o bebê a falar suas primeiras palavras

Comente

Um dos momentos mais aguardado pelos pais é o das primeiras palavras do bebê. Isso porque além de ser muito fofo ouvir eles dizer pequenas palavras, a comunicação com a criança nessa fase começa a ser mais fácil.

Mas é necessário respeitar cada fase da criança sem forçar sua fala. Normalmente o bebê começa a pronunciar suas primeiras palavras aos 12 meses e com 18 meses eles já são capazes de pronunciar, no mínimo, 6 palavras. Aos 2 anos, já conseguem produzir frases com 2 palavras e aos 3 anos sentenças mais complexas.

Mesmo que a fala seja um processo natural do desenvolvimento da criança, no entanto, os pais podem dar uma forcinha estimulando isso de diferentes formas. Conheça a seguir algumas dicas.

Dicas para estimular a o bebê a começar falar

Conversar com o bebê ainda no ventre

Mesmo no período de gestação os pais devem conversar com o bebê, segundo especialistas, na 24ª semana gestacional, o bebê já pode ouvir/sentir os batimentos cardíacos e a voz da mãe.

Falar com o bebê no dia a dia

Conversar com o bebê logo após o nascimento, oferece ao bebê um ambiente confortável para o aprendizado, pois eles podem observar a forma com que os pais posicionam e articulam os lábios e a língua na hora da fala. Por isso é importante conversar com o bebê no dia a dia sobre o que está fazendo ou o que irá fazer.

Nomear ações

Para que o bebê possa ser estimulado, a conversa deve ser constante e ativa. Os pais então devem sempre explicar para os filhos o que estão fazendo desde cedo. Por exemplo: se o bebê está sendo amamentado, a mãe pode conversar sobre a importância de seu leite para ele; e na hora do banho pode dizer como é refrescante e bom tomar um banho. Além disso é bom sempre nomear as coisas que a criança tem acesso ou observa.

Associar palavras a movimentos rápidos

De acordo com especialistas, o desenvolvimento da linguagem ocorre com repetições de palavras. Normalmente as primeiras palavras são “sim” e “não” seguido do movimento da cabeça de forma negativa e positiva. Por isso é bom gesticular de forma simples de acordo com a palavra pronunciada para melhor entendimento da criança.

Leia também:

Nomear os objetos, partes do corpo e tudo mais

Especialistas afirmam que os melhores estímulos para o desenvolvimento da fala está em objetos e atividades do dia a dia, como em uma brincadeira, na hora de trocar de roupas e até na hora do banho, tudo pode ser uma boa oportunidade de aprendizado para seu bebê.

Na hora de tomar banho, por exemplo, sempre diga ao bebê o que está fazendo e que parte de seu corpo está sendo lavada, dizendo, agora estamos lavando o seu braço, depois a sua mão.

Dessa forma seu bebê irá associar a palavra à parte de seu corpo. Crianças com a fala estimulada dessa forma na primeira infância, costuma ter um QI elevado, porém, como dito antes, a conversa dever ser constante, para que a criança seja estimulada, diga sempre o que irá fazer ou o que está acontecendo, sempre mostrando ao seu filho, assim ele irá associar a palavra à ação.

Variar os tons de voz na hora de conversar

Outra coisa que faz grande diferença no desenvolvimento da criança é ouvir variação de tom na voz. Com isso o bebê aprende também a identificar emoções com a tonalidade da voz.

Crianças conseguem perceber assim diversas emoções, tais como alegria, raiva ou tristeza. E se o bebê perceber um sentimento que não o deixe confortável, logo ele irá demonstrar. No início a foma com que se fala com o bebê é sempre de forma muito carinhosa, porém, conforme ela vai crescendo o tom deve ser adequado ao comum.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: