Topo

7 conselhos que podem ajudar a melhorar o apetite das crianças

Comente

Por mais que você ensine seu filho a se alimentar de forma saudável desde cedo, ele provavelmente vai passar por uma fase em que vai preferir experimentar novos sabores e escolher seu próprio prato.

O problema disso é que as escolhas do pequeno nem sempre serão as mais nutritivas, algo normal, mas que deixa muitos pais irritados e dá margem para a famosa “birra”.

O melhor caminho para os pais, no entanto, é não abrir mão de encontrar maneiras diferenciadas para de convencer o filho sobre como comer de maneira correta. E para ajudar nessa missão, apresentamos a seguir algumas dicas. Confira!

Dicas importantes para aumentar o apetite da criança

Horários regrados

O tamanho do estômago de uma criança é bem diferente do de um adulto, por isso você não pode servir a mesma quantidade de alimento. Ou seja, se o almoço na sua casa é ao meio-dia, evite dar uma mamadeira para a criança perto desse horário, pois obviamente na hora do almoço ela não terá forme.

É sabido também que a criança aprende mais observando, por isso é importante fazer as refeições junto com a família, dessa forma ela irá observar o que os adultos comem e poderá se interessar por alimentos saudáveis espontaneamente.

É por essa razão que é importante sempre colocar à mesa alguns sabores novos e experimentá-los na companhia do seu filho. Assim você poderá ensinar à criança uma infinidade de alternativas de alimentos, mostrando que os sabores vão além de bife e batata frita.

Prato do tamanho certo

Durante a fase de crescimento da criança, é normal que em determinado momento ela passe a comer menos. Exemplo disso é que, se ainda no primeiro de ano de vida ela apresenta um rápido desenvolvimento, após completar um ano seu crescimento diminui a velocidade, isso significa consequentemente, que a quantidade de alimentos ingerido também pode diminuir.

Por essa razão não é necessário preocupação se seu filho passar a comer menos depois de um ano. De qualquer forma, para evitar preocupações ou problemas, o melhor mesmo é manter um acompanhamento com um pediatra verificando se o crescimento de seu filho está em um ritmo adequado, assim você minimiza a ansiedade e as expectativas em relação a quantidade de alimentos ingeridas por ele.

Leia também:

Dê exemplo

Como já dito antes, crianças aprendem mais observando do que ouvindo as regras e conselhos dos pais, por isso é importante que os hábitos alimentares da família sejam adequados, tudo para servir de exemplo para a criança.

Se os membros da família possuem o hábito de consumir refrigerantes, frituras e salgadinhos, e oferecem à criança algumas frutas, sucos, e legumes, obviamente ela vai adquirir resistência na hora de aceitar aquilo que lhe é oferecido, uma vez que foge aos hábitos da família. A mesma regra vale na hora de ampliar o paladar deles para além daquilo que a família consome.

A próxima vez que for passear no shopping, procure trocar a pizza ou o lanche gorduroso pela comida japonesa, que oferece diferentes tipos de vegetais e peixes.

Espante a preguiça

Você pode não acreditar, mas algumas crianças têm preguiça de comer. Quando elas estão entretidas com outras atividades, elas não sentem vontade de parar a brincadeira para se alimentar, ainda mais quando o prato está muito cheio e ela poderá levar mais tempo do que o previsto para comer.

Uma dica para ajudar nesse problema é usar o aumento gradual na quantidade de comida. Brincadeiras também são bem-vindas. Outra dica é misturar alimentos colocando o que ele menos gosta em menos quantidade, dessa forma ele acabará comendo sem perceber.

Doces do bem

Outra coisa muito comum na infância é a paixão precoce pelos doces. É natural que a criança tenha um paladar mais aguçado para os doces, por isso, em vez de se desesperar você pode usar isso ao seu favor, oferecendo alimentos doces e saudáveis, como as frutas.

Oferecer alimentos como chocolates, bolos e tortas, é algo que só deve acontecer de forma esporádica, dessa forma a criança irá aprender que esses alimentos não devem ser consumidos frequentemente.

Cozinhem juntos

Outra forma de incentivar seu filho a se interessar pelos alimentos é pedir que ele te ajude na hora do preparo. Criança adora ajudar na cozinha. Quando for fazer comida, portanto, convide seu filho a participar e peça sugestões para ele sobre como o alimento deve ser preparado, mas não deixe de direcionar o cardápio.

Dessa forma você pode mostrar a importância de balancear as refeições e de como consumir alimentos saudáveis, evitando os mais calóricos e com poucos nutrientes.

Educação alimentar

Muitos pais se desesperam com a falta de apetite das crianças e passam a usar estimulantes para abrir o apetite. Mas isso também deve ser evitado nos primeiros anos de vida, porque só fará você desperdiçar uma ocasião especial para desenvolver o paladar do seu filho. Não precisa forçar, pois quando ele sentir fome, ele vai procurar comida.

E é nesse momento que você irá apresentar as opções de alimentos saudáveis. Mas fique atento para os eventos que podem prejudicar a vontade de comer, como o desenvolvimento da dentição, por exemplo.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: