Topo

Gostou de "Como Eu Era Antes de Você"? Veja 9 opções de filmes no mesmo estilo

Comente

Para os fãs de filmes de romance com pitada de drama, a sensação do mês de junho é “Como Eu Era Antes de Você”. O filme estrelado por Emilia Clarke (Game of Thrones), traz a atriz na pele de Lou, uma jovem peculiar que se torna cuidadora e acompanhante de um banqueiro rico que se tornou cadeirante em virtude de um acidente.

A obra é inspirada no livro homônimo de Jojo Moyes e está em cartaz no Brasil desde o último dia 16 de junho, tendo liderado as bilheterias no fim de semana de estreia. Agora, embora essa seja a pedida do momento pra quem vai aos cinemas, esse está longe de ser o único filme capaz de agradar os fãs do gênero.

Ao longo dos anos, muitas foram as obras que apostaram em um drama romantizado para atrair a atenção daqueles que gostam de ver filmes com um lencinho do lado. E para ilustrar isso, vamos mostrar a seguir algumas opções incríveis que você provavelmente vai querer conferir.

Opções de filmes para fãs de “Como Eu Era Antes de Você”

Tudo por Amor (Dying Young, 1991)

Tudo por Amor (Dying Young, 1991)

Em primeiro lugar da lista, temos o filme com aquela que talvez seja o maior nome quando o assunto é filme de teor romântico. Estamos falando obviamente, de Julia Roberts, que transita das comédias aos dramas mais leves, desde que o romance esteja no ar.

A obra é inspirada no livro de Marti Leimbach e a atriz vive uma jovem que quer recomeçar a vida e começa trabalhar como cuidadora de um jovem com câncer, que por sua vez é vivido por Campbell Scott. Como você já deve ter imaginado, os dois se apaixonam e as coisas simplesmente acontecem de forma que o espectador fica com o coração apreensivo e apertado.

Um Amor para Recordar (A Walk to Remember, 2002)

Um Amor para Recordar (A Walk to Remember, 2002)

Famoso dentro desse subgênero, “Um Amor Pra Recordar” é o filme inspirado em obra de Nicholas Sparks, autor conhecido por trazer histórias sempre pautadas na premissa de um “amor sofrido”, por assim dizer.

Na produção, a filha do pastor e um rebelde infrator acabam encontrando em suas distintas personalidades, uma inesperada paixão. Pra piorar as coisas, a jovem é filha do pastor local, o que torna esse romance ainda mais improvável. E como se isso não fosse ingrediente suficiente, a garota ainda sofre com uma doença terminal.

Leia também:

Doce Novembro (Sweet November, 2001)

Doce Novembro (Sweet November, 2001)

E aqui temos o filme que traz em seu elenco nomes como Charlize Theron e Keanu Reeves. A obra é na verdade uma espécie de refilmagem de “Por Toda a Minha Vida” (1968), de Robert Ellis Miller.

Assim como no exemplo anterior, o filme traz um inusitado romance entre pessoas de perfis bem distintos. E as semelhanças não param por aí. Um dos personagens também é doente terminal com câncer.

Apesar dos clichês e do filme até ter sido indicado ao “Framboesa de Ouro” em três categorias (pior ator, pior atriz e pior refilmagem ou sequência), ele costuma agradar as românticas de plantão.

Diário de uma Paixão (The Notebook, 2004)

Diário de uma Paixão (The Notebook, 2004)

E eis aqui outro filme adaptado de uma obra de Nicholas Sparks. Trata-se de um intenso romance estrelado por Ryan Gosling e Rachel McAdams. Na prática, é como uma espécie de “Romeu e Julieta” ambientada nos anos 40, onde um jovem apaixonado e pobre, começa a se relacionar com uma burguesa, enfrentando a partir daí toda sorte de empecilhos.

Para coroar a obra, a história mostra também o depois, com o casal sendo vivido por James Garner e Gena Rowlands, enfrentando o seu alzheimer.

50% (50/50, 2011)

50% (50/50, 2011)

Agora, esse é um longa onde um rapaz doente vive um drama extremamente sério. Com um câncer agressivo, o personagem vivido por Joseph Gordon-Levitt é deixado por sua egoísta namorada interpretada por Bryce Dallas Howard, que por sua vez, não quer ter de lidar com os novos problemas do jovem.

Em meio a esse cenário, cabe ao amigo alto astral vivido por Seth Rogen, a missão de animá-lo e fazê-lo seguir com sua vida. O filme tem um roteiro sensível e muito bem trabalhado, trazendo ainda uma enorme carga dramática em todo o seu desenvolvimento. Talvez essa seja a melhor opção dessa lista.

Amor Louco (Mad Love, 1995)

Amor Louco (Mad Love, 1995)

E aqui temos um filme protagonizado nos anos 90 pelos ainda jovens, Chris O´Donnell (então com 25 anos) e Drew Barrymore (que tinha 20 anos). Os protagonistas vivem estudantes que apesar das diferenças, acabam se apaixonando.

Enquanto ele vive o jovem Matt, um rapaz todo certinho, ela é Casey (nome que curiosamente é o mesmo da primeira vítima do filme Pânico, vivida pela própria atriz – que bela referência), uma garota um tanto quanto “aventureira”, por assim dizer.

Com sérios problemas comportamentais, a garota acaba internada em um hospital psiquiátrico, sendo resgatada prontamente por seu nobre cavaleiro. Juntos, eles descobrem mais tarde que ela na verdade tem um grave transtorno bipolar.

Antes que o Dia Termine (If Only, 2004)

Antes que o Dia Termine (If Only, 2004)

Este provavelmente é o filme menos conhecido dessa lista aqui no Brasil. Isso porque, trata-se de um filme produzido para TV norte-americana. Ele traz a atriz Jennifer Love Hewitt na pele da protagonista, uma musicista americana que vive em Londres com o marido Ian, vivido por Paul Nicholls.

Em meio a uma série de dificuldades na relação, a personagem acaba por sofrer um grave acidente de trânsito. Na manhã do outro dia, o casal recebe uma nova oportunidade de consertar as coisas. Trata-se de um filme bem trabalhado e que trouxe elementos importantes, mais tarde utilizados inclusive, em suspense romântico vivido por Sandra Bullock.

Um detalhe interessante é que o diretor é Gil Junger, que se você não sabe, foi também responsável pelo aclamado “10 Coisas que eu Odeio em Você” (1999).

Para Sempre (The Vow, 2012)

Para Sempre (The Vow, 2012)

Apesar de muita gente acreditar que “Para Sempre” é outro filme inspirado em obra de Nicholas Sparks, o fato é que não é o caso. Ele até conta com atores característicos de produções baseadas em livros do autor, como por exemplo, Rachel McAdams (Diário de uma Paixão) e Channing Tatum (Querido John), mas a coisa para por aí.

A história do filme traz a trajetória de um jovem que deve lidar com a triste realidade que se desenha diante de si. Ele se envolveu em um acidente de carro com sua esposa e todas as lembranças que ela tinha dele foram apagadas da memória.

Soma-se ao drama o fato de os pais da esposa tentarem resgatar a filha para longe do marido, enquanto este por sua vez, tenta de toda forma reconquistar o coração da amada.

O Lado Bom da Vida (Silver Linings Playbook, 2012)

O Lado Bom da Vida (Silver Linings Playbook, 2012)

E por fim temos aqui aquele que, ao menos até o momento, é o único filme da lista que já foi indicado ao Oscar – “Como Eu Era Antes de Você” ainda tem chances de ganhar espaço na premiação. “O Lado Bom da Vida” é protagonizado por Jennifer Lawrence e foge dos clichês do subgênero, trazendo uma história onde um dos grandes conflitos é a bipolaridade.

Depois de flagrar a traição da esposa, um professor chamado Pat, acaba internado em um hospital psiquiátrico. Atormentado, ele acaba descobrindo na amizade de Tiffany, um refúgio para seus demônios. A nova amiga é uma viúva recente igualmente atormentada que usa o sexo como forma de escape. O filme é inspirado em obra de Matthew Quick.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: