Topo

Retrospectiva 2016: relembre momentos que marcaram o mundo da moda

1.00/ 5 - 1
Comente

Faltam poucos dias para o ano de 2016 chegar ao fim, e nesse final de ano, portanto, é momento de refletir sobre o que aconteceu de importante ao longo dos meses. E no que diz respeito ao mundo da moda, novidade é tudo o que não faltou. Sabendo disso, relembramos a seguir alguns dos grandes destaques da moda 2016. Confira!

Retrospectiva: os destaques da Moda 2016

LAB

O primeiro dia da temporada N42 do SPFW teve início com a estreia bombástica do Emicida no line-up do evento. A LAB, marca do rapper em parceria com o João Pimenta, apostou em um casting inteiro negro, com modelos de todos os tamanhos desfilando em sua passarela.

Ronaldo Fraga

O estilista brasileiro procura sempre tocar em questões importantes em seus desfiles. Na primeira temporada de 2016 do SPFW, Ronaldo Fraga usou sua passarela para dedicar uma homenagem aos refugiados pelo mundo inteiro.

Mas foi no segundo semestre que o designer conseguiu levar seu público às lágrimas. No Theatro São Pedro, as protagonistas de sua coleção foram mulheres transexuais.

C&A/ Avon

Em 2016, grandes marcas do varejo também usaram suas respectivas campanhas para falarem sobre a questão da diversidade. A C&A se posicionou com campanhas que incluíam todos os clientes nas propagandas, enquanto a Avon deixou claro para todos que a maquiagem era para quem quisesse, independente do sexo, cor ou classe social.

Christian Siriano

Christian Siriano chegou mostrando que seu discurso não é apenas pela publicidade. Ele que é sempre lembrado por ser um dos ganhadores de Project Runway, aceitou vestir a atriz Leslie Jones para a première de Caça-Fantasmas, isso quando muitos outros se recusaram a vesti-la por ela não se encaixar no padrão de beleza.

Leia também:

Ashley Graham

A modelo plus size gerou diferentes comentário por diversos motivos este ano. Ela desfilou a sua linha de lingerie no NYFW e também criou uma Barbie com as suas medidas, isso além de ser a garota propaganda da Forever 21 e da H&M.

Carta aberta do NYFW

A organização do NYFW também se mostrou a favor da diversidade em 2016. Em uma carta aberta, o CFDA incentivou os designers a colocarem em seus desfiles, uma maior quantidade de modelos negras. “Peçam modelos não-brancas em todas as temporadas. Não somente durante o verão, mas também no inverno”.

Tim Gunn

Outra carta aberta chamou a atenção de todos, mas desta vez publicada no Washington Post: o mentor de Project Runway resolveu desabafar sobre o caso recente de algumas atrizes admitirem que ninguém aceitava vesti-las porque elas não faziam parte do padrão de beleza de Hollywood.

“Designers se recusam a fazer roupas que vestem a mulher norte-americana. É uma desgraça”, esse foi o título de seu texto.

Khloé Kardashian

Khloé Kardashian ingressou no mundo da moda com sua nova marca de jeans em 2016: a Good American. A marca oferece calças que vão dos tamanhos 34 ao 56, e seu objetivo é que todas as mulheres se sintam lindas e confortáveis com suas peças.

H&M

Uma campanha da H&M chamou atenção nas redes sociais, o que a fez ser conhecida como a mais inclusiva da história da marca, pois incluiu na campanha, diversas mulheres com todos os tipos de cabelo, corpos e idades.

Empoderamento

Empoderamento foi a tônica de diversas marcas da moda em 2016. A Lonely, marca neo-zelandeza, acabou abrindo mão de qualquer tipo de retoque em sua campanha.

As protagonistas nas publicidades da empresa foram Lena Dunham e Jemima Kirke, de Girls. Outra que também seguiu caminho similar foi a Victoria’s Secret, que deixou de lado o photoshop em uma foto em seu Instagram.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!


Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: