Topo

GloboPlay e Netflix fazem disputa acirrada pela liderança no mercado de streaming do Brasil

Comente

GloboPlay e Netflix fazem disputa acirrada pela liderança no mercado de streaming do Brasil

No início de outubro, a Rede Globo anunciou que a plataforma de streaming da empresa atingiu os 20 milhões de assinantes no Brasil. Ou seja, a GloboPlay é líder no mercado e deixa para trás até mesmo a gigante Netflix, que possui 17 milhões de usuários brasileiros. Isso mostra que a disputa pelo mercado nacional é acirrada, e deve se manter assim no futuro. O streaming é uma das novas tecnologias que mais rende no país, seja pela questão financeira ou de audiência.

Com diversas produções brasileiras e filmes internacionais, a GloboPlay chegou no mercado em 2015 e não demorou para fazer sucesso. Seja pela força dos conteúdos globais, ou então pelo catálogo variado, a plataforma de streaming atingiu 20 milhões de assinantes em outubro de 2020 e confirmou a liderança no setor. É uma resposta positiva ao investimento pesado feito pela Rede Globo. Algumas informações apontam que a empresa injetou cerca de R$ 1 bilhão na estrutura e também nas produções originais para a plataforma.

Isso significa que a Netflix, com cerca de 17 milhões de usuários, está na segunda colocação no ranking de assinantes em plataformas de streaming. No mercado nacional desde 2011, a empresa norte-americana é a pioneira na tecnologia, por isso sempre foi considerada a líder no setor. Contudo, a chegada de rivais complicou a disputa. Além de perder o posto para a GloboPlay, a plataforma também viu a Prime Video, da Amazon, chegar aos 10 milhões de assinantes com um pouco mais de um ano em atividade no Brasil.

Essa disputa pelo mercado brasileiro não é nenhuma novidade. Recentemente, fizemos uma análise dessa guerra dos streamings e mostramos como existe uma concorrência apertada e muito investimento. Em 2019, o valor arrecadado destas plataformas chegou aos R$ 46 bilhões, ultrapassando até mesmo os cinemas, que terminaram o ano passado com um faturamento de R$ 40 bilhões.

Mais concorrência

Apesar da variedade de plataformas de streaming no Brasil, a concorrência no setor vai aumentar nos próximos meses. A Disney Plus chega ao país, e em toda a América Latina, em novembro e com algumas promoções que prometem garantir alguns milhões de assinantes. Na Europa e nos Estados Unidos, a plataforma já coleciona sucesso de audiência, e o mesmo pode acontecer no mercado brasileiro.

 Fonte: Unsplash

Entretanto, não são apenas empresas gigantes que investem no streaming. Um bom exemplo é a Spcine, que surgiu como uma iniciativa da Prefeitura de São Paulo e, atualmente, se transformou em uma boa alternativa diante das plataformas tradicionais. Além de ser gratuita, o catálogo da Spcine possui apenas produções brasileiras e também transmissões de mostras e festivais do cinema nacional.

Assim, é possível perceber que este mercado é bastante variado e com espaço para diferentes produções e ideia. Essas plataformas menores não têm como objetivo ganhar espaço de gigantes como a GloboPlay, mas sim conseguir algum sucesso com fãs de filmes que muitas vezes não estão nestes streamings maiores. De qualquer forma, todas elas continuam juntas e concorrendo por usuários no mesmo mercado.

Streaming em alta

A tecnologia de streaming é uma das ferramentas que mais ganhou espaço na rotina das pessoas. Além dessas plataformas de filmes e séries, ela também é usada de outras formas. Ainda no entretenimento, o portal Techtudo mostra que o streaming é a opção mais usada pelos fãs de música e podcast. Nos jogos online, a lista da VegasSlotsOnline aponta que as principais plataformas de cassino online possuem mesas ao vivo de pôquer e blackjack com o uso da tecnologia. Enquanto isso, no mundo profissional, o streaming é usado cada vez mais para realizar reuniões de equipe ou até mesmo entrevistas de emprego, como aponta reportagem do jornal Estado de Minas.

O streaming é uma tecnologia de transmissão de dados pela internet, normalmente de áudio e vídeo, que exclui a necessidade do usuário de baixar o conteúdo. Ou seja, não existe tempo de espera e o arquivo acessado, que pode ser um filme, é transmitido online. Isso significa que uma boa internet é essencial para o streaming funcionar, algo que vem melhorando em todo território brasileiro.

Essa disputa pela liderança no mercado brasileiro de streaming é interessante para os usuários. A GloboPlay e a Netflix vão fazer de tudo para conseguir mais assinantes, e isso significa cada vez mais conteúdo e preços baixos. A chegada de novos concorrentes, como a Disney Plus, deve fazer essa disputa ainda mais acirrada. Afinal, é um mercado que move bilhões todos os anos, e que atinge milhões de brasileiros.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: