Topo

4 coisas cientificamente certas e 4 erradas na saga Star Wars

Comente

Hoje em dia existem poucas pessoas no mundo que podem afirmar que nunca sequer ouviram falar de Star Wars. A sequência de filmes acabou se tornando uma das sagas mais importantes e lucrativas da história não apenas do cinema, mas também em uma série de outras mídias que ganharam versões das suas histórias. A quantidade de fãs é tão grande ao redor do mundo que existe até mesmo um dia específico para as comemorações, o Star Wars Day, no dia 4 de maio.

Toda a ideia original deste universo foi criada por George Lucas, e o primeiro filme estreou oficialmente no dia 25 de maio de 1977. O cineasta já revelou diversas vezes que encontrou muita resistência para produzir uma sequência de filmes com uma aventura no espaço, mas os três filmes originais se tornaram um verdadeiro marco na cultura pop. 

Como se trata de uma ficção, várias das ideias que foram colocadas nos filmes acabam sendo completamente contrárias daquilo que a ciência afirma ser realidade. Mas também existem alguns dos elementos que aparecem na série que possuem um fundo de verdade científica, sendo que essas teorias até mesmos e tornaram mais populares a partir do sucesso dos filmes. 

Confira 4 coisas cientificamente certas e outras 4 coisas cientificamente erradas da série de filmes Star Wars:

Explosões no espaço (ERRADO!)

Veja também:

Com uma trama cheia de ação, com espaçonaves de um lado para o outro e com muitos tiros sendo disparados, é natural que a trama tenha uma série de explosões. Mas a forma como elas são mostradas no cinema realmente não acontecem no espaço. Em primeiro lugar, existe a questão do barulho, que realmente não existe, já que o som não consegue se propagar em função do vácuo. Já as grandes explosões também não acontecem, em função da falta do oxigênio. Na verdade, as explosões seriam mais parecidas com um flash. 

Hiperespaço (ERRADO!)

O hiperespaço é uma teoria muito explorada no universo de filmes Star Wars, criado basicamente como um mecanismo que permite com que as aeronaves consigam se movimentar rapidamente e ter acesso a diferentes locais do universo, o que acaba tornando mais dinâmica a história. Ele só pode ser alcançado quando algo se movimenta em uma velocidade próxima a da luz, mas isso é praticamente impossível de acontecer no mundo real. 

Desvio dos tiros a laser (ERRADO!)

Os lasers também se tornaram uma verdadeira marca dos filmes Star Wars. Basicamente todas as armas que aparecem na trama disparam laser. Mas, se isso realmente existisse na vida real, o laser não seria visto. Mas, mesmo que se fosse possível uma arma com laser, seria impossível desvia destes tiros devido a alta velocidade que ele se propaga. 

Sabre de luz (ERRADO!)

Para a tristeza de todo mundo, realmente a ideia de um sabe de luz não seria possível se tornar realidade no nosso mundo. Não existe uma forma de ter o controle do laser em uma área delimitada da forma como aquelas armas possuem. Ou seja, ele queimaria tudo o que está ao redor. 

Outros planetas habitáveis (CERTO!)

Ainda não encontramos outro planeta que tenha vida inteligente, mas os cientistas estão cada vez mais convencidos de que realmente outros planetas habitáveis existem por aí. O que falta apenas são recursos para que os humanos consigam explorar. 

Sol duplo (CERTO!)

O famoso segundo sol que aparece em determinados planetas de Star Wars e que também já foi até mesmo citado em algumas músicas do nosso planeta, não existe na Terra. Mas isso não significa que não tenham planetas que acabam tendo este tipo de características. Existem diversos planetas que podem ser localizados inclusive em nossa galáxia que orbitam em torno de mais de uma estrela. Estes planetas inclusive receberam um nome: planetas circumbinários. 

Projeções 3D (CERTO!)

As projeções como nós vemos nos filmes estão cada vez mais próximas de realmente se tornar realidade em nosso dia a dia, ainda mais com o avanço contínuo das tecnologias de Realidade Aumentada e também de Realidade Virtual. Já foram feitas até mesmo apresentações musicais com projeções de artistas que já tinham morrido. 

Robôs (CERTO!)

Mesmo que ainda não existam robes que sejam plenamente conscientes como no filme, parece que toda a base tecnológica necessária para este tipo de criação já está disponível para os humanos. O que falta apenas é aperfeiçoar questões de processamento de dados para que, em breve, possamos ter nossos próprios R2-D2. 


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: