Topo

"Mulher-Maravilha" estreia nos cinemas - Veja 5 motivos para ver o filme

Comente

Considerado um dos filmes mais aguardados do ano entre os fãs da cultura pop, "Mulher-Maravilha" chegou aos cinemas nessa última quinta-feira, dia 1º de junho. Inspirado nos quadrinhos da super-heroína da DC Comics, a obra mostra um pouco sobre a origem da personagem e sua trajetória enquanto amazona ainda na Ilha Temiscira. Mas isso não é tudo.

O longa também apresenta ao público uma história repleta de conflitos e guerras, se posicionando com propriedade no universo espandido da DC Comics no cinema, o que ganhou força a partir "Batman v Superman: A Origem da Justiça", obra que inclusive, apresentou ao público a "Mulher-Maravilha" de Gal Gadot.

Vale destacar ainda, que a produção chega com status de primeiro filme protagonizado por uma super-heroína dos quadrinhos nessa nova era do gênero nas telonas.

Veja também:

E se o que já foi dito até aqui não é motivo suficiente pra você se convencer de que vale a pena conferir a obra, não se preocupe, a seguir apresentamos outros bons argumentos pelos quais ela merece ser assistida. Confira!

Motivos para assistir "Mulher-Maravilha"

Atriz com passado militar na vida real

A protagonista do filme é a atriz Gal Gadot. Israelense, ela se alistou no exército – o que é obrigatório em seu país – ao completar 20 anos. Em sua trajetória ela se tornou treinadora física, permanecendo no cargo por dois anos.

O mais curioso é que, em declarações, Gal Gadot já sugeriu que o treinamento para o filme teria sido até "mais intenso" que o daquela época, o que mostra que dedicação não deve ter faltado da parte da atriz para entregar uma personagem digna do nome que carrega.

O filme não flerta com o clichê do "supervilão"

A esmagadora maioria dos filmes de heróis (leia-se quase todos os longas hollywoodianos), traz consigo um clichê clássico: o do "supervilão". Na prática trata-se de alguém que produz e controla toda a ameaça e os conflitos da trama, trazendo muitas vezes a premissa de "destruição da humanidade".

O filme da "Mulher-Maravilha", porém, buscou fugir desse contexto. Embora muitos nomes, naturalmente façam parte da lista negra da heroína, a história se desenha não com um "supervilão", mas com uma série de acontecimentos envolvendo diversos personagens e que acabam culminando na grande ameaça, que é a Primeira Guerra Mundial.

Diana chega a Londres quando as mulheres ainda estão conquistando direito ao voto

Diana Prince, que é o alter-ego da Mulher-Maravilha, em certo momento vai para Londres, e é aí que ela conhece Etta Candy, uma secretária que tenta lhe mostrar as peculiaridades da cidade em um tempo ainda pautado por grandes desigualdades. No decorrer da trama, é possível observar referências à luta das sufragistas pelo direito das mulheres ao voto.

Claire Underwood em "Mulher-Maravilha"?

Robin Wright, a atriz que dá vida à icônica personagem Claire Underwood na série "House of Cards" da Netflix, interpreta uma amazona em "Mulher-Maravilha". Ela é uma das responsáveis pelo treinamento da heroína, sendo ela uma general Antíope e tia de Diana.

Batalhas épicas

Como era de se esperar, o filme chega trazendo diversas batalhas, uma mais épica que a outra. Logo no começo do filme, por exemplo, há um confronto icônico na praia de Temiscira, envolvendo as amazonas e um grupo de soldados alemães que chegam pelo mar perseguindo o americano Steve Trevor, interpretado por Chris Pine.

A batalha inclui luta com armas de fogo, espadas, flechas e cavalos, apresentando uma das mais belas coreografias de combate do cinema nos últimos anos.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: