Topo

Conheça algumas curiosidades históricas que não são ensinadas nas escolas

Comente

As aulas de história costumam ser as prediletas de muitos estudantes. Afinal de contas, é neste momento que as pessoas costumam aprender mais sobre o que aconteceu antes e que acaba levando ao momento que estamos neste momento. Mas são tantas coisas que acontecem que as escolas simplesmente não conseguem ter tempo de contar algumas curiosidades interessantes.

Confira algumas delas:

Conheça algumas curiosidades históricas que não são ensinadas nas escolas

Armadura com fresta

Um dos reis mais famosos e populares da França foi Henrique II, que reinou entre os anos de 1547 e 1549. A sua morte se deu em circunstancias misteriosas. De acordo com os registros, Nostradamos profetizou a morte do reio, afirmando inclusive que o monarca seria morto transpassado por algum objeto bem no meio dos olhos. E foi isso o que aconteceu, quando uma flecha passou pela única fresta que existia na armadura do monarca, que ficava bem no local apontado.

A pedra que não cai

Na histórica cidade de Mahabaliputam existe uma grande pedra que conta com 6 metros de altura, 5 metros de largura e pesa cerca de 250 toneladas. A chamada Pedra dos Deuses do Céu ou Bola de Manteiga de Krishna, ela se encontra em uma espécie e declive de 45 graus, e isso faz com que ela esteja praticamente desafiando a gravidade por cerca de 1,2 mil Anos. E nem os esforços feitos pelo governador local teria conseguido mover a pedra de lá.

100 km/h por 50 kw

Veja também:

Quando os primeiros carros começaram a ser criados, um modelo chamado La Jamais Contente, criado pelo engenheiro belga Camile Jenatzy conseguiu o feito de passar a marca dos 100 km/h. Curiosamente o modelo conseguiu este feito tendo apenas dois motores no seu interior, sendo que cada um deles tinha a capacidade de 50 kw de potência.

Alexandre, O Grande Desatador de Nós

Ninguém duvida que Alexandre, O Grande, se tornou um dos maiores conquistadores de todos os tempos com base na sua inteligência focada na estratégia militar. Mas parece que ele também esta pré-destinado a se tornar o que ele era, pelo menos na visão dos moradores da antiga Frígia, uma região que hoje encontra-se a Turquia. Por lá existia um nó que as pessoas não conseguiam desfazer de forma alguma. Acabou-se criando uma lenda, falando que aquele que conseguisse desfazer o nó se tornaria o grande rei de todos. Alexandre conseguiu... mas ele usou sua espada para desfazer o nó. Como ninguém tinha pensado nisso antes?




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: