5 qualidades profissionais que estarão entre as mais prestigiadas em 2017

Comente

Para uma boa parte dos brasileiros, encontrar um bom emprego está longe de ser tarefa fácil. Isso não significa, no entanto, que seja impossível encontrar um caminho para o sucesso mesmo diante da situação econômica vivida pelo país nos últimos anos.

E o primeiro passo para conseguir um bom trabalho e o crescimento na carreira, é naturalmente a busca pela qualificação, o que inclui uma adequação àquilo que o mercado mais valoriza em um profissional.

Mas o que seria exatamente isso? Você pode estar se perguntando. E a verdade é que, embora não exista uma resposta definitiva para essa questão, a cada ano uma série de características se destaca na lista das mais valorizadas pelo mercado.

Em relação ao ano de 2017, por exemplo, a previsão é a de que algumas qualidades importantes no trato com o cliente e até no que diz respeito ao desenvolvimento pessoal, estejam entre as mais prestigiadas.

Para exemplificar isso, mostramos a seguir uma lista com base na opinião de especialistas do mercado, mostrando 5 das características valorizadas para o próximo ano. Confira!

Características que serão valorizadas nos profissionais em 2017

caracteristicas-profissionais-valorizadas-2017

Inteligência emocional

Crescer pessoalmente é importante, e conforme já sugerimos, é justamente nesse sentido que caminha um dos quesitos que serão mais valorizados pelas empresas em 2017.

Estamos falando particularmente da inteligência emocional, e o motivo é simples: profissionais que conseguem reconhecer e lidar com suas emoções, geralmente conseguem lidar melhor com os desafios do dia a dia.

Visão de dono

Não é exatamente fácil ou simples para um colaborador comum, a missão de pensar como o próprio dono do negócio. Mas de acordo com especialistas, é exatamente esse tipo de habilidade que as empresas tendem a valorizar cada vez mais daqui pra frente.

Na prática, isso permite que o profissional reflita bem antes de tomar qualquer decisão estratégica dentro da organização. No médio prazo esse tipo de perfil gera uma grande identificação com a empresa em que trabalha, o que tende a contribuir também com a carreira do próprio colaborador. Isso leva ao próximo passo.

Leia também:

Engajamento

Quando o profissional tem controle emocional e consegue enxergar o negócio de maneira alinhada com o pensamento do dono do empreendimento, o engajamento acaba surgindo de forma natural, sendo essa uma característica extremamente importante para uma parceria sadia e duradoura.

Não por acaso, as empresas estão sempre à procura de profissionais engajados, o que deve aumentar bastante em 2017.

Profissional generalista

“Pense global, aja local”. Essa é uma frase bastante difundida entre entusiastas do marketing, e a verdade é que sua essência talvez possa dizer muito sobre a importância de ser especializado em uma área, mas ao mesmo tempo ter uma visão generalista do negócio da empresa em que atua.

Isso porque é basicamente isso o que grandes empresas esperam de seus colaboradores: pessoas capazes de pensar no macro, ou seja, no âmbito total do negócio, tendo, no entanto, domínio total em sua área de atuação. Em outras palavras, trata-se da habilidade de ser versátil e de não se fechar para o que acontece ao redor.

Na prática, um profissional que atua com as finanças, por exemplo, deve ser capaz de conhecer a fundo o serviço prestado pela empresa e também o papel de cada setor dela. Dessa forma ele tem totais condições de negociar prazos de pagamentos com os clientes sem que isso interfira no trabalho de outros profissionais.

Relacionamento interpessoal

Muito valorizado desde o início do ano 2000, o relacionamento interpessoal é outro atributo que tende a ser prestigiado pelas empresas no próximo ano em uma escala ainda maior. Isso porque um bom relacionamento resulta em primeira instância, em um ambiente saudável e propício ao desenvolvimento de boas ideias e negócios.

Pode parecer algo simples, mas a verdade é que o relacionamento interpessoal em um ambiente corporativo se mostra algo mais complicado do que a maioria imagina, mesmo porque, isso vai muito além de aceitar ideias, sorrisos e “tapinhas nas costas”.

Nas decisões que exigem pulso firme, por exemplo, é preciso “medir” as palavras para evitar que uma simples ideia mal colocada acabe gerando uma grande confusão interna ou mesmo com clientes. E esse é só um dos desafios relacionados ao assunto.



Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!