Topo

5 personagens marcantes do cinema em 2016

2.50 / 5 - 2
Comente

Um personagem bem construído pode fazer maravilhas em um filme, tornando-se simplesmente inesquecível. E o detalhe é que nem sempre o grande destaque da obra é o protagonista, ou seja, há sempre aquele personagem que, por mais secundário que pareça em um primeiro momento, mostra toda sua capacidade e logo consegue “roubar a cena”.

Foi isso que aconteceu em muitos filmes de 2016. Apesar de em muitas ocasiões os protagonistas confirmarem as expectativas depositadas sobre eles, não faltaram bons personagens que, mesmo no segundo plano, se sobressaíram e contribuíram para o sucesso da obra, evitando também que ela se transformasse em um fracasso maior, na pior das hipóteses.

E agora como já estamos nos últimos dias do ano, portanto, chegou a hora de relembrar alguns dos personagens mais marcantes dos últimos 12 meses no cinema. Confira!

Personagens que marcaram o cinema em 2016

Jaylah (Sofia Boutella) – Star Trek: Sem Fronteiras

Marcado por blockbusters e sequências de franquias famosas, o ano de 2016 trouxe algumas novidades pontuais para os fãs da cultura pop. Uma delas, por exemplo, foi a forte personagem Jaylah, de Star Trek: Sem Fronteiras.

Interpretada pela algeriana Sofia Boutella, ela demonstrou muita força, se tornando uma grata surpresa para o público em geral. A guerreira foi baseada em Jennifer Lawrence no filme Inverno da Alma – a personalidade feminina ganha cada vez mais destaque ao redor do mundo. E foram, inclusive, as declarações do roteirista, Simon Pegg, que deixaram clara essa inspiração.

Não bastasse a força da Jaylah em cena, a personagem ganhou destaque também por sua maquiagem, que certamente vai fazer sucesso entre cosplayers ao redor do mundo.

Batman (Ben Affleck) – Batman v Superman

Batman v Superman: A Origem da Justiça, foi um filme que dividiu opiniões: de um lado a crítica, que em sua maioria não conseguiu captar a essência da obra devido à quantidade de “fanservice” e sua complexidade – fugindo à regra de um blockbuster comum que entrega tudo “mastigado” para o espectador – do outro lado os fãs de quadrinhos e o público em geral, que em sua maioria, não só compreenderam como aprovaram as ideias apresentadas pelo filme.

Independente da opinião de cada parte em relação ao todo, no entanto, um importante aspecto foi quase que consenso entre aqueles que assistiram o filme: ele apresentou o melhor Batman do cinema. O personagem interpretado por Ben Affleck foi fiel não só no aspecto visual, mas também na personalidade e nas ações do herói mais famoso da DC Comics.

Leia também:

Michelle (Mary Elizabeth Winstead) – Rua Cloverfield, 10

Aqui temos uma personagem forte que foi um dos destaques do ano. O thriller gelado mostra uma mulher que, após um acidente de carro, acorda em um quarto subterrâneo na companhia de um homem estranho e temperamental que garante tê-la salvo de um apocalipse que dizimou a humanidade.

Desconfiada de que na verdade está sendo mantida em cativeiro, ela busca a verdade sobre o que realmente aconteceu, e a verdade pode ser pior do que ela imagina. Os destaques da obra são as excelentes atuações, o bom roteiro e a direção, no mínimo competente. E o ponto alto é, naturalmente, a emblemática Michelle.

Judy Hopps (voz de Ginnifer Goodwin) – Zootopia

Hoje em dia já não é tão fácil criar um personagem interessante em um filme de animação, mas Zootopia conseguiu fazer isso com certo brilhantismo. O destaque ficou por conta de Judy Hopps, uma coelha que luta contra tudo e todos para atingir seu objetivo de ser uma policial, a primeira de sua espécie em tal cargo.

Para realizar seu sonho ela precisa superar até mesmo o desejo da família, que deseja que ela trabalhe no campo com eles. A pequena e valente coelha, no entanto, não desiste e luta até as últimas consequências para ser bem-sucedida em sua carreira, encarando altas aventuras e fazendo bons amigos no caminho.

Wade Wilson (Ryan Reynolds) – Deadpool

E os fãs da cultura pop tiveram outro grande motivo para comemorar: a adaptação de Deadpool para as telonas foi um estrondoso sucesso. O mercenário tagarela ganhou vida por meio de Ryan Reynolds, que parece ter nascido para o papel.

No que diz respeito à história, a obra não apresenta nada de muito novo em relação a outros filmes de origem inspirado nos quadrinhos. Isso torna ainda mais valiosa a participação do protagonista, que segura praticamente sozinho o sucesso do filme, contando com a ajuda de artifícios como a irreverência e a quebra da quarta parede.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: