Cifra da música: Refrão de Bolero - Engenheiros do Hawaii

Esse cifra de Engenheiros do Hawaii já foi acessado por 3288 pessoas.

5.00 / 5 - 1
Comente

A música Refrão de Bolero fez muito sucesso quando foi gravada por Engenheiros do Hawaii. Quer conhecer a letra dela? Veja a letra de Refrão de Bolero e cante.

Veja também o vídeo da música tocada.


De: Humberto Gessinger 
Tom: Bm 
Intr.: Bm F#m G A 

      Bm         F#m                  A 
e|-----------|---------|----------|--------||
B|----2p0----|--2------|--0-------|-----2--||
G|---------4-|-----2---|----2-0---|----2---||
D|-----------|----2-2--|-------0--|--2-----|| 2 vezes
A|0-2--------|---------|----------|--0-----||
E|-----------|--2------|--3-------|--------||

      Bm         F#m        G
e|-----------|---------|-----------|---------||
B|---3p2-----|--2------|--2--------|--5------||
G|-------4---|-----2---|------0----|-----6---||
D|--------4--|----2-2--|----0---0--|----7-7--|| 
A|---2-------|---------|-----------|--0------||
E|-----------|--2------|--3--------|---------||

Bm                F#m 
Eu que falei nem pensar 
 G                  E/G# 
Agora me arrependo roendo as unhas 
A 
Frágeis testemunhas 
      A#º 
De um crime sem perdão 
     Bm           F#m 
Mas eu falei sem pensar 
G                       E/G# 
Coração na mão, como o refrão de um bolero 
            A 
Eu fui sincero 
               A#º 
Como não se pode ser 
    Bm               F#m 
Um erro assim tão vulgar 
 G 
Nos persegue a noite inteira 
  E/G# 
E quando acaba a bebedeira 
  A              A#º 
Ele consegue nos achar 
    Bm F#m 
Num bar, 
        G 
Com um vinho barato 
   E/G# 
Um cigarro no cinzeiro 
       A                 A#º 
E uma cara embriagada no espelho do banheiro 
Bm  F#m    G          A 
Ana,  teus lábios são labirintos 
Bm F#m 
Ana 
       G               A             Bm  F#m 
Que atraem os meus instintos mais sacanas 
      G              A 
Teu olhar sempre distante 
            Bm  F#m G A 
Sempre me engana 
Bm                  F#m 
Eu que falei nem pensar 
  G              E/G# 
Agora me arrependo roendo as unhas 
A 
Frágeis testemunhas 
     A#º 
De um crime sem perdão 
   Bm              F#m 
Mas eu falei sem pensar 
G                        E/G# 
Coração na mão, como o refrão de um bolero 
            A 
Eu fui sincero 
                A#º 
Como não se pode ser 
  Bm                 F#m 
Um erro assim tão vulgar 
 G 
Nos persegue a noite inteira 
  E/G# 
E quando acaba a bebedeira 
  A                A#º 
Ele consegue nos achar 
    Bm F#m G E/G#  A A#º 
Num bar 
Bm F#m      G           A 
Ana,   teus lábios são labirintos, 
Bm F#m 
Ana 
    G                      A       Bm  F#m 
Eu sigo a tua pista todo dia da semana 
   G                    A         Bm  F#m G A  (Riff) solo 
Eu entro sempre na tua dança de cigana 

Riff
e|---------------------|---------------------||
B|---------------------|---------------------||
G|---------------------|---------------------||
D|---9-9/11-12-11-9-11-|---9-9/11-12-11-9-15-||
A|--9------------------|--9------------------||
E|-7-------------------|-7-------------------||
       2 vezes     

Bm F#m       G           A 
Ana,    teus lábios são labirintos, 
Bm F#m 
Ana 
       G                 A            Bm F#m 
Que atraem os meus instintos mais sacanas 
       G              A                Bm F#m G A 
Teu olhar sempre distante  sempre me engana 
   G                       A       Bm F#m 
Eu sigo a tua pista todo dia da semana 
     G                Bm     F#m 
Todo dia, todo dia da semana 
    G                   A         Bm F#m 
Eu sigo a tua pista todo dia da semana 
G A Bm F#m... 
Ana 

Nem pensar... 

(solo) 
overdrive.  3:33 - 4:27
e|----------------------------------------------10b|
B|------------------------------------------7~--11b|
G|-----------0h2-2-4~-------------------4-4--------|
D|-4-----2-4---------------------------------------|
A|-2-2-4----------------5---9-7b--5-5-5------------|
E|----------------------3--/7-----3-3-3------------|

e|----------------------------------------|
B|---12-10--------------------------------|
G|---------12-9---9-12-9-7----------------|
D|--------------12---------9-7-5-7----4---|
A|---------------------------------7--2---|
E|----------------------------------------|

e|-------------------------------------------------------|
B|-------------------------------------------------------|
G|---------------------6-7-9-6~---9-8~---11-9~----11-9b-7|
D|--------------6-7-9-----------7------7--------9--------|
A|-5-5------7-9------------------------------------------|
E|-3-3--7-9----------------------------------------------|

e|-------------------------------------|
B|--------------------------------9-7br|
G|------9-8~---7-9-11-9br--11-9-7------|
D|-9--7------7-------------------------|
A|--9----------------------------------|
E|-------------------------------------|

e|--------------------------------------------------|
B|---11b-11-8----9--------------7br-------7b-10p7-7-|
G|-5----------11---11-9-11-9--------9-7-------------|
D|---------------------------11---------9-----------|
A|--------------------------------------------------|
E|--------------------------------------------------|

e|-----14b-14-12----14--14-12----17-15-14-14-14b-22-21-19-21-19-17|
B|---------------15-----------15----------------------------------|
G|/11-------------------------------------------------------------|
D|----------------------------------------------------------------|
A|----------------------------------------------------------------|
E|----------------------------------------------------------------|

e|-14-12----14-10-12h14p12-12-----------------|
B|-------15-------------------12s14~--12/-----|
G|------------------------------------11/-----|
D|----------------------------------------9/--|
A|----------------------------------------7/--|
E|--------------------------------------------|
(solo por Jonatas Albino)


Versão ao Vivo:
---------------

Tom: Bm 
Intr.: Bm F#m G A (3x)
      (Com Violino e Baixo -- Intro)

Sugestão para a intro:

e |-------------------------------------|
B |-------------------------------------|
G |------4------------------------------| (2x)
D |----4---------4-------5-------7------|   
A |--2-----2---4-------5-------7--------|
E |----------2-----2-3-----3-5-----5----|

Bm F#m G A (1x)


(Duas Guitarras e Baixo -- Daqui em diante)


Bm                F#m 
Eu que falei nem pensar 
 G                  E/G# 
Agora me arrependo roendo as unhas 
A 
Frágeis testemunhas 
      A#º 
De um crime sem perdão 
     Bm           F#m 
Mas eu falei sem pensar 
G                       E/G# 
Coração na mão, como o refrão de um bolero 
            A 
Eu fui sincero 
               A#º 
Como não se pode ser 
    Bm               F#m 
E um erro assim tão vulgar 
 G 
Nos persegue a noite inteira 
  E/G# 
E quando acaba a bebedeira 
  A              A#º 
Ele consegue nos achar 
    Bm F#m 
Num bar, 
        G 
Com um vinho barato 
   E/G# 
Um cigarro no cinzeiro 
       A                 A#º                    ***
E uma cara embriagada no espelho do banheiro 
Bm  F#m    G          A 
Teus lábios são labirintos 
Bm F#m 
       G               A             Bm  F#m 
Que atraem os meus instintos mais sacanas 
      G              A 
E O teu olhar  
            Bm  F#m G A 
Sempre me engana 
G                     A       Bm F#m Em  G  A
Eu sempre caio nessa dança de ciganas

Bm                  F#m 
Eu que falei nem pensar 
  G              E/G# 
Agora me arrependo roendo as unhas 
A 
Frágeis testemunhas 
     A#º 
De um crime sem perdão 
   Bm              F#m 
Mas eu falei sem pensar 
G                        E/G# 
Coração na mão, como o refrão de um bolero 
            A 
Eu fui sincero 
                A#º 
Como não se pode ser 
  Bm                 F#m 
Um erro assim tão vulgar 
 G 
Nos persegue a noite inteira 
  E/G# 
E quando acaba a bebedeira 
  A                A#º 
Ele consegue nos achar 
    Bm F#m G E/G#  A A#º           ***
Num bar           'Hum hum'
Bm F#m      G           A 
Ana,   teus lábios são labirintos, 
Bm F#m 
Ana 
    G                      A       Bm  F#m 
Eu sigo a tua pista todo dia da semana 
   G                    A         Bm  F#m G A  (Solo 1)  (Bateria: daqui em diante)
Eu entro sempre na tua dança de cigana 'aaaah'
Bm F#m       G           A 
Ana,    teus lábios são labirintos, 
Bm F#m 
Ana 
       G                 A            Bm F#m 
Que atraem os meus instintos mais sacanas 
       G              A                Bm  F#m
Teu olhar sempre distante  sempre me engana 
       G                       A         
'Iê-iê' Eu sigo a tua pista todo dia 
      Bm F#m 
da semana
     G         A        Bm     F#m 
Todo dia, todo dia da semana 
    G                   A         Bm F#m 
Eu sigo a tua pista todo dia da semana 
G A Bm F#m 
     Ana 

G A Bm F#m (4x) (solo 2 até o final)

G        A               Bm   F#m G A
    o que eu falei foi sem pensar
         >Bm<   (Final)
FOI SEM PENSAR!

----------------------------------------------------------------------------------

Obs.: 
***  	-> Pequena pausa de todos os instrumentos de aprox. (quase) 2 segundos.
>Bm< 	-> Duas batidas ('tocadas' no violão e/ou guitarra) fortes.

Acordes:

A   - X02220
A#º - X12020
Bm  - X24432
E/G#- 422100  * Se quizer, para facilitar, use E (Mi), que não altera muito o efeito na música.
* E - 022100
F#m - 244222
G   - 320033









Quer fazer uma correção nesta cifra?







    Comentários (1) Postar um Comentário