Topo

Conheça o inseto que possui a picada mais dolorosa do reino animal

Comente

Os insetos contam com diversos mecanismos de defesa, que são muito importantes para suas estratégias de sobrevivência. E um dos mais comuns entre os animais desta classe é o ataque com picadas, que podem acabar tendo diferentes funções. Nos humanos, muitas picadas de insetos costumam doer bastante. 

Mas a comunidade cientifica parece ter descoberto o inseto que, de acordo com o levantamento feito por pesquisadores, tem a picada mais dolorida entre todos os insetos que já foram catalogados no mundo. Trata-se da barata-d’água, um inseto que aparentemente pode ser considerado até um tanto quanto inofensivo. 

Conheça o inseto que possui a picada mais dolorosa do reino animal

Mas, tirando a sua aparência que pode parecer não tão intimidadora, este insto é considerado como um dos predadores mais temidos das águas doces e também um exímio caçado. Também é considerado como um dos insetos mais agressivos da natureza, levando em consideração todas as suas estratégias. 

Veja também:

Essas baratas são muito comuns no continente americano e costumam utilizar suas carapaças escuras e ovais para se camuflar nas areias e em plantas. Dessa forma, eles ficam apenas ali, esperando suas presas desprevenidas para atacar. E essas baratas realmente encaram até mesmo animais que seriam muito mais intimidadores, como patos, cobras e sapos. 

Como parte do seu ataque, ele conta com mandíbulas articuladas, resistentes e esclerotizadas, que basicamente são capazes de perfurar plantas e organismos de seres vivos de maneira muito fácil. Com isso, sua picada acabou ficando conhecida como a mais dolorosa de toda natureza. 

Suas mordidas realmente se tornaram tão comuns em determinadas regiões do planeta que eles acabaram se tornando conhecidos como “mordedores de dedo de pé”. Este ataque é considerado como sua principal arma para desestabilizar seus oponentes. No caso das presas menores, ela costuma ser letal. 

O "mordedor do dedo do pé" possui um modus operandi de se agarrar ao inimigo ou alimento e não soltá-lo até injetar seus sucos digestivos, responsáveis por transferir uma leva de enzimas anestésicas. Ela pode passar horas presa no seu alimento sem que seja percebida, causando uma grande dor após o efeito da anestesia passar. 

Existem diversos casos que mostram que este inseto acabou criando uma série de estratégias que não são tão comuns nesta classe de animais, como o fato de se fazer de morto e esperar a presa, que pode ser até mesmo um humano, passar por perto para atacar. 
 




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: