Topo

Conheça a teoria que explica a origem da eletricidade na Terra

Comente

A eletricidade é um elemento fundamental para a vida no Planeta Terra. Basicamente todos os seres vivos contam com algum tipo de atividade elétrica no seu organismo. E tudo isso teria se originado a partir de uma única fonte. Pesquisas recentes indicam que a eletricidade na Terra teria origem em um relâmpago primordial. 

A pesquisa mais recente sobre o assunto teve os seus resultados divulgados pela Universidade de Massachusetts. De acordo com os pesquisadores que estudavam o tema, as frequências elétricas encontradas em vertebrados e invertebrados coincidem com as vibrações naturais da atmosfera da Terra.

Conheça a teoria que explica a origem da eletricidade na Terra

A publicação da pesquisa afirma que os seres vivos contam com atividade elétrica em seus sistemas nervosos com uma frequência entre 5 e 45 hertz, o que seria muito similar com a causada pelos impactos dos relâmpagos em nosso planeta. 

Veja também:

Os pesquisadores indicam que as atividades elétricas podem ser encontradas tanto nas formas mais simples de vida, como os zooplânctons, até nas mais complexas, como os seres humanos. O estudo indica que as atividades elétricas de todos os seres vivos parecem ter-se sincronizados com a atividade global, que foi se adaptando ao longo dos anos. Tudo isso, de acordo com a pesquisa, indica que a fonte de eletricidade poderia ter um denominador comum. 

A sincronização biológica com essa ressonância seria um fenômeno parecido com o que determina nosso ciclo circadiano, o qual faz com que nossos corpos compreendam a noção de tempo e separem o dia da noite.

Os pesquisadores também fizeram questão de ressaltar que a atividade elétrica que pode ser encontrada nos organismos vivos, especialmente a do corpo dos seres humanos, não representa qualquer tipo de perigo, uma vez que os corpos teriam se adaptado ao longo das eras já contando com essa atividade elétrica. 

Caso a eletricidade fosse uma ameaça, as pessoas poderiam começar a morrer cada vez que um relâmpago caísse nas suas proximidades. E isso, de acordo com uma pesquisa, é mais um fator que comprovaria que as frequências da eletricidade interna e externa dos nossos corpos são similares. 




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: