Topo

7 erros que devem ser evitados na busca por um novo emprego

Comente

Em tempos de crise como esse pelo qual o país atravessa, a procura por um novo emprego tende a ganhar ares de drama, por isso, minimizar ao máximo as chances de erro é algo fundamental a quem pretende ter sucesso na empreitada.

Sabendo disso, portanto, apresentamos a seguir uma lista de erros básicos que costumam ser cometidos na hora de buscar um novo trabalho. A relação leva em consideração a opinião de especialistas e ajuda aqueles que querem sair na frente da concorrência na disputa por vagas. Confira!

Os equívocos mais comuns na hora de procurar emprego

erros-na-hora-de-procurar-emprego

Procura aleatória

Na tentativa de aumentar as chances de conseguir um novo emprego, muita gente se desespera e acaba procurando vagas aleatoriamente, aceitando qualquer oportunidade que aparece. Isso, porém, tende a ser um grande erro.

Independente do momento vivido, o melhor é ter paciência para encontrar um emprego que possa acrescentar algo na carreira e onde o candidato consiga de fato ser útil à empresa.

Currículo “versátil” de mais

Na mesma vertente do primeiro da lista, temos aqui um erro clássico que não só faz o candidato jogar ao acaso a própria carreira, como pode limitar as chances de conseguir um emprego.

A maioria das grandes empresas preza pela contratação de profissionais capazes de atender necessidades específicas, então de nada adianta se candidatar a vários cargos em áreas diferentes ou colocar no currículo um monte de habilidades que não serão úteis naquilo que a empresa procura.

A dica, portanto, é colocar no currículo as especialidades que poderão servir na função pretendida e para a qual a empresa está oferecendo a vaga.

Desconsiderar a importância da tecnologia

Em pleno século XXI, ainda existem profissionais que se amparam apenas na própria experiência e se esquecem que a tecnologia pode ser grande aliada nesse novo mundo corporativo, o que naturalmente é um grande erro. Ficar parado no tempo e deixar de observar o que há de novo no universo virtual é pedir para ser ultrapassado pelos concorrentes.

Dito isso, é importante que o profissional se atente também para a sua presença online, atualizando seus perfis em redes sociais de maneira constante. Na atualidade a presença virtual acaba se tornando uma vitrine para mostrar às empresas todas as qualidades e defeitos.

Leia também:

Abrir mão da rede de contatos

A rede de contatos, hoje comumente chamada de “network” tem se tornado cada vez mais importante para quem deseja conseguir um bom emprego. Desconsiderar isso é reduzir as chances de se posicionar bem no mercado de trabalho.

Traduzindo para o popular, isso significa que é sempre bom conhecer profissionais e pessoas que possam eventualmente fazer indicações para cargos ou ajudar a mostrar aos empregadores que o candidato é de fato alguém focado e competente para atuar em determinada área.

Não conhecer a empresa pretendida

Aqui temos um erro clássico de muitos que pleiteiam uma vaga de emprego. Ele pode ser evitado com um mínimo de esforço e isso pode fazer toda a diferença, tanto na entrevista de emprego quanto na adaptação do profissional ao novo cargo após a contratação.

Dito isso, a dica então é buscar estudar detalhes sobre a empresa onde pretende trabalhar e se possível até esboçar algumas ideias de como poderá contribuir com a visão da mesma usando a própria experiência.

Chegar muito adiantado na entrevista

Ao chegar muito cedo em uma entrevista de emprego, o candidato demonstra certo desespero pela vaga, o que pela lógica pode significar que se trata de um profissional com pouco apreço no mercado.

Por outro lado, chegar atrasado é algo absolutamente fora de cogitação. Diante disso, especialistas afirmam que o tempo ideal para chegar à entrevista é cerca de 10 minutos antes da hora marcada. Isso é o bastante demonstrar profissionalismo e respeito.

Conferir o celular durante a entrevista

Esse é um erro gravíssimo que não deve ser cometido na entrevista de emprego. Checar o celular, ainda que seja para ver as horas (para isso o ideal é um bom relógio de pulso), demonstra falta de comprometimento e respeito à ocasião.

Na necessidade de prazo pré-determinado para a entrevista (emergências, compromissos familiares, etc), o candidato deve comunicar o entrevistador com antecedência para que no período da entrevista o foco seja apenas as questões profissionais inerentes ao emprego pleiteado.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: